segunda-feira, 30 de janeiro de 2023

Deveria ter sido informado














Assim que o clássico de ontem terminou, o técnico Luis Castro falou sobre a saída do Jeffinho, com quem ele contava na temporada:

"- Eu não fui consultado sobre a situação, nem tenho que ser. Minha função é treinar a equipe e o elenco que tenho nas mãos, não tenho que tomar parte nas decisões da administração. É aquilo que eu disse há um mês atrás, que era bom o Jeffinho continuar conosco mais um ano, porque estava num processo evolutivo. Há um ano atrás estava no Resende e eu achava aquilo pela minha experiência. A verdade é só uma, não tenho como dizer outra coisa".

Mais ou menos...

Acho que o treinador não pode ter a palavra final...mas consultado? Deve sim. Até para um parecer técnico, que deve(ria) ser somado às questões financeiras antes de uma decisão como essa, de um dos principais jogadores (e da maneira como aconteceu).

Querendo ou não, o planejamento deles (dirigentes e comissão técnica) fala em Libertadores. Sem o Jeffinho, certamente fica muito mais difícil. Simples. Só por isso, o Luis Castro poderia ao menos ser consultado.

Nessas horas eu questiono qual o real papel do Mazzuco em General Severiano? Só ficar apresentando jogadores em coletivas?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 29 de janeiro de 2023

Acalmando os ânimos
















Um dia após a desanimadora notícia da saída do Jeffinho, o torcedor foi ao Maracanã para acompanhar o clássico contra o ETCD.

No final, vitória importante por 1 a 0.

Valeu pelos três pontos e dar uma moral ao grupo e animar a torcida, ainda sentida com a saída do Jeffinho.

De resto, parece brincadeira, mas não é: Basta fazer um "control C / control V" dos jogos passados (incluindo muitos de 2022) e conseguimos resumir a partida do Botafogo.

Um time ainda sem mobilidade, que perde o meio de campo, pois além de estar em inferioridade numérica, ainda conta com pelo menos dois atletas lentos. Fora isso, um festival de chutões para o Tiquinho se virar na frente, afinal, dois pontas que são fracos e ficam presos desempenhando "funções táticas" pedidas pelo treinador.

Se já seria complicado com o Jeffinho, o jogo de hoje só serviu para evidenciar que se não vier três bons atacantes (um para brigar com o Tiquinho), um meia de criação e um lateral direito titular (além do reserva do Marçal), fica difícil botar muita fé no planejamento do Textor, que garantiu que o elenco desse ano é para buscar Libertadores.

A raça do segundo tempo foi legal, mas nem sempre ela (sozinha) garante vitórias. 

Futebol é bola na rede. E por isso, hoje valeu demais.

Agora é aguardar qual o time que enfrentará o Nova Iguaçu na quarta-feira.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Clássico sempre vale




O carioquinha perdeu todo o seu prestígio.

Hoje em dia, deve ser utilizado para preparação do time no decorrer da temporada.

Mas clássico é sempre diferente. 

Mesmo que "não valha nada", continua "valendo muito".

Nem que seja pelo simples motivo de podermos tirar barato com a torcida rival.

E hoje o Botafogo enfrenta o ECTD. Logo, é entrar em campo com a força total e disputar com seriedade para buscar a vitória.

Nada diferente disso.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 28 de janeiro de 2023

(Ainda) sou mais o Tchê
















Ainda sobre o jogo da última quinta-feira, muitos torcedores gostaram da partida do Danilo Barbosa.

Vários, inclusive, dizendo que ele deve ser o titular e barrar o Tchê Tchê.

Eu concordo que sua característica é muito mais de marcação, mas vi muita dificuldade com a bola nos pés. Me parece um tanto nervoso quando a redonda está dominada e precisa levantar a cabeça. 

Considerando a temporada passada, ainda sou muito mais o Tchê Tchê, mas se o problema for aumentar o poder de marcação, porque o Castro não testa um outro esquema tático? Só para tentar. Não custa nada. Caso contrário, será um eterno troca-troca sem aproveitar o melhor de cada atleta. 

De repente, que tal o Danilo "apenas marcando", o Tchê mais adiantado como segundo volante e outros dois meio campistas com um pouco mais de liberdade?

A hora de buscar algo novo é agora...
...nem que seja apenas para registro efetivo de que não deu certo.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Só mais cinco meses














Iniciando a segunda temporada no clube, sem nenhuma contusão grave e nada de futebol apresentado, o Piazon falou sobre a pressão e futuro (contrato vence em junho), após a vitória de ontem:

"- É um pouco chato às vezes, na verdade, mas hoje alguns me cobraram e me aplaudiram. Às vezes a gente escuta ali no campo. No começo, eu fui muito cobrado, nos primeiros meses, mas continuo trabalhando. Tenho o apoio do grupo e da comissão e vou continuar fazendo o meu melhor".

"- Eu gosto daqui, gosto dos meus companheiros, do ambiente. Nossa rotina é legal e feliz, e eu me sinto bem. Depende de muitos outros fatores, mas eu posso dizer que eu sou feliz aqui".

Se é um pouco chato para ele - que ganha milhares de reais por mês, sem sequer ter cobrança para justificar o alto investimento da sua contratação -, imagina para o torcedor que passou 2022 inteiro vendo um jogador indiferente e absolutamente normal?

Para ser justo, a exceção nesse tempo todo foi o jogo contra o Inter lá em Porto Alegre. De resto, dinheiro queimado.

Espero que os tais "outros fatores" não permitam que o contrato do Piazon seja renovado com o GLORIOSO.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Uma vitória "Ok"
















Não foi o time A e nem o time B.

O Botafogo entrou em campo com um time considerado reserva e um ou outro jogador para brigar efetivamente pela titularidade ao longo da temporada.

E mesmo assim, a vitória de 2 a 0 sobre o Madureira foi ok, mas bem sem graça.

Um primeiro tempo cansativo, pouco inspirado, lento, nenhum poder ofensivo e repleto de erros individuais. Alguns, básicos para quem é profissional do esporte.

O 0 a 0 nessa altura foi justo e o time desceu para o vestiário sob algumas vaias.

Na segunda etapa, o cenário foi basicamente o mesmo. Talvez, com um pouco mais de vontade. E só. Ou seja, ainda não vimos nada de diferente no futebol apresentado pelos comandados do Luis Castro.

Eu sei, é pouco tempo de preparação, mas jogando contra um adversário tão fraco, não pode ser assim tão impotente e insosso.

Vamos ver agora no clássico de domingo. Para esse jogo, se quiser evitar uma vergonha, o treinador botafoguense não pode pensar em entrar em campo com reservas. É encarar com o que temos de melhor, afinal, mesmo sendo um campeonato mixuruca, jogo contra rival tradicional não pode ser tratado igual confronto diante de Madureiras da vida.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Apresentar algo melhor














Botafogo e Madureira se enfrentam hoje a noite pela quarta rodada (terceira para o Botafogo, que teve o clássico com o Vasco adiado) do carioquinha.

Esperamos um time mais ativo, empolgado. 

Sem essa de que é pouco tempo de pré-temporada. O que cobramos, neste momento, é o mínimo de futebol e superioridade frente à adversários fraquíssimos.

Na pior das hipóteses, uma evolução considerável do que foi apresentado contra Audax (time B) e Volta Redonda (time A).

Vamos ver.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2023

Libertadores: Podemos cobrar














 "- Vou te dizer quais são meus objetivos. Todo ano tornar o clube melhor. Esse ano conseguimos a vaga na Sul-Americana, no próximo queremos a Libertadores, no outro ficar entre os três maiores e no outro, em 2025, conquistar um título grande. Digo isso porque também gosto de sonhar. Vai ser muito difícil, mas gosto de sonhar".

As palavras acima foram do John Textor em entrevista concedida ao FogãoNet. 

Excelente. Fico satisfeito, pois agora temos aval do próprio dono sobre o que podemos e devemos cobrar do Luis Castro e seus comandados: Libertadores é obrigação. 

Mas para isso, espero que o próprio JT tenha consciência de que precisamos de pelo menos três bons titulares e mais uns três ou quatro reservas interessantes.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 24 de janeiro de 2023

Tá devendo ou é mal escalado?
















Muito se fala sobre o Gustavo Sauer. 

Alguns torcedores ainda têm esperança. Outros, não. 

O fato é que eu aposto: Duvido que exista 10 torcedores botafoguenses que conhecem e acompanharam a carreira do rapaz.

Ele é meia? Ponta? 

Eu confesso que não consigo ver tanto potencial no cara em nenhuma das duas posições.

Justiça seja feita, como um armador, ainda não foi utilizado e até valeria um voto de confiança.

Mas no esquema tático do Luis Castro, está mais do que provado que escalar o Sauer na direita é um erro crasso. O cara não é veloz e nem habilidoso. É um jogador que parece ter toque de bola mais refinado e bom chute. 

Sendo assim, por que não fazer um teste?

Apenas um. Não mais do que isso.

Já diz a máxima: Errar uma vez é humano...


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

Mesmo modus operandi


Tipo de notícia que gera aflição (retirada do FogãoNet):

"Botafogo e Vasco fazem sondagens por Emerson Urso, destaque do Audax".

Muda para SAF, mas parece que alguns velhos hábitos continuam os mesmos em General Severiano: Basta determinado jogador realizar uma suposta boa partida contra a gente no estadual, logo demonstramos interesse em contratá-lo.

Com todo respeito, mas como o cara é "destaque" em um campeonato que não tem quatro rodadas? Além disso, o que eu acompanhei na estreia, não vi nada no rapaz. Nada mesmo!

Espero que seja uma especulação sem qualquer sentido e/ou veracidade.

Chega de outros Tonys, Felicios, Alexsandros, Babis e afins por aqui.

Aliás, vamos estender a brincadeira: Vamos lembrar de outras dragas que vieram em situações semelhantes nos últimos anos?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!