sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Consequências de uma gestão amadora




Recém desligado dos cargos de vice de futebol e de remo do Botafogo, o Cacá Azeredo resolveu dar a sua versão do motivo da queda de rendimento do time na reta final do Brasileirão:

"- Tive alguns problemas com o presidente. Ele bateu algumas vezes de frente com resoluções que eu tinha tomado. O que se deu foi a renovação dos contratos desses jogadores. Estou aparecendo em todos os jornais, sites, renovando contrato do Luis Ricardo junto com a agente dele. Foi uma resolução que tivemos conjunta, uma reunião em que estávamos com Lopes e Jair, ele pediu que tivessem os contratos renovados, foi tudo aprovado, e depois o presidente resolveu não assinar, nem do Luis Ricardo, nem do Dudu, nem do Gilson. O do Emerson (Silva), esse eu nem cheguei a conversar com ele. Esse foi o estopim. Fiquei numa situação muito ruim. Quando você dá sua palavra, ela tem que ser honrada. Foi tudo aprovado, o presidente aprovou, tinha dado a palavra aos três que iriam renovar, e depois fiquei numa situação ruim. Depois que você perde um pouco do respeito dos jogadores, tem que parar. Os jogadores sempre me respeitaram muito, mas depois que você dá sua palavra e o presidente muda o que você disse, achei que não teria condições de ficar. Agora eu vi que eles vão assinar a renovação, e estou achando ótimo. Não fiquei confortável com essa situação e achei que era a hora de parar".

Meu comentário 1: O (ainda) presidente falou o contrário. Segundo o CEP, o Cacá agiu de maneira contrária ao que havia sido decidido.

Meu comentário 2: Não é bonito e nem me orgulha falar isso, mas é preciso ficar claro que não existe "acordo de cavalheiros" ou "palavra" no futebol. As coisas só funcionam com papéis assinados e registrados em cartório.

Meu comentário 3: Se o Cacá se sentiu prejudicado no que diz respeito ao relacionamento com jogadores e até mesmo sua autonomia no cargo, por que não pediu demissão logo? Por que esperar - e ficar igual marionete - o final do ano para jogar a merda no ventilador de maneira tardia?

Amigos, não tem bandido e nem mocinho. O que tem, é falta de PROFISSIONALISMO no Botafogo. E enquanto continuar assim, a bagunça não terá um fim e situações parecidas continuarão rotineiras em General Severiano.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

28 comentários:

Anônimo disse...

RODRIGO,concordo plenamente com o seu comentário.Gestão amadora para não dizer outra coisa.
Gostaria muito que houvesse uma devassa,tipo lava-jato,nos clubes brasileiros.Muita lavagem de dinheiro,negociatas nas compras e vendas,contratos de gaveta,etc.
Que saudades do tempo em que os presidentes dos clubes eram torcedores abastados e apaixonados que pagavam bichos por vitórias e até derrotas honrosas,do próprio bolso.Craques eram contratados por dois ou três que se juntavam para ver o time bem nos campeonatos.
Na atualidade,caso levantem a história de vida da maioria,comprovarão que muitos eram duros e enriqueceram ao se tornarem dirigentes profissionais.
Lamentável essa roupa suja lavada publicamente.JOTA.

Mauro Tavares disse...

Bom dia, concordo que nossa gestão é amadora, que erra muito, mas também acerta, ás vezes. Agora, um grupo que está com os vencimentos em dia, e para defender os intetesses da panela, sabota, deliberadamente, o seu empregador merece nossa repulsa. Mas aí a gestão renova com esses caras. Na minha opinião a vida desses caras, em todos jogos, deveria ser transformada em um inferno, até eles pedirem para ir embora.
Saudações Alvinegras.

Enéias Teles Borges disse...

Ultimamente eu vejo jogos do Glorioso porque sou botafoguense. Os jogos do Brasil são horríveis e entediantes. Em 2017 eu resolvi acompanhar a Primeira Liga Inglesa. Depois disso ficou ruim ver jogos do Brasil. Estádios vazios, jogos feios, jogadores fracos, times mal treinados. Claro que vou continuar prestigiando o Botafogo, mas está cada dia mais difícil.

Rodrigo Federman disse...

Disse tudo, Jota. Uma pena que os eternos cardeais de GS, por razões que conhecemos, nunca permitem que profissionalizem o clube.

Mauro, mas só fazem esse charminho porque sabem que não existe gestão profissional no clube.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Enéias, é bem por aí mesmo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E quem teve a ideia de colocar alguém ligado diretamente ao Remo, no futebol?
O fato é que mais uma vez fica comprovado que os dirigentes do BOTAFOGO não falam o mesmo idioma, é cada um puxando a corda para um lado e entre eles, sofre o BOTAFOGO.
Não há instituição alguma que consegue sobreviver a tantos anos de amadorismo.
Se o Cacá se sentiu desprestigiado, deveria ter pedido demissão; se o CEP precisou bater de frente com o Cacá por causa de decisões que este tomou, deveria tê-lo demitido.
Será que os dirigentes permitem esse tipo de situação em suas empresas?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, é a gestão amadora baseada em coleguismo e nem aí para o clube.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Mas muitos votaram na situação.
Mas muitos que criticaram e criticam agora votaram na chapa da situação. Ou estou errado.
Agora é tarde.
Sds

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Quem votou nessa chapa, teve seus motivos. Pode, inclusive, ter sido por confiar menos na outra. Até aí, nada de anormal. E outra: Votou... mais um motivo para elogiar quando se fizer necessário...e criticar da mesma forma.
Abs e SA!!!

Rauph disse...

Concordo plenamente. Principalmente com o último parágrafo

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Rauph.
Abs e SA!!!

Eziel Junior disse...

Rodrigo isso só mostra como o amadorismo tomou conta de general severiano. Como e ridículo essa briguinha parecendo coisa de escola. Meu Botafogo hoje esta sendo dirigido por pessoais que não tem noção do que representa nosso glorioso clube. E triste cara não termos alguém que faca a diferença e que queria o melhor pro nosso clube.

PAULO FERNANDO DE MELLO TAVARES disse...

Se o Cacá renovou por 2 anos com o LR quando foi aprovado renovar por 1 ano, fez por sua conta e desobedeceu a diretoria como um todo, ficando de bem com o Jogador, mas mal com a diretoria. Quando o CEP resolveu não assinar o mau clima já estava criado. Depois veio a questão do contrato do Gilson e do Dudu. Ou seja, tudo leva a crer que o Cacá quis ficar bem com a comissão - que não está mais no clube - e com jogadores e deixou a conta para essa nova diretoria que vai aturar esses 2 fracos jogadores em 2018. Faltou aos que saiam (Cacá, Lopes e Jair Ventura) um mínimo de ética profissional e compromisso com o clube. Se essa comissão não ia ficar tinham a obrigação moral de alinhar com a nova comissão e saber com quem gostariam ou não de contar aí sim renovar ou não. Foram moleques e não respeitaram o clube. E não venham com o papo de que não sabiam se ficariam ou não. Se isso ocorreu ainda assim não podiam ter feito essas renovações. O CEP está certíssimo nessa questão.

Anônimo disse...

Independente se foi prometido isso ou aquilo os jogadores tinham um contrato de trabalho em andamento e deveriam ter dado o melhor de si enquanto estivesse em vigência. São ou não são profissionais? Se não honraram o contrato que ainda estava em andamento então não deveriam ter o contrato renovado agora. Gestão amadora, que não exige respeito. Bananas.....
AC

Rodrigo Federman disse...

Paulo, mas aí também por enquanto é palavra de um contra a do outro, né?

Exato, AC.

Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

É isto que sempre disse: Houve um racha interno, ninguém sabe quando começou, mas o time passou a não jogar com vontade, forçar cartões etc. Esta foi a causa da queda do time e o vergonhoso fim de ano. Todo time que sofre queda abrupta, a causa sempre é racha interno. Acho que a diretoria perdeu credibilidade e muitos jogadores agiram defendendo apenas seus interesses.

PAULO FERNANDO DE MELLO TAVARES disse...

Sim Rodrigo mas mesmo nas palavras do Cacá vemos incoerência e nas do CEP não. O Cacá de fato renovou com esses jogadores em fim de mandato quando foi anunciado a todos que o clube não faria renovações antes do final do campeonato. Era evidente que a eleição era um fato político a ser respeitado. Como não houve negação do Cacá em relação as renovações, isso bastou para esclarecer os fatos.

Rodrigo Federman disse...

Abel, soma-se isso ao atraso dos bichos. Jogadores são todos mercenários também.

Possa crer, Paulo. Faz sentido. Erro do CEP, empresário que é, não ter percebido o quão despreparado o Cacá é/era para ser vice de futebol.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Eziel, o pior é que eles se vangloriam justamente desse amadorismo.
Abs e SA!!!

Eziel Junior disse...

Mais Paulo independente desse disse me disse acho que a diretoria atual deveria botar peito e fazer o que devia esta planejado. O absurdo a gente aguentar Gilson e Dudu ate o fim do ano. Em uma gestão profissional e eficiente não acontece isso. E outra não devemos agir com coração e sim ser profissional. Jogou bem blz segue no clube não foi adeus ate outro dia. Mercado de trabalho funciona desta maneira.

Rodrigo Federman disse...

É isso mesmo, Eziel. Profissionalismo e análise de desempenho e metas, já.
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Enfim, por mais bem intencionada que seja a diretoria, o amadorismo é gritante. E o amadorismo somado ao caos financeiro do time e à realidade da existência de quadrilhas de empresários de jogadores mercenários, o fim só pode ser o desastre total.

Eduardo Samico disse...

Importante lembrar que inicialmente o VP de futebol do CEP era o Mantuano. Houve algum incidente, de que não me recordo ao certo, ainda na série B, ele saiu e o Cacá, VP do remo, passou a acumular e assim permaneceu.
Das cadeiras no leste inferior, ou mesmo do sofá da sala, já se percebia haver algo errado no time do Botafogo. Nada foi feito para impedir o desastre que foi aquela reta final do Brasileiro, a minicopa do mundo do professor Pardal Everest. Agora, morta Inês, deve estar a revirar no caixão ao saber de renovações com baluartes como L. Ricardo, Gilson e D. Cearense.
Desanima.
Abs.

Rodrigo Federman disse...

É isso, Abel.

Eduardo, amadores. Isso resume.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Concordo com o Eduardo Samico; nada foi feito para impedir o desastre.
Se o Cacá não desse essa entrevista, tudo ficaria oculto, na base do "tudo está bem".

Sobre a saída do Mantuano, o mesmo alegou na época o seguinte:

"Acabei de renunciar ao cargo porque não concordo com a forma como as coisas estão sendo tocadas no Botafogo. Sempre pregaram transparência, mas não estou vendo transparência alguma. Estamos em agosto e não foi apresentado um fluxo de caixa nas reunião de diretoria. Esse Luis Fernando Santos (vice administrativo) é mais um paraquedista que caiu no Botafogo e virou homem de confiança do presidente. Ele fica ali sentando com um computador, dizendo que vai fazer mágica, vai receber isso, vai receber aquilo, mas cadê a grana? A única receita que temos é a dos direitos de transmissão, que sempre depende do Tribunal Regional do Trabalho (TRT)"

"Eu me senti usado. Sei que sou forte politicamente dentro do clube. A chapa de presidente ganhou por causa do meu apoio. Ganhou devido à fusão que fizemos. A chapa que eu fosse ganharia as eleições. Preferi dar um basta. Até mesmo no incidente que teve com o Argel, o clube foi incapaz de publicar uma nota oficial dizendo o que ocorreu de fato. Fui julgado e absolvido pelo STJD de agressão. Prefiro encerrar o meu ciclo no Botafogo. Chega de política. Você só recebe punhalada. Estou fora. A hora que quiser, vou para um debate com o presidente. Só eu e ele"

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2015/08/vice-presidente-de-futebol-do-botafogo-deixa-o-cargo.html

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

É, Marcio. Esses caras, para variar, passam um tempão sem fazer nada e quando a vaca já foi para o brejo, cada um aparece falando como se fosse inocente de tantas cagadas.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, sendo extremamente sincero, digo que, obviamente, torço muito para que o BOTAFOGO encontre o seu caminho e se desenvolva; só que há cada noticia, a cada gestão que passa, eu acredito menos nessa possibilidade.
Os caras só fazem reclamar das gestões passadas, as péssimas condições do CLUBE, e não buscam novas práticas administrativas, fazer o BOTAFOGO passar por uma Reengenharia.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Passa eleição, entra eleição, eles sempre reclamam das gestões anteriores, mas fazem tudo igual.
Abs e SA!!!