quarta-feira, 4 de junho de 2014

Ajuda de última hora

















Na próxima sexta-feira, 06/06, os salários completarão três meses de atraso e os jogadores poderão entrar na justiça pedindo rescisões contratuais.

Mas parece que o Sindicato dos Empregados de Clubes do Rio (Sindeclubes) novamente evitará uma possível debandada, pois a tendência é que hoje seja desbloqueada mais uma cota de R$ 2,1 milhões referente a direitos de transmissão.

O valor servirá para amenizar a situação por mais um mês, pelo menos.

Alguém sabe quanto a Viton 44 pagará pelo espaço que era da TelexFree na nossa camisa?

Ainda temos esse valor para ajudar, né?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

24 comentários:

Unknown disse...

Bom Rodrigo, como sempre, não foi divulgado o valor da marca Carioquinha, que pertence a Viton 44 e estampará o espaço deixado pela Telexfree. Essa historia de ter que recorrer ao sindicato dos trabalhadores para pagar os salários já está ficando chata, já tem clubes europeus inclusive sabendo da nossa condição financeira, que pedem para o Dória entrar na justiça para que ele se desligue do clube sem que seja paga sua multa rescisória, mas o defensor já disse que em nome da historia que tem no Botafogo, por ser atleta da base e ter carinho pelo clube, só sai se a proposta for boa para o Botafogo e para ele. Tudo nessa temporada parece estar dando errado para o Botafogo, eliminado na fase de grupos da Libertadores, convivendo todos os dias com atrasos de salários, um elenco para lá de limitado, e para o ano que vem a coisa também começa muito feia, pois não teremos um time, pois como esse foi o ultimo ano de mandato do Nininho, ele fez questão de vender os atletas pertencentes ao Botafogo e pegou um time de jogadores emprestados. Seria bom que pelo ao menos o próximo presidente chegasse e encontra-se um Botafogo sem problemas paga pagar os salários, com suas verbas desbloqueadas, isso já seria um ótimo começo, já que não temos uma boa base pronta. E tem mais: Pode esperar que esse time ainda vai perder jogadores importantes, eu não duvido nada.

Anônimo disse...

pode acreditar um novo dia vai raiar, nossa hora vai chegar...8))

Rodrigo Federman disse...

Gabriel, do jeito que as coisas são sempre na surdina, nem duvidaria de um agrado a mais para a Viton. Lembra aquela vergonha de 2010, quando estampamos a Neo Químicos de maneira gratuita?

Amém, Anônimo.

Abs e SA!!!

alex disse...

Com esses "competentes dirigentes, tudo fica dificil....ate de comentar.


ACORDA !omissão...

Rodrigo Federman disse...

Alex, o jeito é torcer para que consigam logo uma alternativa.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Será que vão desbloquear mesmo? Já li que para pagar salários a receita não pode bloquear os bens de uma empresa, mas como isso aqui é essa merda de país e só ajudam a quem interessa,então vai continuar bloqueado mesmo. O pior é que que quem poderia ajudar o Botafogo, que seriam os dirigentes, estes são os primeiros a f#@$$#@ o clube. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sergio, é a esperança que temos.
Abs e SA!!!

Carlos Roberto disse...

O torcedor do Botafogo leva ao pé da letra o nome do mascote ou seja
não passamos de uma matilha que só sabe latir e mais nada onde está o torcedor que não vai para GS protestar e mais fácil ficarmos nas redes sociais falando , reclamando,
e chamando o dentista de Omissão quando na verdade os omissos somos nós torcedores e não venham com essa conversinha de sempre que o culpado e sempre a torcida e essa e a maior verdade hoje estamos a 19 anos sem ganhar nada de impacto , temos a menor torcida
entre os grandes do Rio , a menor receita entre os grandes o Botafogo deixou de ser grande desde 1970 e a exatos 44 anos somos ignorados pelos demais times
e esses dirigentes que comandam o clube a decadas e que criaram essa dívida imensa e impagável e todos eles estão ai gastando o que roubaram do clube e o torcedor
só se mira no Nininho ele apenas e o ladrão do momento e com essa torcidinha de merda , covarde outras quadrilhas estão a caminho
de General Severiano para roubar o pouco que ainda resta .

Carlos Roberto

Marcio disse...

Tentando encontrar uma luz nessa situação de penhora que sofre o BOTAFOGO, mesmo não sendo Jurista, postarei o que pesquisei e encontrei sobre penhoras em empresas.
SA!

Marcio disse...

Somente um balanço ou um balancete da empresa dará alcance de sua posição e seu grau de normalidade no mercado, sendo desnecessárias outras considerações subjetivas. Ditou-se a obrigatoriedade da Fazenda justificar o caminho da penhora excepcional, de modo semelhante quando recusa oferta de bens e simultaneamente pede que se faça consoante o artigo 11, § 1º, da Lei 6.830/80 é de rigor a exposição dos fatos e fundamentos, sob pena de causar efeito negativo e impreciso na administração do patrimônio. Evidentemente, o ônus da prova compete à Fazenda Pública, no sentido de demonstrar que o patrimônio oferecido nada representa, devendo alcançar aquele outro na modalidade excepcional da constrição, suscintando eventual esvaziamento patrimonial. (16)

Marcio disse...

Assim, embora o dinheiro ocupe o primeiro lugar na escala de preferências para a penhora, não se tolera sua constrição quando esteja ele representando o faturamento da empresa devedora e disponha essa de outros bens livres capazes de assegurar o juízo, adequadamente. A explicação está em que a empresa não é uma figura estática de um simples patrimônio. É um organismo vivo, cuja preservação interessa a toda a sociedade e não apenas a seus associados, pela reconhecida função social que desempenha na circulação da riqueza e na produção de bens e serviços úteis e necessários à vida comunitária.

Marcio disse...

Privar, então, uma empresa de seu capital de giro equivale a suprimir-lhe o elemento que lhe assegura a vida, é o mesmo que condená-la à inanição e, conseqüentemente, à morte. Por isso, a jurisprudência repele a possibilidade de a penhora de dinheiro ser utilizada para atingir o faturamento periódico da empresa devedora. Embora lícita, em princípio, a penhora de dinheiro, in casu, não se pode admiti-la "porquanto não tem o juízo meios de aquilatar os efeitos da penhora pretendida sobre o fluxo financeiro da executada" (STJ, 2ª T., REsp. 36.870-7-SP, Rel. Min. Hélio Mosimann, ac. 15.9.93, RSTJ, 56/339).

Marcio disse...

Para que o faturamento da empresa fosse alcançado pela penhora, teria esta, segundo o acórdão do STJ, de incidir sobre toda a empresa, para, aí sim, submetê-la a um administrador judicial, que organizaria um plano de administração, no qual se estabeleceria o esquema de pagamento compatível com a gestão empresarial em globo, tudo conforme disciplinam os arts. 719, 720 e 728, do CPC (RSTJ, 56/340).

Penhorar singelamente o faturamento periódico da empresa é medida inaceitável, porque, como decidiu o Tribunal de Justiça de São Paulo, "implicaria ostensiva restrição ao exercício das atividades comerciais da executada, podendo inclusive conduzi-la ao estado de insolvência" (AI nº 170.751-2, Rel. Des. Telles Correa, ac. 18.3.91, JUIS-Saraiva, 5).



Marcio disse...

Segundo decidiu o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, "não há como confundir a penhora em dinheiro com a penhora na féria diária de um estabelecimento comercial. Esta tem destinação certa: atender às necessidades da firma e outras, possivelmente preferenciais ao crédito em execução". Sendo impossível conhecer-se, de plano, o líquido de uma receita, sua penhora torna-se "injusta, ilegal e abusiva" (TJ-GB, Rec. 7.655, Rel. Des. Elmano Cruz, ac. 8.11.72, RT, 451/240).

Enfim, é amplamente majoritária, na jurisprudência, a tese de que não se pode penhorar o faturamento periódico de uma empresa porque, sem assumir sua completa administração, a medida isolada "compromete o capital de giro", atingindo, por isso, o próprio estabelecimento (STJ, 1ª T., R. esp. 37.027-2-SP, Rel. Min. Milton Luiz Pereira, DJU, 5.12.94).



Marcio disse...

O Artigo completo encontra-se na página:

http://jus.com.br/artigos/1316/penhora-de-faturamento-na-execucao-fiscal-possibilidade

SA!

Rodrigo Federman disse...

Carlos Roberto, cada um faz o que pode e o que está ao seu alcance, cara.

Valeu, Márcio. Darei uma lida com calma no artigo assim que chegar em casa.

Abs e SA!!!

alex disse...

Carlos Roberto,se voce se acha omisso e um merda como torcedor, problema é seu...dou minhas opiniões,vou ao estádio quando posso ir, compro camisas oficiais e hoje não sou socio, porque não gosto da atual gestão...não me considero isso que voce falou...nós torcedores fazemos a nossa parte , mas infelizmente esses dirigentes pensam igual a voce....

Rodrigo Federman disse...

Sigo a mesma linha de raciocínio, Alex.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Carlos Roberto nosso torcedor é isso aí.

Chegamos ao primeiro 1 milhão de fãs no Facebook Botafogo Oficial e vamos crescer mais!!

Somos uma grande torcida atrás da tecla de computador.
Não se associar é porque não confiamos na diretoria.
Desculpa esfarrapada não sei se choro ou se dou uma bela gargalhada.

Abilio

Rodrigo Federman disse...

Gargalhe então, Abílio. Já que você é um exemplo de torcedor, sua consciência está tranquila. Então gargalhe que faz bem. Belê?
Abs e SA!!!

alex disse...

Abilio,se voce está satisfeito com essa atual gestão problema seu...eu não sou a favor de nenhum candidato, sou a favor do BOTAFOGO SEMPRE...e não gosto da atual gestão e dai ?


Rodrigo Federman disse...

Simples assim, Alex. Algumas pessoas se esforçam para não entender.
Abs e SA!!!

PAULO FERNANDO disse...

Acho que se entrar será penhorado. O que não entendo é como pode um clube ter todas as suas contas penhoradas e porque não entregam os casos (trabalhistas e Tributários) às bancas decentes de direito. Existe possibilidade de pagar as dívidas? Se sim, façam o planejamento e cumpram. Senão acionem a quem de direito (ex-Presidentes, Prefeitura, construtoras, etc... e as coloquem solidárias). Ainda bem que a torcida não acaba, pois isso é a garantia de perpetuação do time.

Rodrigo Federman disse...

Paulo, fico pensando o porquê o departamento jurídico do clube sequer levanta essas questões.
Abs e SA!!!