terça-feira, 19 de setembro de 2017

Lugar de direito




Recentemente eliminado na semifinal da Copa do Brasil,  o Botafogo continua vivo na Libertadores e Brasileirão.

Perguntado a respeito, o técnico Jair Ventura falou:

"- Fizemos um pacto de brigar na parte de cima da tabela. Estamos vivendo esse grande ano porque conseguimos ficar na parte de cima da tabela no ano passado. E a gente gostou, a gente quer isso. É o nosso foco. Vimos como é bom, então a gente quer de novo. Sabemos da dificuldade da Libertadores, nosso foco maior, mas queremos brigar no Brasileiro".

Show de bola! É isso mesmo. O Botafogo é grande demais para se contentar em apenas figurar no bloco intermediário sem impor respeito aos adversários. Por mais que atualmente não estejamos no mesmo patamar financeiro dos principais clubes do país, temos nome, história, tradição. 

Camisa tem que pesar, envergar varal.

Só não concordo com pacto entre jogadores e comissão técnica por briga na parte de cima da tabela. Isso deveria ser obrigação, advinda da diretoria.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

17 comentários:

Unknown disse...

O Botafogo é o líder do returno, se continuarmos assim, quem sabe beliscamos um quarto ou um terceiro lugar.

Rodrigo Federman disse...

Ivo, ainda acho cedo. Até porque, foram apenas cinco rodadas no returno. Muita coisa vai acontecer. Precisamos continuar focados e com a disposição dos últimos compromissos.
Abs e SA!!!

Unknown disse...

Isso aí concordo totalmente, mas é bom começar bem o returno, vai que a libertadores não dá certo.

Rodrigo Federman disse...

Com certeza, Ivo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Também acho que não necessitaria de pacto algum para brigar por colocação alta na tabela de classificação; além disso, se não fosse os pontos deixados pelo caminho de forma bisonha, a classificação seria ainda melhor. De todo o modo, antes o pacto do que a desídia.
Um dos "problemas" do BOTAFOGO é ficar quase que a todo momento lembrando do sua situação orçamentária, que era a equipe que seria rebaixada, entre outras coisas.
Claro que são fatores que não devem ser esquecidos, entretanto não se faz uma boa equipe somente gastando muito dinheiro; muitas outras variáveis influenciam na formação de uma boa equipe, o "dar liga" é um bom exemplo.
Dentro de campo são onze contra onze e o BOTAFOGO tem de entrar no jogo para vencer e ser campeão; aqueles que supostamente "têm mais condições" devem ser obrigados obrigados a utilizar o máximo de suas condições para conseguir derrotar a nossa Equipe.
O caminho é esse e, obviamente, fazendo as correções necessárias para que mais e melhores resultados positivos sejam alcançados.
SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Sempre pensando grande esse é o Botafogo, tem que disputar até cuspe a distância, e entrar para ganhar.
Sabemos das limitações financeiras e devemos ficar felizes com o que o time fez até agora e, tomara que amanhã se classifique, mas se isto não acontecer claro que ficaremos tristes, mas o time não fez nenhum papelão. Não sei porque mas estou confiante na classificação amanhã. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Esse pacto deveria ser desnecessário e acho que nem devia ser falado publicamente. Dá a impressão (para os ingênuos) de que eles fazem mais do que deveriam, quando na verdade recebem muito bem para justamente alcançar resultados condizentes com um clube grande.

Perfeito, Sérgio.

Abs e SA!!!

Conceitos disse...

Botafogo tem tudo pra se classificar amanhã. O time do Gremio está desacreditado por parte da torcida deles, basta ver na página do clube nos jornais esportivos. Sinal de que o time deles não é lá uma Brastemp. Pode ser que o Botafogo seja eliminado na semi ou na grande final, porém, acho que amanhã a chance de ganhar dos gayúchos é grande. É partir pra cima e buscar a p*rra do gol, nada de segurar empate. Tem coisas que só acontecem ao Botafogo e, esse ano é a de ser campeão da Libertadores com um time modesto e orçamento baixo. Já tô cotando diária de hotel em Abu Dhabi no fim de ano pq sei que o Botafogo estará lá.

Rodrigo Federman disse...

Deus te/nos ouça, Conceitos.
Abs e SA!!!

J. Daniel disse...

Acredito que ao final do brasileirão, o Fogão figure entre os seis primeiros. Mas, para isso tem que manter a mesma pegada, independentemente da classificação ou não para a próxima fase da Libertadores; outro fator, náo perder jogadores por contusão ou suspensão, pois o nosso plantel é limitado. São os titulares e mais cinco ou seis jogadores, em condições de manter o mesmo nível técnico. Resta-nos torcer sempre pelo melhor. Saudações Alvinegras!!!

Anônimo disse...

Torço para uma grande vitória amanhã e já pensando na eleição que virá agora no final do ano, com o calote dos clubes aprovado pela liminar em Brasilia ,será que o Botafogo vai cair na mão de algum caloteiro de novo.


Marcos

Rodrigo Federman disse...

Marcos, espero que não.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Que aqueles que votam tenham a sabedoria de escolher bem aquele que vai comandar o clube, pois uma má gestão de três anos representa um retrocesso de vinte.
Sobre os jogos da Libertadores, desde que o BOTAFOGO iniciou a sua campanha, confesso que não fico apreensivo.
Vamos jogar o jogo e tirar proveito do fator psicológico, pois, afinal, o favorito para a "imprensa especializada" é a equipe gaúcha.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

É isso aí, Marcio.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

J.Daniel, tomara que sim, mas acho que - independente do plantel - precisam parar de colocar esses G458 da vida como bons resultados. Ótimo é ser campeão, bom é ser vice e regular ser o terceiro. Ponto. Daí em diante, banalizaram por completo esses "Gs".
Abs e SA!!!

Marcio disse...

O progresso, comparando com o brasileiro/16, é a classificação direta para a fase de grupos da Libertadores 2018; e pelo desenvolvimento do campeonato atual, o BOTAFOGO tem total condição de conseguir.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, concordo. Por isso eu acho que é até legal sempre pensarmos em G3. Daí em diante eu já acho que banalizou demais. Hoje em dia é muito fácil ir para a fase pré Libertadores.
Abs e SA!!!