domingo, 24 de dezembro de 2017

Novo treinador




A solução novamente foi caseira.

Com a saída do Jair Ventura para o Santos, o novo técnico do Botafogo para 2018 já foi definido: Felipe Conceição.

Conversei com alguns colegas que vivem o dia a dia do clube e garantiram que o Felipe tem tudo para dar certo. 

Será a sua primeira experiência no time de cima. Por enquanto, o grande trabalho foi o vice campeonato brasileiro sub-17 de 2015. Dali, surgiram o Matheus Fernandes e Luis Henrique, por exemplo.

Bom, vestiu a camisa do Botafogo, tem toda a nossa torcida.

Boa sorte, Felipe!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

46 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Concordo que devemos valorizar a base mas que nao venha com Tanque e outros.
Qt ao mérito do treinador acho muito pouco para o Botafogo.
Quantos treinadores de base foram campeões e vice? E a grande maioria não vinga.
Técnico inexperiente com time fraco.........
Vamos torcer

Fatos disse...

Vice campeão da Copa do Brasil sub-17

Rui disse...

O laboratório chamado Botafogo com seus cientistas mal preparados vai nos preparar mais um ano de prováveis desgostos e sofrimentos... tomara que eu erre mas se desenha apavorante visto que não se toca no nome do clube quando o assunto é contratação... e vem perdendo possíveis reforços (por mais que sejam medianos) pra Vasco, America MG e outros timecos... gente isso ta parecendo uma tragédia anunciada... ainda sairam os traidores Roger e Bruno Silva que apesar de tudo foram responsáveis por uns 80% dos nossos gols em 2017...Depois reclamam da torcida.. vão se fuder incompetentes amadores... vcs serão cobrados seus mentirosos e imcompetentes.. respeitem o Botafogo!!!!!

Rui disse...

Airton deu entrevista dizendo que está fora do Botafogo.

A verdade e que pediu muito, e se machuca toda hora, cartão quase todo jogo, pouquíssimo preparo físico... Sabe jogar, é fato...

Agora, se renovarem com Dudu cearense e deixar de renovar com ele, é SACANAGEM!!!!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,boas festas para o amigo e todos os participantes do seu Blog.
Sobre o tema de hoje,volto ao BEOCUTAS,mas não me deixo emprenhar pelos ouvidos como muitos ao assistirem N programas esportivos,onde os inter$$$es prevalecem sobre a verdade.
Temos novo treinador,é FATO consumado.Boa sorte para o jovem FELIPE,ponto positivo para a direção,que não contratou nenhum MERDALHÃO ganhando fortunas para impor o que acha certo e não fez estrepolias para manter o TLP.
Prefiro aguardar os acontecimentos sobre contratações,dispensas,etc,pois não tenho mais saco de ler e ouvir elogios a A,críticas a B,e vice versa,sempre exageradas por aqueles que simpatizam ou não com o jogador ou treinador.JOTA.

Luis Peixoto disse...

Jefferson, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, Lindoso e João Paulo; Leo Valencia, Pimpão e Brenner.

Téc: Felipe Conceição.


Defesa igual e meio e ataque ainda piores que em 2017....

Kal disse...

Cruzeiro pagará 10 milhões de multa pra tirar Fred do Atletico (que duvido que abra mão de 1 centavo da multa) e está enrolando para pagar 4 milhões ao Botafogo pelo Bruno Silva?!

Carlos disse...

No mundo do futebol quem sempre paga o pato é o treinador. Quando um time passa a perder jogos contínuos, os dirigentes não param para pensar no que poderá estar acontecendo, de cara demitem o técnico, sem analisar que técnico não faz gol, não perde pênalti nem gol fácil. Não sabem eles (diretores) que se um jogador não for com a cara do técnico, ou se sentir injustiçado com alguma coisa, pode criar um clima ruim dentro do clube e, junto com outros jogadores, passar a proporcionar resultados negativos para derrubar o técnico. Não digo que por isso o Jair Everest caiu, mas a importância do treinador é mínima comparada a dos atletas.

Celso Ricardo disse...

Treinador é pago pra não atrapalhar. Jair Everest não conseguiu fazer isso. Rua...

Enéias Teles Borges disse...

Acredito que não havia outra alternativa. Prefiro assim. Trazer técnico cabeça de bagre não adianta. Técnico bom sem elenco? Pelo menos há coerência. 2018 será dureza.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, mas o JV também era assim. Pior: em poucas oportunidades como interino foi mal a beça. Mas inegavelmente os resultados surpreendentes iniciais vieram. Depois ele cagou tudo. Se

Fatos, isso é muito relativo. Eu também preferia o Cuca, por exemplo.

Rui, o mais absurdo é eles sentarem para negociar com Arnaldo, LR, Lindoso...Mas com o Airton apenas fazem uma proposta e não abrem para negociações.

Valeu, Jota. Toda sorte do mundo para o Felipe. E ótimo Natal para todos.

Luis, tá bem pior mesmo.

Pois é, Kal. O Botafogo não se faz respeitar.

Carlos, na verdade, treinador serve mais para atrapalhar do que qualquer coisa. E na reta final o JV só atrapalhou.

Disse tudo, Celso.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Enéias.
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Disse Copa d0 Brasil pq no post está Campeonato Brasileiro.


Abs e SA!

Jarbas disse...

Pagar 150 mil por um jogador q joga apenas 1/3 da temporada é fria, o Botafogo tinha oferecido 100 mil recusados pelo Airton, então após a lesão grave o clube comentou um contrato de produção recusado pelo atleta ou seja nem ele leva fé que aguente a temporada toda.. nunca podemos contar com o jogador na sua plenitude. Atitude muito acertada em não renovar, só deveriam ter agido da mesma maneira com o Luis Ricardo.

Silas Simas disse...

Rodrigo, antes de eu comentar o tema da postagem de hoje, quero ressaltar, em resposta ao Abel, quando este diz que o Botafogo não sofreu desmanches na primeira metade da década de 90 (ou algo do gênero), que do ano de 1992 (quando fomos vice campeões brasileiros) para o ano de 1993, sofremos o que talvez tenha sido o maior desmanche da história do Botafogo. Pelas informações que tive na época (eu era bem pequeno e era o meu primeiro ano acompanhando o futebol e o Botafogo), o time pertencia ao Emil Pinheiro (presidente na época), que vendeu todos os titulares e praticamente todos os reservas. Já em 1993, o Botafogo teve um time inteiro novo, um time que provavelmente correspondeu ao plantel mais horroroso tecnicamente da história do Botafogo. Na Conmebol de 1993, o time não jogava com "sangue nos olhos" não. Aquele time jogou com "sangue na alma" e doou em campo não só sangue, mas também coração, rins, pâncreas e etc. E NÃO FOI POR DINHEIRO! Aqueles jogadores pegaram um Botafogo em situação financeira extremamente caótica. Era uma época comum ter salários atrasados. Enfim... Só deixando claro para o Abel que houve desmanche sim e de maneira plena. Mas foi o "time horroroso" de 1993 que nos deu o único título internacional reconhecido pela FIFA. Fizeram história. Quanto ao Felipe Tigão, Rodrigo, eu em outra postagem disse o que penso a respeito dele. Acredito que o mesmo como treinador é superior ao Jair. Temos como referência a forma como o Tigrão escalava e montava taticamente a equipe sub 17, variando dependendo do adversário e/ou do momento do jogo. Estou esperançoso no que se refere ao Felipe fazer um bom trabalho.

Marcio disse...

Para contratar esses técnicos, dos muitos que andam por aí, penso que essa é a melhor solução; embora, inicialmente e vendo de fora, apostaria no Barroca. Se vai dar certo ou não, o tempo mostrará.

Sobre o Airton, entre renovar com o D. Cearense, que só fica no banco e quando joga, nada faz, prefiro o Airton, que entre cartões e contusões, quando está em campo produz muito mais.
Se o Airton não pode permanecer, o D. Cearense fez muito menos por merecer a permanência.

Por último, desejo aos Irmãos e respectivos familiares, um Natal de muita paz, harmonia e saúde; antecipando um 2018 grandioso a todos.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Ok, Fatos.

Jarbas, isso é oficial? Até onde soube, tratavam apenas a renovação antes de se machucar e depois não mais.

Silas, eu só fico preocupado porque deixarão um time pior do que o do ano passado.

Tô contigo, Marcio.

Abs e SA!!!

Silas Simas disse...

Pois é. Também fico preocupado quando penso que até agora ainda não começaram a contratar. Mas por outro lado, se for para contratar jogadores como Anselmo Ramón (com todo o devido respeito ao atleta, que quem sabe poderia nos surpreender, mas acho bem difícil), prefiro que o Botafogo não contrate e somente use a base. Mas é difícil saber o que essa diretoria procura para 2018. Existem boas opções no mercado sul americano, mas essa diretoria prefere buscar jogador nas série B e C. Se é para descartar o mercado sul americano a não ser que algum "empresário amigo" ofereça alguém, acho que é melhor contratar 2 ou 3 jogadores com um salário superior e completar o plantel com quem ainda está no time + a base. E se ainda assim não quiserem contratar ninguém, que conte então apenas com os que já estão + a base (que está subindo agora). Inclusive não estou muito empolgado com esse Rony. É esperar para ver.

Rodrigo Federman disse...

Silas, vamos torcer para que as contratações do Barros sejam diferentes das do Lopes. É o que nos resta.
Abs e SA!!!

Silas Simas disse...

Sim, isso é verdade. Estou mais esperançoso com o Anderson Barros. Apenas não sei o porquê de o Botafogo pelo visto ainda manter conversas com o Anselmo Ramon, mesmo depois do Anderson Barros ter assumido. Para contratar Anselmo Ramon, é melhor investir no Gorne. Aliás, uma boa opção para o Botafogo seria o Sebastian Paredes, que está de saída do Colo-Colo. Apesar da idade, é centro avante fixo e muito superior a todos que estiveram no clube depois do Abreu. Inclusive fez gol cotra o Botafogo nessa última Libertadores e é matador nato. A não ser que o Barros contrate alguém melhor (não duvido do seu potencial para contratações). Mas como você disse, nos resta torcer e esperar que o novo gerente de futebol contrate melhor que o anterior.

Rodrigo Federman disse...

Silas, esse é mais um absurdo dessa diretoria de futebol. Eles já sabiam que não continuariam com o Lopes, mas deixaram ele iniciar negociações. Sem qualquer planejamento.
Abs e SA!!!

Voney Malta disse...

Esse Rodrigo Federman é uma oposição danada, eita botafoguense negativo danado! Ainda bem que é só opinião e mostra ser umc ara completamente desinformado sobre o que ocorre dentro do clube. tudo dele é puro achismo, como essa de que "Eles já sabiam que não continuariam com o Lopes, mas deixaram ele iniciar negociações. Sem qualquer planejamento.". Ora, o Federman era um ferrenho defensor da saída do Lopes, daí p cara saí e agora ele quer arranjar culpados. Assim o fogão não vai pra frente, amigos.

Rodrigo Federman disse...

Feliz Natal para você também nobre botafoguense mega informado, Voney.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Hoje quero apenas desejar um Feliz Natal Para todos o Cantinho. Abs e SB!

Voney Malta disse...

Abs e tudo de bom, Federman,e vamos torcer para 2018 ser um ano em que seja possível subirmos de patamar sem risco de nos esborracharmos de novo como ocorreu nos períodos de Bebeto, assumção, mauro ney, montenegro, Emil Pinheiro. Temos que nos reconstruirmos de forma segura para não ficarmos nessa loucura de céu e inferno, sobe com seedorf e desce com Tanque ferreira. Por isso é preciso calma, frieza e responsabildade e visão de futuro.

Silas Simas disse...

Voney, a considerar as notícias que chegavam ate nós via imprensa, estava mais do que claro que o Lopes iria sair se não nesse finalzinho de mandato do CEP, seguramente no início do mandato do Mufarrej. Percebia-se também que pela admiração e aparente amizade que o CEP tinha em relação ao Lopes, o CEP não queria dispensá-lo, deixando a decisão para o Mufarrej. Estou considerando tudo que estava sendo noticiado pela imprensa, levando em conta informações de bastidores e declarações do próprio CEP, que davam a entender que o Antônio Lopes sairia.

Rodrigo Federman disse...

Pra você também, meu amigo Sérgio.

Igualmente, Voney.

Exatamente, Silas.

Abs e SA!!!

Silas Simas disse...

"Alvo antigo da diretoria do Botafogo, o atacante Gilberto fará uma contraproposta ao Alvinegro nos próximos dias." "A proposta inicial a Gilberto foi de um contrato de dois anos e salários de R$ 200 mil. O atacante deseja uma sutil melhora na questão salarial, além de contrato de um ano e luvas de R$ 1 milhão – que seriam diluídos em 12 meses." Rodrigo, eu espero que o Botafogo não faça a idiotice de contratar um jogador que visivelmente não terá a menor satisfação pessoal em vestir a camisa do clube. Para mim está claro ele quer ganhar muito mais do que joga e usar o Botafogo como trampolim, para sair para um clube que considere melhor no final do ano. Por essas e outras que eu acho melhor investir na base. Já que jogadores que ainda tem alguma razoável valorização no mercado (não que eu ache Gilberto grandes coisas) tratam o Botafogo da maneira que estão tratando e apenas jogadores como Anselmo Ramon desejam vir, melhor usar a base. Mas enfim... Esperemos pelas providências de São Anderson Barros, rsrs.

Rodrigo Federman disse...

Silas, penso o mesmo. O cara está fazendo pouco caso desde sempre com o Botafogo. Aí, agora que não descolou nada, resolve conversar novamente. Não ferra. Atacante medíocre. O mal será se o Botafogo ainda der brecha.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Essa do Gilberto é dose para mamute enfurecido.

E hoje só existe um técnico diferenciado, Guardiola.
Diziam que treinar o Barcelona era fácil, pois, afinal, era formado por jogadores espetaculares; quando foi para o Bayern, diziam que lá tinha apenas uma equipe e queriam vê-lo se dar bem na Premier League.
Pois bem, está na segunda temporada e já acumula 2.876 pontos a mais do que o segundo colocado.
Guardiola daria jeito no BOTAFOGO com esse elenco? Faria jogar o fino da bola? Muito provavelmente, não.
Contudo, eu duvido que iria permitir se deixar dominar por meia dúzia de três ou quatro.
Falta é disciplina e cobranças justas.
O Barcelona queria o Coutinho; o Coutinho queria ir para o Barcelona.; como não estava previsto valor de multa rescisória, o Liverpool disse não à transferência,
Coutinho ficou e está jogando o futebol de sempre. Por que será? Com certeza isso ocorre não porque o Liverpool tem dinheiro e sim, postura.
Em resumo, sem postura, pode juntar o elenco do Real Madrid e Barcelona e colocar no BOTAFOGO, que o resultado será o de sempre.
Não falta muito para passarmos a "malhar em ferro frio".
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Perfeito, Marcio. Concordo em gênero, número e grau.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, o Guardiola saiu do Barcelona, talvez sendo o maior vencedor e os caras continuaram, inclusive ganharam mais uma vez a Champions... o Heynckes ganhou tudo no Bayern saiu, o clube continuou e agora está de volta...
E nós vamos ficar nos lamentando pelo Mr. Everest?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, o Mr. Everest, que quase levou o Botafogo pela segunda vez seguida à Libertadores (desconsiderando todas análises de cenários dos outros anos), quase conquistou o espetacular título do segundo turno do Brasileirão...um mito.
Abs e SA!!!

antonio fernando costa cardozo disse...

Feliz Natal a todos os botafoguenses,vamos nos preparar para ganharmos alguma coisa em 2019, e formamos uma boa base de jovens e mesclarmos este ano. boa sorte ao tigrão.

Rauph disse...

Conseguiu a façanha, a proeza, de mesmo com 8 vagas, quase metade dos clubes que disputam o campeonato, ainda assim ficar de fora da Libertadores.
Nos últimos 4 jogos em casa somou 1 ponto, perdendo inclusive pro lanterna já rebaixado. Conseguiu enntregar a vaga pra Chapecoense que perdeu todos os titulares e os principais reservas no fim de 2016, além da comissão técnica, ou seja, perdeu a vaga pra uma equipe que começou ano do 0, e que ainda EXCURSIONOU (isso mesmo!) no meio do campeonato brasileiro.
Na verdade era um morrinho que qualquer time mequetrefe subiria, quem fez dele um Everest foi o sr. Jair Ventura.

José Pinto disse...

Ser quase campeão não interessa à nossa torcida. Queremos títulos de fato, mas não nos iludamos, com o time que estão formando, vai ser difícil o sonho virar realidade. A não ser que o famoso Tigrão, num toque de mágica, faça-nos soltar o grito que está preso em nossa garganta: É CAMPEÃO!!! FELIZ ATUAL PARA TODOS!

Rodrigo Federman disse...

Rauph, mas é tratado como um semi Deus. Rs

José, pior que pelo visto muitos torcedores estavam achando ótimo os quase títulos.

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Antonio, 2018, não? Rs
Abs e SA!!!

Luis disse...

Poderia investir no André do Sport o mesmo se encontra em dívidas, já perdeu Patrick vai perder Diego Souza. Talvez seria bom nome mas também o time precisa de meias que criem situações de gol.

Rodrigo Federman disse...

Luis, nunca gostei dele.
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Vejo que muitos já esperam um milagre do novo técnico... vai que ele consiga um bom inicio com o elenco limitadíssimo que terá disponível, mas não se sustentará com o tempo... e aí vão chamar ele de incompetente.
Não ouço falar de um mísero reforço. Ou o cofre está cheio de aranhas, ou a diretoria está pagando para ver.
Tigrão não poderá fazer milagres... estou ciente que seremos eliminados da Copa do Brasil lá pelas oitavas, ou mesmo na primeira fase... na Sul-Americana ficaremos no meio do caminho ou até mesmo sairemos na primeira fase... no brasileiro, lutaremos na parte de baixo da tabela para não cair. No carioca, vamos precisar contar com a dispersão dos outros times.
Mas, posso estar errado... mas, infelizmente, não consigo ver diferente.

Rodrigo Federman disse...

Abel, é mais simples: Se o trabalho dele for bom e resultados também, ótimo, elogios. Se o trabalho como um todo for ruim e tivermos fortes indícios de que o trabalho foi insuficiente, incompetente...críticas. Absolutamente normal.
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Mas como cobrar resultados enfrentando times com elencos qualificados? O máximo que ele pode fazer é montar uma forte retranca e jogar por um bola... não vejo como não ser assim...
Não poderei nem avaliar a capacidade dele...
Perdoe-me o meu pessimismo... Torço muito para que eu esteja equivocado...

Rodrigo Federman disse...

Abel, considerando o nivelamento entre a maioria, eu acho que um trabalho dá para ser notado sim. Um time minimamente treinado, com jogadas ensaiadas, movimentação, etc... Tudo que o time desse ano não teve. Exemplos: O próprio time lá do interior de SP (Audax), treinado pelo Fernando Diniz...não venceu nada realmente, mas visivelmente treinado. O que não dava mais é para ficar com um elenco limitado e um técnico que não fazia nada.
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Eu vi, em diversos jogos dificílimos, o Botafogo mostrar uma garra que despertou a admiração dos adversários. Ouvi tantos torcedores de outros times elogiarem a garra, foco e unidade do time. Havia deficiências? Sim. Mas o motivacional estava em 100%. Roger virou "craque"... Aquele estado se dissipou no último trimestre do ano, especulações feitas se confirmaram depois.
Creio que o time rachou internamente pelas ambições salarias de jogadores chaves e assédio de outros times. Estou certo que um grupo de jogadores, liderados por Roger e Bruno Silva, contaminaram o ambiente. Para mim esta foi a explicação principal do fracasso. Havia um clima no time entre ago/2016 e set/2017 ... depois de set/2017 mudou tudo... e a imprensa especulou sobre isto constantemente.

Rodrigo Federman disse...

Eu também, Abel. Garra, de fato, houve...até atrasarem os bichos. Para mim, não foi por questões técnicas, montagens/esquemas táticos ou dedo do treinador. Só havia garra...até acabar o "incentivo".
Abs e SA!!!