segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Um ponto pela covardia




Ceará e Botafogo ficaram no 0 a 0 na noite desta segunda-feira.

Resultado que é ruim para os dois clubes, que continuam entre os candidatos ao rebaixamento.

Pelo que vimos do Botafogo, parece que o objetivo da noite foi alcançado: Não voltar para o Rio de Janeiro com uma derrota nas costas.

Sim, amigos! É isso mesmo! O Botafogo de hoje, quem diria, entra em campo para não perder do Ceará, até então, na zona do rebaixamento.

Há quem goste, concorde e/ou ache aceitável.

De minha parte, afirmo categoricamente: Inaceitável, inadmissível, vergonhoso! Como aliás, foi a partida do GLORIOSO. Principalmente no primeiro tempo, após completo domínio dos cearenses. 

No lado botafoguense, um bando de medrosos, indolentes, canalhas e indiferentes em campo. Um time que não ganhava dividida, não passava da linha de meio de campo e era incapaz de segurar a bola em uma sequência mínima de três passes. 

Parecia Botafogo x Real Madrid. Ou então, Ceará x Tupy/ES. 

De um lado, um grupo limitado, mas disposto e trocando bons passes. Do outro, covardes vestindo uma das mais tradicionais camisas do futebol mundial.

E só descemos para o intervalo com o empate, porque o adversário ainda desperdiçou um pênalti.

No segundo tempo, pouca mudança. Continuamos frouxos, ineficientes e indolentes. Melhorou um pouco a pegada no meio de campo, mas ainda assim, o Botafogo era covarde e dava sinais evidentes de que estava satisfeito com o 0 a 0.

Só faltou comemorar após o apito final.

Eu, sinceramente, lamento. Aliás, me envergonho. Empata assim, desculpe quem consegue ver algo de positivo, mas pela covardia do time, me dá muita vergonha.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 0 x 0 Ceará

1- Saulo: Duas defesas que salvaram o time. Uma delas, de cinema - 6,0

2- Luis Ricardo: Ex-jogador em atividade - 2,0

3- Carli: Mal e inseguro - 4,0

4- Rabello: Mais seguro que o companheiro - 5,5

5- Rodrigo Lindoso: Sofrível (como de hábito) - 3,5

6- Gilson: Uma nulidade - 3,5

7- Rodrigo Pimpão: Atacante com incumbência única de marcar lateral adversário - 4,5

8- Matheus Fernandes: Horroroso - 3,5

9- Kieza: Só irrita. Incapaz de dominar bola ou criar algo. Péssimo - 2,5

10- Luiz Fernando: Excesso de individualidade, mas é o único capaz de criar algo - 5,5

11- Bochecha: Lento e com alto índice de passes errados - 3,5

12- Moisés: Conseguiu errar dois cruzamentos em poucos minutos - 4,0

13- Marcelo: Ao menos deu pegada ao meio de campo moribundo - 5,5

14- Erik: Nada acrescentou - 4,0

Zé Ricardo: Armou e mexeu o time apenas para não perder. Lamentável - 4,0

Osso duro de roer













Deixamos escapar dois pontos preciosos contra o Vasco no Rio de Janeiro.

Agora, não tem outro jeito: Precisamos recuperá-los hoje a noite, diante do Ceará, em Fortaleza.

Apesar da posição na tabela ser bastante parecida, a equipe cearense - em seus domínios - é muito mais competitiva que o Vasco. 

Em teoria, partida bem mais complicada para o GLORIOSO.

Se na terça-feira passada não havia favorito, hoje, me arrisco a dizer,o Ceará leva vantagem.

Daí a se transformar em vitória certa são outros quinhentos...

É nessas horas que o Botafogo surpreende.

Tomara que mais tarde não seja diferente.

Pra cima deles, Fogão!

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 14 de outubro de 2018

Mochila vazia

















Provável substituto do Marcinho para o jogo de amanhã, o Luis Ricardo falou sobre o que é preciso para o Botafogo sair da situação perigosa no Brasileirão:

"- Esse momento tem que ser levado com tranquilidade. Renê Simões falava que é preciso pôr na mochila aquilo que for usar. Se colocar como uma responsabilidade grande, vamos nos pressionar para entrar no Z4, que é um perigo real. O Ceará terá a torcida e a fase boa do seu lado, mas temos que ir lá com os pés no chão. O Botafogo é time grande e temos que ter jogadores assumindo a responsabilidade".

Tranquilidade? Jogadores que assumam responsabilidade dentro de campo? O Luis Ricardo que me desculpe, mas aproveitando o exemplo dado pelo Renê Simões, hoje em dia eu vejo o Botafogo saindo sem levar qualquer mochila. No máximo - e com boa vontade -, uma pequena pochete. E quase sempre, vazia.

Será que alguém levará algo para o compromisso diante do Ceará?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 13 de outubro de 2018

Só chegar e levar





Informação do jornalista Gilmar Ferreira, em sua coluna no site do Extra:

"Luiz Fernando evolui no Botafogo e já desperta o mercado".

Inegavelmente o jogador tem talento. É novo e pode amadurecer. Principalmente no que diz respeito à inconstância. Mas o fato é que no marasmo de General Severiano, com a bola nos pés, ele é dos poucos que parece ter certa intimidade com a bola.

O Botafogo é dono de 50% dos direitos federativos do jogador. Logo, precisamos considerar com bastante atenção e inteligência todas propostas que possam chegar, afinal, de nada adianta vender um jogador com potencial para pagar um ou dois meses de salários atrasados de um monte de medíocres.

O problema é que independente de valores, clubes interessados e o que deve ou não ser feito, sabemos que na realidade do GLORIOSO, quem chegar com uma caixa de milho para pipoca levará o LF.

A situação do Botafogo é caótica. 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Qualquer um, menos o LR

















Na semana passada, surgiram boatos de que o Botafogo não contará com o Moisés em 2019. Considerando o péssimo momento do lateral esquerdo, não fazia qualquer sentido continuar insistindo com o jogador no time titular.

Dias depois, diante do Vasco, lá estava o Moisés entre os onze. 

E foi mais uma partida sofrível.

No mesmo jogo, o Marcinho levou o terceiro cartão amarelo e será desfalque contra o Ceará na próxima segunda-feira.

Considerando que também foi especulado como carta fora do baralho para a próxima temporada, não duvido nada que o Luis Ricardo, mesmo sem qualquer comprometimento ou futebol decente, seja o titular da lateral direita em Fortaleza.

Aí alguns poderão dizer que não temos outros nomes...

Oras, melhor um Marcelo com vontade e seriedade improvisado no setor do que um ex-jogador em atividade e que, já hoje, em outubro, não faz mais partes do plano para o ano que vem.

Alguém discorda?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Entrando no "ritmo"

















Notícia retirada do site Globoesporte:

"Análise: Botafogo cai de produção junto com Erik e desperdiça dever de casa para abrir distância do Z-4.

Em jogo de atuação apagada do atacante, Alvinegro tem baixo rendimento ofensivo e só empata contra concorrente direto".

Lembram o que eu comentei alguns dias atrás?

O Erik era reserva do reserva no Atlético/MG. Ainda assim, logo que chegou, estava voando - se comparado ao nível técnico e físico - mais que os novos companheiros no Botafogo (igual ao Moisés, logo que contratado). Bastou um tempo com a mesma carga, intensidade e convívio em General Severiano que o Erik teve uma sensível queda de rendimento. 

E não foi apenas contra o Vasco.

Será apenas coincidência? Será que o Erik é um jogador para compor elenco em time grande (com o mínimo de qualidade)? Ou será que realmente o Botafogo tem um péssimo condicionamento físico (além da já conhecida limitação técnica)?

Bom, eu fico com as duas últimas opções.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Deboche





Palavras do técnico Zé Ricardo, após o decepcionante empate de ontem:

"- Gostei da entrada do João Pedro, jogador extremamente inteligente, vem treinando muito bem, jogador muita tático, precisava retomar meio de campo. Pimpão mudança natural, poderia entrar antes, mas a gente sempre espera algo do Erik. E desgaste do Kieza".

Meu comentário 1: Erik é o nosso "craque diferenciado" e devemos aguardar todo tempo do mundo com ele em campo, mesmo que esteja muito mal (como foi no clássico).

Meu comentário 2: Kieza desgastado? Por qual motivo, se o horrível camisa 9 foi poupado algumas vezes nos últimos jogos?

Meu comentário 3: Elogios ao péssimo João Pedro, que desde que chegou (quem é o responsável por esse crime de lesa-pátria?), mostrou porque era o destaque...
...do time B do Atlético/PR.

O Zé Ricardo já entrou no clima da diretoria botafoguense. Ou seja, deboche descarado da cara do torcedor.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Morrendo juntos




Dois times sofríveis.

Dois times que brigam contra o rebaixamento.

Dois times entregues.

O que esperar em um duelo desse nível?

Claro, nada além de um empate.

E foi o que fizeram Botafogo e Vasco na noite desta terça-feira, no Nilton Santos.

Um jogo horrível e um placar que acaba sendo ruim para os dois. No caso do clube de São Januário, por continuar ali, no limite da degola. No lado botafoguense, por não se livrar da posição para lá de incômoda e por ter desperdiçado mais dois pontos dentro de casa.

O desespero continua. Botafogo e Vasco seguem entre os "candidatos" à Série B em 2019.

A respeito do GLORIOSO (que é o que nos interessa), mais do mesmo. Ou seja, tudo que a gente vem falando desde sempre. Um bando em campo, ruins por natureza, sem qualquer ambição ou demonstração de raiva, cansados, trocando passes burocráticos, sem pressa, gana ou vontade de vencer. Soma-se isso, a algumas escalações que continuam sendo preferidas pelo técnico Zé Ricardo, etc.

Uma grande merda. Nada além disso. 

Repito: Uma grande merda!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 1 x 1 Vasco

1- Saulo: Sem culpa no gol - 5,5

2- Marcinho: Discretíssimo - 4,0

3- Carli: Falhou no gol - 4,0

4- Rabello: O melhor do setor defensivo - 5,5

5- Rodrigo Lindoso: Os habituais passes para trás e trotes para não chegar... - 4,5

6- Moisés: Fraquíssimo. Incapaz de acertar um cruzamentos que seja - 3,5

7- Erik: Mal, nada fez. Começou a entrar no (péssimo) nível físico dos companheiros - 4,0

8- Matheus Fernandes: O melhor do meio. Bons desarmes e se apresentando para o jogo - 5,5

9- Kieza: Péssimo. Mais reclama do que joga - 4,0

10- Luiz Fernando: Um bonito gol e nada mais - 4,5

11- Bochecha: Tem técnica, mas erra muitos passes - 5,0

12- Brenner: Mal tocou na bola - 4,0

13- Rodrigo Pimpão: Pouco acrescentou - 4,5

14- João Pedro: Mostrando porque defendia o time B do Atlético/PR... - 4,0

Zé Ricardo: Continua insistindo com alguns jogadores, demorando e mexendo mal - 4,5

Cartadas finais




Clássico dos desesperados.

Clássico de dois times fracos, mal administrados e que lutam apenas contra o rebaixamento nessa fase final do Brasileirão.

Quem vencer, ganha um respiro a mais.

Quem perder, entra de vez no abismo.

Se empatar, os dois continuam de mãos dadas na beira do precipício.

Talvez, uma pequena vantagem para o Botafogo: Atuar no Nilton Santos. Por mais que eu não acredite em grande público (pelas fases dos times e o péssimo dia e horário), quero me enganar achando que isso pese um pouco ao nosso favor.

Que assim seja.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Para o ano que vem

















Gatito no gol e João Paulo na linha. São os dois melhores jogadores do Botafogo...
...e que por obra do acaso (e infelicidade extrema) se machucaram e desfalcaram o time em quase toda a temporada.

Sobre o goleiro, sabemos que não tem retorno previsto. Já o JP, falou a respeito da sua recuperação:

"- É um objetivo que tracei de voltar esse ano, juntamente com o Departamento Médico, é possível, mas estou com os pés no chão. Estou sendo bem paciente com meu rendimento nos treinos e respeitando meu corpo. Sei que preciso voltar bem para ajudar o time e não adianta voltar sem estar 100%. Acho que dá para dizer que estou com uns 60%". 


Seria ótimo, mas convenhamos: Na atual situação, melhor contarmos com o João só em 2019. Não adianta forçarmos o seu retorno de maneira irresponsável. Até porque, nossa briga contra o rebaixamento dá para ser levada sem o JP a "meia bomba". Melhor tê-lo 100% no ano que vem.

E de preferência, com um elenco renovado e sem esse mesmo departamento médico (fora tantos outros).

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 7 de outubro de 2018

E o compromisso?




Saiu na imprensa que o técnico Zé Ricardo já comunicou - caso continue no clube em 2019 - à diretoria, que não conta com alguns nomes do atual elenco para a temporada que vem.

Entre eles, os dois maiores chupa-sangues: Dudu Cearense e Luis Ricardo. Aliás, ainda gostaria de ver se o responsável pelas renovações desses dois é homem de verdade e assume esse crime de lesa-pátria contra o próprio Botafogo.

O outro atleta que não continuará em General Severiano - segundo as informações - é o Moisés, que está emprestado pelo Corinthians.

No caso do lateral esquerdo, tomara mesmo que não fique. É fraco, mascarado e justificou o porquê era terceiro reserva lá em São Paulo, mesmo que o Corinthians não tivesse um bom lateral depois da saída do Guilherme Arana.

Agora, se realmente o Zé Ricardo não conta mais com o Moisés, espero que ele seja coerente e já nem o escale mais nessas últimas rodadas. Até porque, foi amplamente divulgado na grande rede (internet). Ou seja, imagina agora o ânimo e dedicação que o Moisés vai entrar em campo para defender "a causa" Botafogo?

Isso que eu chamo de planejamento, hein? Anunciar dispensas no início de outubro e com o time ainda brigando contra o rebaixamento.

Vamos com Yuri e o fraquíssimo Gilson mesmo. Se estamos na chuva, vamos nos molhar de qualquer jeito, né?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 6 de outubro de 2018

Nem isso motiva














Notícia retirada do site Lancenet:

"Botafogo volta a repetir promoção de ingressos para o Clássico da Amizade. 

Para tentar apagar eliminação recente da Sul-Americana e vencer no clássico diante do Vasco, equipe de Zé Ricardo vê a diretoria repetir os valores a partir de R$ 5". 

Meu comentário:
Apesar de torcer para queimar a língua, não creio em grande público. Nem mesmo com essa promoção. Não tem jeito, a torcida cansou, desanimou...

E com toda razão.

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!