quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

(Des)preparo físico





Para variar, a coletiva do técnico Zé Ricardo após o empate de ontem foi um show de desculpas e justificativas para "boi dormir". 

Ele falou sobre o início de temporada, jogadores fora de forma ou machucados, saídas e chegadas de atletas, blá blá blá...

Uma das afirmações chamou a minha atenção. Foi quando citou a "reestreia" do Eric com a camisa botafoguense:

"- No Brasileiro, em alguns momentos utilizamos o Luiz Fernando de meia central. Não é um organizador tradicional, mas dá dinâmica. Poderia trabalhar as infiltrações com o Aguirre. Ainda tem que evoluir. Pimpão se recuperou e o Erik jogou os 90 minutos porque fez toda a pré-temporada com o Palmeiras".

Praticamente atestou aquilo que a gente sempre fala e reclama aqui: O preparo físico em General Severiano é sofrível. E não é de hoje, hein? Enquanto os nossos jogadores demoram para entrar em forma, aguentar um jogo inteiro e/ou sempre reclamam de cansaço muscular, aqueles que chegam com trabalhos realizados em outros clubes sempre estão em um nível diferente. Já repararam? E 99,9% das vezes o nível desses é infinitamente superior. 

O Eric, ontem, não me deixa mentir!

Ah, e enquanto o Eric volta correndo a beça e disputando os 90 minutos da partida, o possante Kieza ficou de fora até do banco de reservas porque estava com...
...bolha no pé!

Sem mais, meritíssimo!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

De novo, horrível





Competição em questão: O fraquíssimo campeonato carioca.

Seis pontos disputados (contra dois adversários horríveis) e um único ponto conquistado.

Uma derrota acachapante no último domingo e um 0 a 0 medonho nesta noite.

Cabofriense e Bangu, respectivamente, passando 90 minutos sem sustos ou sendo pressionados.

Assim começa o 2019 do Botafogo. Ou seja, uma lástima. 

No empate de hoje, nada diferente do final de semana passada. Um futebol sofrível, acéfalo, time sem pernas, jogadores que jamais poderiam vestir a camisa preta e branca, mexidas erradas do fraco treinador...
...e a torcida revoltada (com razão) já na segunda partida do ano.

E pode piorar, amigos! Isso porque, no próximo sábado enfrentaremos o Flamengo, que mesmo sem ainda estar voando, é infinitamente melhor do que o time de Cabo Frio ou Bangu. Logo, a tendência é que seja ainda mais complicado para o GLORIOSO

A não ser que as coisas mudem radicalmente da água para o vinho!

Mas diz aí, você acredita nisso?

Está foda...


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 0 x 0 Bangu

1- Gatito: Novamente nos livrou do pior - 6,5

2- Marcinho: Um terror. Claramente desinteressado - 3,0

3- Marcelo: Médio, apenas - 5,0

4- Gabriel: Seguro, firme e tranquilo. O melhor do setor - 6,0

5- Wenderson: Bom primeiro tempo. Sua saída piorou o time - 6,0

6- Gilson: Um dos piores de todos os tempos. Rende muitos dividendos para pessoas dentro do clube... - 2,5

7- Eric: Mesmo sem ser brilhante, é o único capaz de algo no ataque - 5,5

8- Alex Santana: Se apresentou e ajudou na saída de jogo. Mal substituído - 6,0

9- Aguirre: É um bonde. Só força e vontade e nada de técnica. Menos horrível que o Kieza - 4,0

10- Luiz Fernando: Não rende quando centralizado - 5,0

11- Pimpão: Errou tudo que tentou - 3,0

12- Bochecha: Apenas toques laterais e pouca velocidade - 4,5

13- Leandro Carvalho: É craque para o Ceará... - 4,0

14- Zé Gatinha: Com todo respeito, não dá para esperar algo, né? - 4,5

Zé Ricardo: De novo, errou no início, meio e fim - 3,0

Dar uma resposta ao torcedor












Segunda rodada do Carioca.

O Botafogo recebe o Bangu no Niltão.

Pelo horário, elenco limitado e vindo de uma derrota na estreia, possibilidade gigantesca de público baixíssimo. E claro, prejuízo financeiro.

Não sei nem o que esperar, mas espero que o Botafogo não entre em campo mole e desinteressado. 

Nada além disso.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Apenas um me agradou















Ok, foi apenas um único jogo. Ainda é muito cedo para qualquer crítica ou elogio, mas voltando ao jogo do último sábado, falarei rapidamente sobre três dos novos reforços que estrearam com a camisa do Botafogo.

Do pouco que vi, gostei apenas do Alex Santana. Pelo menos o cara entrou pilhado, pedindo e se apresentando para todas as bolas no meio de campo. Se o futebol dele for sempre assim, assume uma vaga fácil no time titular.

Já o Alan Santos, que dos novatos foi o único a começar como titular, achei bem "água de salsicha". Burocrático e nada além disso. 

No caso do Ferrareis, tadinho, acho que nem ele entendeu qual será a sua posição. Li que se trata de um bom apoiador, que joga pelos lados, pelo centro e até mesmo como segundo volante. E pelos minutos em campo no domingo a noite, estava assim mesmo: Perdido e sem saber as funções que precisava exercer. Também não gostei.

E os amigos: O que acharam dos três reforços diante da Cabofriense?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Começou o festival de desculpas

















Justificativa (vazia) do técnico Zé Ricardo, após a patética derrota de ontem:

"- Lógico que não queríamos estrear com derrota, mas, dentro de um processo de reconstrução, entendíamos que seria um adversário bem treinado. Os gols deles saíram em erros que acontecem nesse início de processo. Tivemos bons momentos, colocamos duas bolas na trave".

Meu comentário 1:
Porra, reconstrução de quê? Não ferra! Jogar mal, recuado e sem acertar passes contra Cabofriense não tem desculpa alguma. E ainda por cima, se vangloriar de ter chutado duas bolas na trave?

"- Faz parte. Os erros nos ensinam. Temos Copa do Brasil, Sul-Americana, temos que estar atentos. Ainda bem que ninguém saiu lesionado. Temos alguns atletas para estrear. Não podemos apontar uma causa específica".

Meu comentário 2:
Erros ensinam? Então está na hora do próprio Zé Ricardo aprender que não dá para insistir com Gilson e, principalmente, Kieza. Também passou da hora de mexer no time com mais rapidez e inteligência, saindo da mesmice. 

Foi apenas o primeiro jogo do time na temporada...
...e já estou cansado, de saco cheio!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 20 de janeiro de 2019

Para preocupar bastante















Se o 2018 foi tenso, é bom nos prepararmos, pois 2019 tem tudo para ser ainda mais nervoso e preocupante.

O Botafogo começou a temporada perdendo de 1 a 3 (de virada) para a fraquíssima Cabofriense, na primeira rodada do pífio campeonato carioca.

Ah, primeiro jogo...elenco em formação...parte física debilitada, blá blá blá...

Amigo, me desculpe, mas enfrentamos a Cabofriense! Não há qualquer justificativa. Não mesmo. Eu me recuso a acreditar em Coelhinho da Páscoa, Papai Noel e afins. Logo, me recuso a aceitar passivamente e/ou acreditando em "desculpas padronizadas" uma derrota como a deste domingo.

Pensando no estadual, é vergonhoso. Pensando no restante da temporada, é pavoroso!

Isso que dá, manter Kiezas, Gilsons e tantos outros com status de titulares absolutos. Isso que dá continuar apostando em "grandes destaques de séries C,D, E ou F"...

Falta de grana?

Desculpa de novo. Mas sabemos que o buraco é mais embaixo!

E assim começa o ano: Puto e sem qualquer perspectiva ou esperança de bons momentos nos próximos onze meses.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 1 x 3 Cabofriense

1- Gatito: Sem culpa nos gols. Ainda operou dois milagres - 6,0

2- Marcinho: Mole e sem vontade alguma de jogar - 3,5

3- Marcelo: Sem tesão em campo - 4,5

4- Helerson: Sentiu o peso de ser titular e errou muito - 3,5

5- Wenderson: Perdido, não soube ajudar na marcação e nem na criação - 4,0

6- Gilson: O de sempre. Ou seja, uma merda - 3,5

7- Leandro Carvalho: Jogador destaque para Cearás da vida... - 3,5

8- Alan Santos: Estreia que não empolgou - 4,0

9- Kieza: Um dos mais irritantes de sempre. O pior 9 dos últimos muitos tempos - 2,0

10- Luiz Fernando: Bonito gol, mas esteve apagadinho também - 4,0

11- João Paulo: Visivelmente sem ritmo de jogo - 4,0

12- Alex Santana: Ao menos se apresentou para receber todas bolas - 5,0

13- Aguirre: Muito mais vontade e raiva em campo do que o embuste do Kieza - 4,5

14- Ferrareis: Fraquinho a beça - 3,5

Zé Ricardo: Demora a mexer e parece não ter muita coerência nas suas observações e preferências - 3,5

E começa a temporada!











Dia de matar a saudade do Botafogo.

Depois de um mês de férias, finalmente o GLORIOSO volta a campo e dá o pontapé de partida na temporada 2019.

Começaremos com o chato campeonato carioca, enfrentando a Cabofriense.

Jogo sem muitos atrativos, time ainda sendo montado, sem tanto ritmo de jogo...

Mas é o Botafogo em campo, né? Isso já vale muito.

E que comecemos com o pé direito.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 19 de janeiro de 2019

Quem cria?

















Com uma contusão na panturrilha, o Valencia é desfalque certo na estreia do Botafogo no campeonato carioca, amanhã, contra a Cabofriense.

De acordo com site Globoesporte, a provável escalação do time titular será: Gatito; Marcinho, Carli, Helerson, Gilson; Jean, João Paulo, Luiz Fernando; Leandro Carvalho, Kieza, Pimpão.

Ou seja, nenhum dos novos reforços entre os onze iniciais.
Me preocupa um pouco a ausência do chileno. Principalmente com esse provável time, com quatro jogadores ofensivos que, somados, não conseguem ter qualquer capacidade de criação de jogadas. Sobrecarga para o João Paulo...
...que ainda terá a tarefa de auxiliar o Jean na marcação.

Sei lá...não gosto desse time. 

E vocês?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Pura ficção

















Saiu o plano de metas orçamentárias do Botafogo para o ano de 2019. O mesmo será discutido pelo Conselho Deliberativo do clube no próximo dia 24.

Ainda não viu? Clique aqui e confira.

Na boa? Espero queimar a língua, mas o meu comentário é curto e grosso: A diretoria do Botafogo vive em um conto de fadas. 

Um mundo paralelo.

Repito: Espero queimar a língua. Só que eu já vou é me preparar para o festival de "desculpas e justificativas" que virão lá por maio ou junho...

É ver para crer.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Na vaga do Rabello

















Notícia retirada do site Lancenet:

"Helerson pode repetir outro jovem zagueiro e se firmar no Botafogo.

Defensor de 21 anos atravessa uma trajetória similar a de Emerson Santos, com a possibilidade de brilhar em um ano após poucas oportunidades na temporada anterior".

Palavras do jovem defensor:

"- Os treinos estão sendo bem interessante, bons. Com essa brecha deixada pelo Rabello eu pretendo aproveitar bastante e jogar o máximo possível. Creio eu que tenho possibilidade de jogar, mas ainda não tem nada definido. Espero a oportunidade e se ela chegar estarei preparado".

Eu realmente conheço pouco do Helerson. Insuficiente para opinar se o cara é promissor ou não. Mas insisto: Não consigo entender a razão do Marcelo não ser testado na quarta-zaga. Ele pode ser improvisado na lateral direita e até de volante, mas ali, 3 metros a mais para esquerda do zagueiro central, não pode ter tanto mistério ou dificuldades.

Juro que não acredito nisso.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!