domingo, 18 de fevereiro de 2018

Pequenas (e boas) mudanças




Ainda é muito cedo para palpitarmos sobre o time que o técnico Alberto Valentim mandará para campo na próxima quinta-feira, na estréia da Taça Rio, contra o Nova Iguaçu. Mas segundo algumas notícias na imprensa, experiências estão sendo feitas. Algumas, inclusive, que cansamos de pedir.

Pelo time que andou treinando na semana passada, se continuo torcendo para nos vermos livres do Gilson lá na esquerda, ao menos gostei bastante do Marcinho entre os titulares e o Arnaldo no grupo reserva. Também teve o retorno do Carli na vaga do Marcelo, um certo revezamento entre Jefferson e Gatito, Ezequiel no lugar do Luiz Fernando e o Bochecha sendo observado.

É isso! O Botafogo precisa(va) de mudanças com urgência. Lógico que não dá para cobrar que todas sejam feitas de uma única vez, mas é animador saber que o treinador está bem mais atento às carências, fragilidades, virtudes e opções do seu limitado elenco.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

32 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Como a diretoria vai se comportar sabendo que as renovações com Arnaldo, Gibson, Dudu e outrose, agora vão pro banco ?
Essa é minha preocupação. ...

Lorismario disse...

Bom dia Rodrigo. Só nos resta torcer pelas mudanças pois, do jeito que está é de desanimar. Nunca em nenhum momento, a base forneceu de uma só vez mais que 03 bons jogadores em time nenhum. Já temos da base o Marcelo, o Igor, o Matheus Fernandes, o Ezequiel e o Marcinho/Fernando. Os dois primeiros consolidados, vamos ver os demais. Loris. PS. Não consigo entender porque não sobe o Amilcar para conviver com o "mundo cão".

lucas lima disse...

Eh isso rodrigo , mudanças mas do que obvias que nos que não somos grandes ententedores percebemos mas o felipe Conceição ou era cego ou masoquista pra aturar tanta perna de pau , e não esboçar nenhum tipo de solução ou tentativa ! Desejo sorte ao Alberto Valentim , não vai ser fácil , uma vez com o material humano que temos em generial severiano mas também eh questão de honrar a profissão deles e fazer o maximo possivel na condições deles ! Abraços e saudações alvinegras !

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, preocupação que faz sentido mesmo.

Fecho contigo, Loris.

Sim, Lucas. E que o AV não se curve à imposições por escalações e/ou panelas.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,comentei que havia,por acaso,assistido pela TV a 20 minutos de um treino do AV.
Gostei de algumas mudanças feitas,e ele insistia muito com instruções ao BOCHECHA.Vamos aguardar as substituições necessárias e como as PV se comportarão.
Quanto a contratação do lateral do lixo paulista,não posso criticar,nem elogiar só por ouvir falar,prefiro esperar algumas partidas.Essa história de que era reserva do reserva,etc,não me impressiona.
O VL,que voltou para o PALMEIRAS,só me impressionava pelas frescuras com o cabelo,pois em campo era apenas menos ruim que o potente GILSON.Em SP já caminha a passos largos para a reserva.Cada caso é um caso,sem estresse.
Já presenciei N sucessos de perebas e insucessos de pseudos craques,rsrsrs.
O mais famoso foi um pereba conhecido como MANÉ GARRINCHA,que não serviu para o Vasco e Flores,mas nos deu imensas alegrias.O outro,foi um tal de NS,que acabou vindo para o Botafogo,já com uma certa idade.
Calma gente,não os estou comparando com barangas,apenas é um modo de mostrar que podemos evitar criticar por antecipação.Caso seja baixo padrão,sentaremos o cacete em quem o contratou.JOTA.

lucas lima disse...

Quanto a usar mais a base alguns jogos ou minutos não podem servir como parâmetro para decidir se as pratas da casa não servem , eh preciso observar com mais carinho e sabendo escalar no momento propricio para não atrapalhar na passagem de juvenil para profissional , coisa que não vejo em generial severiano como vejo em outros clubes como o santos por exemplo , aqui ou não se da oportunidade ou se atura em demasia como foi o caso do Vinícius tanque que teve diversas oportunidades e nada de empolgante mostrou , torço pra ver uma lapidação das nossas pratas da casa ! Saudacoes !

Marcio disse...

Mudanças em algumas situações como estas do BOTAFOGO são sempre necessárias, mesmo que elas não apresentem resultados; contudo, a vontade do acerto deve prevalecer.
Infelizmente no futebol tem umas coisas que não me convencem, como o fato do Torcedor não poder pedir alguma coisa porque não acompanha os treinamentos...
Indivíduo algum acompanha um ensaio teatral ou uma gravação de um filme, novela, para emitir uma opinião.
Que o A. Valentim seja inquieto, como um Guardiola, na busca por resultados.
SA!!!

Willam disse...

Porque o estádio do flamengo não será interditado como foi o do Botafogo?
O nosso estádio foi fechado por risco de acidente sem nenhuma prova concreta, o do flamengo esta sendo tratado como nada tivesse acontecido, não será interditado mesmo tendo a queda de dois postes de iluminação.
E se fosse em dia de jogo?
Seria com certeza um acidente gravíssimo.
Espero que a justiça seja igual para todos e que seja levantado alguma investigação sobre a reforma do estádio da portuguesa.
SAN

Rodrigo Federman disse...

Jota, no caso do Bochecha, não sei se foi porque o Matheus não treinou. Faço apenas ressalva na manutenção do Gilson e novamente Dudu entre os relacionados previamente! rs

Lucas, uma sequência mínima que seja, né?

Marcio, e elas além de necessárias, eram urgentes. Espero que na quinta, quando, de fato entrarmos em campo de maneira oficial, não vejamos o mais do mesmo.

William, cara, deixemos o Flamengo para lá. Não nos importa ficar dando ibope para eles (quando não nos envolve).

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Só uma correção Lorismario na frase "Nunca em nenhum momento, a base forneceu de uma só vez mais que 03 bons jogadores em time nenhum". Essa frase talvez se refira aos últimos 30 anos, pois que eu me lembre, em 67/68 subiram 8 jogadores da base, 5 craques, Jairzinho, PC Cajú, Rogério, Roberto Miranda e Carlos Roberto e 2 bons jogadores, Valtencir e Moreira, fora alguns jogadores no banco muito bons: Afonsinho, Ney Conceição, Ferreti. Issso estou falando do Botafogo, o quer dizer do Cruzeiro de Tostão, Dirceu Lopes, Piazza, Zé Carlos, Raul, etc. Ainda poderia citar o Vasco, o Flamengo, etc.Repito, esta frase é verdadeira em especial para o Botafogo nos últimos 30 ou 40 anos.
Sobre as mudanças do Valentim, parece que ele enxerga algo a mais que os antecessores e isso é bom, principalmente no aproveitamento da garotada, melhor do que trazer refugos desprezados um outros times. O que essa diretoria deveria tentar seria trazer um cara que pudesse acrescentar algo aos garotos (embora esses caras não tenham inteligência para tal), muito embora não veja no país nenhum jogador com esse perfil, talvez na AS, em especial Argentina ou Uruguai pode ser que exista esse tipo de jogador. Vamos continuar torcendo para que o AV dê uma cara de time a esse Botafogo atual. Afinal, é o que nos resta no momento. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, a torcida fica para que o AV identifique as peças fracas e tenha toda autonomia para fazer as trocas necessárias.
Abs e SA!!!

Rui disse...

Desculpe mas vou discordar nessa temos vários exemplos de bons times com vários jogadores oriundos da base, Santos especialista nisso, fluminense escapou até de rebaixamento lançando vários de uma vez. Não é o ideal, o certo seria o garoto entrar na boa, mas no nosso clube os contratados são pernas de pau (e tem mais espaço) mas se fosse pra colocar a molecada não vejo como piorar, como Igor era melhor que Emerson Silva será que Yuri e tão pior que Moisés? Ou Bochecha é pior que Lindoso?
Óbvio que nossos jovens valores não são lá essas coisas, e nem sempre numa boa safra tem o "craque", mas poderiam suprir várias posições onde tem no mínimo jogadores do mesmo nível e guardar a grana pra quem decide partidas.
Eu seria radical nessa. Base + jogador decisivo. Nada de Gilsons e Arnaldos. Valência até perdôo a diretoria pois veio referendado, jogador de seleção, mas outros nomes poderiam não ter ao menos o contrato renovado.

Rodrigo Federman disse...

Rui, creio que o Loris se referiu apenas ao Botafogo quando falou de times com bons jovens egressos da base.
Abs e SA!!!

Hildebrando Costa Costa disse...

O feliFe Gabriel do Boavista tem vaga de titular nesse time do Botafogo fácil, jogador técnico, recompõe bem o lado direito, e o mais importante é de grupo e tem boa índole

Marcio disse...

Sobre o que o Sérgio Di Sabbato disse, trazer alguém ue pudesse acrescentar alguma coisa aos garotos, é uma ótima ideia.
Entretanto, não tenho certeza absoluta de que isso traria de fato resultados. Cito isso lembrando da passagem do Seedorf no BOTAFOGO, onde o Jéfferson em entrevista, disse que o holandês exagerou em algumas coisas.

"O Seedorf chegou aqui no Botafogo e revolucionou. Pela postura, profissionalismo dele. Claro que a cobrança dele em certos momentos era muito forte. Mas é um cara chato para o bem. É que às vezes ele tentou mudar as coisas muito rápido. Acho que em três, quatro meses ele tentou mudar coisas que duraria talvez anos. Então acho que nisso que ele pecou. Mas com certeza ele acrescentou muito pro Botafogo, o Botafogo cresceu muito com a chegada dele. Claro que a gente peneirava muita coisa, mas ele acrescentou bastante".

Obviamente que não se deve aceitar como verdade tudo o que se ouve, mas no BOTAFOGO daquela época, não tinha um único jogador com a bagagem futebolística do holandês; a sua cobrança forte se justifica quando carrega a conquista de quatro Champions, sendo duas no Milan e uma no Real Madrid, que são os dois maiores vencedores da competição, sem contar o Ajax. E no BOTAFOGO, a verdade é que desacostumou-se a ser protagonista, essa deve ter sido a questão, um acostumado a ser campeão e outros a somente participar de campeonatos.
Se não mudarem a forma de pensar, começando por quem comanda, periga tal medida não trazer ganhos efetivos.

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2014/04/jefferson-critica-exageros-de-seedorf-tentou-mudar-coisas-muito-rapido.html

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hildebrando, agora acho melhor focar no elenco atual e maiores carências. O FG foi muito útil quando passou por aqui, mas deu o tempo dele.

Marcio, o Botafogo não quer se profissionalizar. Tanto que o próprio Seedorf foi criticado e boicotado por querer mudar filosofias e atitudes internas do clube.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, eles não gostam de contratações capengas.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Marcio.
Abs e SA!!!

J. Daniel disse...

Botafogo com seu eterno complexo de inferioridade, está se acomodando entre os times medianos, que vão disputar o brasileiro deste ano. Diretoria sem ambição, que não almeja títulos. Continuando na primeira divisão, na visão arcaica deles, já atingiu a meta.É desta forma, que estou vendo o nosso querido fogão. Das quatro contratações testadas em jogos pelo fraco campeonato carioca, somente o Renatinho e Kieza podem vingar, por falta de concorrência. O Moisés, que ainda não treinou, é mais uma aposta dessa fraca diretoria. O que esperar neste ano? Pelo que estamos vendo, muitos vexames estão por vir.Saudações Alvinegras!!!

Rodrigo Federman disse...

É bem isso, J.Daniel. Mas acrescento também parte da torcida que se acomodou com a mediocridade e hoje bate palmas para tudo de maneira resignada.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não custa lembrar:
No dia 13/02, o Rony voltou ao Japão para tentar, mais uma vez, a sua liberação; deste modo, concluo que o BOTAFOGO ainda não recebeu o tal 1 milhão de reais.
Só o BOTAFOGO para manter uma transação se arrastando dessa maneira... Sem o jogador e, pelo visto, sem o dinheiro acordado pela não negociação.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/rony-volta-ao-japao-atras-de-liberacao-para-o-botafogo-vou-tentar-ate-ultimo-suspiro.ghtml

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Calma, Marcio. Não posso ficar sem assunto para amanhã. Hahaha. Já escrevi e programei o assunto para essa segunda. Rs
Abs e SA!!!

Renan Bernarde disse...

Rodrigo, é muito triste assistir tamanha incompetência da diretoria, incompetência esta que assistimos a décadas. E como você disse, parte da torcida já se acomodou com tamanha mediocridade. O clube suplica por maior representatividade da torcida, criativa e ambiciosa, na política do clube. Ano passado mostramos que somos a melhor torcida do país, fizemos espetáculos que o mundo inteiro assistiu e comentou. Não podemos acreditar no que mídia impõe a nossa torcida, somos muito maior do que esse momento que passamos. SA!

Rodrigo Federman disse...

Renan, eu sou muito taxado de chato justamente por tentar combater esse conformismo que assola o clube e muitos dos seus torcedores. Concordo contigo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, não imaginei que havia pensado em trazer esse assunto para debate... Vou aguardar.

Mudando de assunto: Avaliação de um certo jogador que chegou a ser chamado de "mito" por aqui.

"Não consegue engrenar com a camisa do Inter. Centralizado na linha de meias, pouco produziu durante todo o primeiro tempo a não ser um passe para Roger, que o centroavante desperdiçou. Sumiu na segunda etapa até ser substituído por Wellinton Silva, aos 19 minutos."

Quem é?

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Tranquilo, Marcio. É que hoje foi difícil pinçar algo para amanhã...Até que surgiu essa última no início da noite para salvar. Já sobre o tal "mito", é mais uma prova de que hoje o torcedor se conforma com qualquer coisa. Rs
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Eu não tenho boas expectativas. Quando lembro do elenco que temos, não me animo com mudanças no time, mesmo sabendo que são necessárias e urgentes.
A diretoria está fazendo uma economia burra, trazendo refugos e deixando de faturar receitas com vitórias. Eu estou desanimado... e só novos fatos concretos em campo podem mudar meu estado.

Rodrigo Federman disse...

Abel, as mudanças no time titular me dão uma leve animada, apesar de também não ter grandes expectativas.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Meu caro Sergio. Não me refiro ao Botafogo em especial e sim no geral. Por exemplo, o Jairzinho foi reserva do Garrincha (era do chamado time de aspirantes) e disputou a Copa do Mundo da Inglaterra. O P. Cesar Lima (Cajú) veio depois do Jair e do Roberto. Me lembro da re-entrada do Cajú em um torneio feito em Brasília onde participaram o Botafogo, o América (que na época era time grande) e um time de Brasília chamado Rabello (da construtora do mesmo nome). Na decisão o Botafogo venceu o América e em seguido venceu novamente o América pela Taça Guanabara. O que quis dizer é que "jamais saíram três bons jogadores no mesmo ano na base, nem no Botafogo e em outros times" Só isto, "no mesmo ano". Agora em períodos diferentes, ocorreu sim, com vários vindos das respectivas bases. Lembro ainda que o Zagalo, então técnico do Botafogo subiu do mesmo ano apenas o Moreira, Waltencir e Carlos Roberto. O Roberto Miranda já antes de 1966, fez um jogo pela Seleção Brasileira de novatos, em Colatina E.S. Eu conversei pessoalmente com ele que reclamou que não lhe davam chances no time titular. Ainda tinha um lateral direito chamado Mura que pertenceu a esta seleção e posteriormente foi titular no Botafogo. Se não me engano, havia ainda o Humberto. Mas de todos estes citados, apenas o Jair e o PC Lima foram diferenciados. Se bem que o Waltencir, comparado ao Gilson, era craque e o Moreira comparado ao Arnaldo seria um super-craque. Grande abraço do Loris.

Rodrigo Federman disse...

Grande aula, Loris. Sempre um prazer ler as gloriosas histórias do outrora gigante Botafogo.
Abs e SA!!!

Tiago Almeida disse...

Rodrigo pelo menos ele barrou os limitadíssimos Gilson e Arnaldo podia testar o yuri e o Buchecha também

Rodrigo Federman disse...

Menos mal, Tiago. Foi um começo.
Abs e SA!!!