quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Virar a chave...



















Palavras do técnico Felipe Conceição, após o vexame histórico de ontem:

"- A decepção é grande, a gente não queria ser eliminado na primeira fase. Lutamos, batalhamos, escolhemos a melhor estratégia para o tipo de jogo, para a competição, o regulamento... Infelizmente não conseguimos. A gente vai ter que buscar força agora, virar a chave para sábado estar forte contra o Flamengo".

Fizemos TUDO CERTO...
...e fomos derrotados/eliminados pela Aparecidense. 

É melhor virar a chave sim...mas para fechar logo o portão de General Severiano.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

53 comentários:

Enéias Teles Borges disse...

2017 éramos referência de um time guerreiro e agora?

Rodrigo Federman disse...

Enéias, só enquanto havia bichos em dia também.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

E não basta aguentarmos uma derrota e desclassificação vergonhosa.....temos que aguentar esse tipo de discurso. Tem que ser profissional e assumir os erros até mesmo na entrevista pós jogo: algo como "o esquema tático que escolhi não funcionou, foi péssimo e o time atuou muito mal. Temos que treinar muito mais e corrigir os muitos erros que cometemos"....é o mínimo que se esperava.
AC

Anônimo disse...

Tua síntese é perfeita, Rodrigo. O Botafogo acabou, mas não foi ontem.
O que se tem em curso é um processo longo, meticuloso, insidioso, composto por um amálgama feito de incompetência, arrogância, má-fé e, quiçá, de ladroagem, de rapinagem, todo ele voltado à irreversível destruição do clube.
Ignoro quando tudo isso começou, mas impossível não especular a respeito de umas situações verdadeiramente simbólicas.
Minha teoria é a de que, após os títulos de 89/90, graças ao esforço de um bicheiro abnegado (!), as velhas raposas instaladas no alvinegro acharam que, a partir daquela pequena “ressureição”, poderiam fazer o que lhes dessem na telha, na ilusão de que o Botafogo finalmente seria resgatado das sombras e voltaria a ser grande novamente, mercê dos “esforços” daquela gentalha que imaginou que poderia realizar um trabalho melhor do que o Emil Pinheiro.
O festival de besteiras começou a partir de 89/90. O título de 95 foi um milagre oferecido pelos assim denominados “deuses botafoguense do futebol”. Devem ter pensado: tome aí um título brasileiro para a tua história, em honra ao que vocês foram no passado. Houve também aquele torneio sul-americano, vencido por um time medíocre (alguém se lembra dos jogadores?), mas lutador, até porque havia um comandante de verdade no banco de reservas, o saudoso Carlos Alberto Torres (R.I.P).
O Bebeto de Freitas ainda tentou moralizar o ambiente, mas, sabe-se lá por quais razões, foi defenestrado.
Eis que adentrou o cenário o dentista...
Já no meio da – vá lá – “gestão” do infeliz, eu já escrevia, aqui mesmo no blog, que o Assumpção somente sairia do comando (podem rir) com o Botafogo rebaixado. Afinal, ele treinou para isso enquanto por lá esteve. Não deu outra! A imagem das mais vagabundas de que me lembro daquele chavelhudo foi a de erguer uma tacinha de turno de estadualzinho para o constrangimento geral dos circunstantes... O resultado previsível daquele show de horrores foi o segundo rebaixamento.
Continua...
Levi

Anônimo disse...

Com o Carlos Eduardo Pereira, até pensei que as coisas melhorariam, mesmo tendo disputado a segundona e voltado à elite com os cacos da honra que restavam.
No início do ano passado, pensei que aquele seria o ano do início da redenção definitiva do clube e a retomada da grandeza. Afinal, passou com honras por Colo-Colo e Olímpia, dois campeões da América. Se o time não era lá brilhante, pelo menos lutava...
Até que enfrentou o Flamengo (duro ter de admitir, mas o Botafogo há muito joga com medo contra esses caras) e o Grêmio, respectivamente, na Copa do Brasil e na Libertadores, onde havia chegado depois de tanto tempo. Desnecessário relembrar que o time passou dois jogos inteiros!, 180 minutos sem fazer um único gol no Flamengo, mas não deixou de tomar contra o Grêmio e contra o rival carioca.
Foi ali, Rodrigo, naqueles dois jogos, que pressenti que o Botafogo já havia acabado...
Foi a partir dali que resolvi dar um tempo, deixar de me aborrecer com os destinos de uma instituição que não se respeita (já devo ter escrito isso umas sei lá quantas vezes). Como eu te disse outro dia, estou cuidando de dois projetos pessoais que tem me tomado tempo e me dado muito mais prazer do que acompanhar os jogos do Botafogo e as suas vicissitudes.
O resultado de ontem reflete apenas e tão somente mais uma fase do processo a que fiz referência acima.
O Botafogo já era! Isso vem acontecendo todos os dias, desde os títulos de 89/90. Repito, os de 93 e 95 foram uma dádiva dos esctoplasmas do Garrincha e de tantos outros heróis do passado...
Ah, sim! Antes que eu me esqueça: para os que pensam que um vexame no próximo sábado seria bom, porque a diretoria acordaria, podem tirar o cavalinho da chuva, pois já houve várias outras oportunidades em que o vexame acontece e a tal de diretoria não se mexeu. Não será dessa vez. Não esses caras que lá estão. Iremos de Felipe Conceição, Gílson, Dudu Cearense, Arnaldo, Pimpão até o fundo do poço, desde que tal cenário seja da conveniência dos assim chamados dirigentes e não da conveniência do Botafogo e de sua rica a antiga história...
E sim, tudo para ser mais uma vergonha no próximo jogo, ao qual darei a mesma importância que dou a uma nota de três reais.
Voltando ao meu auto-exílio em 3, 2, 1...
Levi.

Anônimo disse...

Ricardo
Se fizeram tudo certo vai continuar a mesma coisa ou seja, horrível. ....

Tiago Almeida disse...

Rodrigo pq que o Botafogo não aposta na base ?Na minha opinião é a única solução pra sair do fundo do poço, trazer um técnico de vdd e apostar na base para tem muito jogador bom lá.

Abel Santos disse...

Ouvindo algo assim, chego a conclusão: O Botafogo está à deriva, sem técnico, sem presidente, sem departamento jurídico, sem nada... nada...
O perdido e incompetente Felipe Conceição está apenas defendendo seu emprego... e a diretoria, por incompetência e letargia fúnebre, está enterrando devagarinho um defunto.
Quando vi o desmonte das peças centrais, por pior que fossem, sabia que esta seria a nossa realidade... sabia que viria coisas piores... muito piores...
E este discurso irritante e tenebroso de Filipe Conceição parece tortura proposital sobre a torcida...

Rodrigo Federman disse...

AC, isso é o que mais revolta.

Verdade, Levi. Eu ainda tentava né enganar...mas depois de ontem, não dá mais.

Ricardo, a tendência é piorar.

Sim, Tiago. Mas não pode ser a única coisa a ser feita.

Abs e SA!!!

Eziel Junior disse...

Ate agora não entendi por que ainda não demitiram o FC. Li todo os noticiários aqui e nada ainda o que falta?

Sabe Rodrigo estou ate mais tranquilo por ter acontecido isso no inicio de temporada, porque sabemos que ainda pra corrigir. Agora se a diretoria demorar muito pra começar a agi vai ficar muito difícil.

Celso Ricardo disse...

Carli,Marcelo, Igor Rabelo, Mateus Fernandes, Pimpão(sim,ele mesmo)e João Paulo. Os citados formariam a base do time, os outros seis viriam da base. Coloca pra jogar contra o Flamengo. O técnico? Cuca, sem pensar 2 vezes.
Mas e o Jefferson? Fora também.

Rodrigo Federman disse...

Mas é isso mesmo, Abel.

Eziel, pior que por enquanto nada aconteceu.

Concordo, Celso.

Abs e SA!!!

Eziel Junior disse...

Atitude infeliz essa do Jeferson. Olha eu agradeço tudo que ele fez pelo glorioso mais não podemos deixar passar uma atitude tão desleixada com a desclassificação que tivemos ontem. O cara pela experiência e vivencia que teve no clube tinha que chamar a responsabilidade e cobrar do time desclassificação e não ficar sorrindo como se nada tivesse acontecido. Cara me sinto envergonhado com esse time tá difícil de engolir. Vou além esse vexame pra mim é o mesmo que ter decido de divisão é ridículo.

Pix disse...

Uma salva de palmas, e ser me permite, uma pequena correção. Nao foram 180 e sim 360 minutos (4jogos) sem fazer um mísero gol nos mata-matas do qual fomos eliminados.

Pix disse...

Matheus e Pimpão? Desculpe meu amigo, mas os citados não fazem jus à confiança depositada.

Kal disse...

Jefferson/Gatito
Marcinho
Carli
Rabello
Yuri
Gustavo Bochecha
João Paulo
Renatinho
Valência
Ezequiel
Kieza

Tec. Cuca (sonho!)

442 clássico. Um volante pitbull (Matheus é um molenga) e um mais técnico. Dois meias dividindo a armação. Um atacante da base doido por uma chance entre os titulares e um que ao menos consegue dar sequência as jogadas.
Não é um primor de time mas é muuuuiiiito melhor que o time escalado ontem.


Na boa, Gilson e Brenner não servem nem pra compor elenco. Arnaldo e Pimpão serviriam como aqueles reservas que quase nunca entram. Luis Fernando querem nos enfiar goela a baixo mas a verdade é que desde que estreou não jogou absolutamente nada.
Felipe Tigrão é um caso a parte: Valência bem ou mal era o jogador que no Estadual estava responsável pela criação e não merecia ser barrado pra entrada de um zagueiro. LF por exemplo estava pior. Arnaldo é outro que poderia ter sido sacado. Escolheu a peça errada e ainda na hora errada, sem treinar o novo esquema. Merecia umas 20 chibatadas por isso.


Em resumo, ao invés de 15 barangas, melhor investir em 3 JOGADORES DE VERDADE e completar o time com os jovens da base.



Daniel BFR disse...

NÃO HÁ CLUBE QUE RESISTA A TAMANHA FALTA DE AMBIÇÃO.

Rodrigo Federman disse...

Pix, eu penso igual ao Celso.

Eziel, esse resultado de ontem foi igual rebaixamento mesmo. Vergonhoso.

Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Cuca? Ele só trabalha por salário superior a R$ 700 mil. E duvido que ele pegaria o Botafogo do jeito que está. Jorginho também seria uma opção, e ele está acostumado pegar elenco tranqueira.
Mas a imprensa diz que o Botafogo não demite FP por não ter dinheiro para trazer um bom técnico. Só temos uma saída para escapar da segundona: Um técnico capaz de formar uma equipe coesa, comprometida e forte na marcação, mesmo com o elenco que temos.
Não há como negar que JV fez isto até outubro/2017 com aquele elenco horrível. Em 2010 Joel Santana fez isto após a humilhação de 6x0 para o Vasco, mas o elenco da época era muito superior.

Pix disse...

Respeito a opinião de vocês, mas pra mim ambos não são capazes futebolisticamente falando, de fazerem parte da "base" do time.
Pra mim são duas bostas.

SA!

Anônimo disse...

Somente para corrigir um erro de digitação. Eu quis dizer ECTOPLASMAS e não eSctoplasmas do Garrincha e de outro...
Em tempo ainda: em se tratando de trapalhadas botafoguenses, esperem uns três ou quatro anos para lerem nas mídias algo parecido com "Felipe Conceição penhora a renda do jogo do Botafogo para cobrar dívida da multa a que faz jus por força da demissão há uns três ou quatro anos..."
Tristeza!
Levi

Rodrigo Federman disse...

Kal, uma coisa é fato: Mudanças são necessárias. E para já.

Verdade, Daniel.

Ok, Pix. Questão de opinião mesmo.

Abel, no atual momento, pelo Botafogo, se conversar eu acho que ele diminuiria a pedida.

Valeu, Levi.

Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

A Gazeta Esportiva crava que Jorginho será o próximo técnico...

Rodrigo Federman disse...

Abel, ao menos ele é, de fato, treinador. Não é um nome que eu tenha restrições, apesar de preferir o Cuca (tirando a questão financeira do foco).
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Eu gosto de Jorginho. Ele sabe armar bons times e é muito comprometido com o clube que trabalha. Sempre quis ele no Botafogo. Se ele estivesse ontem, não perderíamos aquele jogo e chegaríamos mais forte no sábado. Acho que Cuca será impossível... ele deve ter boas propostas do Brasil e exterior. Seu salário é muito alto.

Anônimo disse...

RODRIGO e amigos,sei que falarei de um jogador que muitos têm como ídolo.
Entendo que os mais jovens do Blog,que conviveram com goleiros muito fracos e alguns até frangueiros,se apegaram a ele,particularmente pelo fato de ter defendido aquele penalti na partida contra o lixão.
Não defendo nem acuso o DM do clube,mas na época,alertei que a contusão do jogador era seríssima,comum no basquete americano,e quem passava por isso, dificilmente voltava a jogar em alto nível.
JEFFERSON é fraco nas saídas do gol,de bola e tem pouca elasticidade,no restante se defende bem.A opinião é de um treinador de goleiros,que comentou quando ele saiu da seleção.Não sou treinador,mas concordo pelo que assisto.
Repito,quem não viu nossos grandes goleiros jogarem acha que ele está entre os melhores,mas a meu ver não.Acompanho goleiros desde o AMAURI,em meados da década de 50,excelente no gol.Comparar JEFFERSON com o MANGA,como vi alguns fazerem,é um desrespeito a memória do nosso excepcional goleiro.
JEFFERSON tem falhado diversas vezes,particularmente quando tem que se atirar no lado da contusão e ontem não esboçou qualquer movimento nos dois gols,sendo que em um deles chegou a encolher,em um movimento instintivo,o braço.
Não estou querendo desmerece-lo,pois foi útil em alguns momentos,apenas discordo de quem o acha imprescindível e de quem resolveu bancar 400 mil por mês para um jogador em fim de carreira,vindo de um séria contusão e tendo o GATITO e dois garotos da base bem promissores.Uma empresa séria não procede assim.
Criticamos as renovações de alguns e devemos enaltecer a dele por ser ídolo de certos torcedores?
Ontem,quando o vi todo risonho,após o vexame,conversando e rindo com os adversários,lembrei-me do eterno MESTRE e meu único ídolo,que deve ter se retorcido no túmulo com vergonha da atitude do capitão do time,após uma derrota vergonhosa.
Líder de que? Tinha que dar esporro em campo e proceder como um líder de fato e de direito.Depois da cena de ontem,o pouco respeito que tinha pelo atleta acabou.
Agora,aliado e amiguinho do animador de vestiário,que quer convencê-lo a renovar no final do ano,é bem possível que os dois renovem com aumento de salário.Com essa diretoria,que defendi em alguns momentos,tudo é possível.
Desculpe RODRIGO,seu Blog não é para isso,mas eu estava engasgado com ele desde ontem,e como vi que alguns pensam parecido,resolvi desabafar.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Abel, também acho um nome interessante.

Entendo, Jota. É sua opinião e tem todo meu respeito, mas particularmente não compartilho. Penso diferente (e o amigo sabe).

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O Botafogo é um grande clube em vários esportes, mas no futebol profissional não passa de um timeco de 3ª categoria. Nunca pensei em dizer isto: o futebol do Botafogo foi extinto depois de anos e anos da mais pura incompetência administrativa. Falam em falta de recursos financeiros, então senhores donos do clube, me expliquem o seguinte: como a dívida do clube chegou a números estratosféricos e nos últimos 22 anos o clube foi incapaz de montar um grande time e ganhar um título nacional de expressão? Não há explicação, ou melhor, há: são incompetentes, amadores e arrogantes e pouco se importam com a torcida, com o gloriosa história no passado do futebol, um dos clubes mais importantes do século passado. O clube virou apenas um clube social que nem muitas vantagens tem a oferecer a seus sócios. Nos restou o remo e outros esportes amadores a honrar o nome do clube e até o futebol sub 20, mas o profissional, se é que podemos chamar aquele arremedo de time e comissão técnica de time de futebol profissional.
Sobre o jogo de ontem pode-se resumir no seguinte: um time mal terinado, sem nenhuma jogada ensaiada, sem esquema e com um técnico que absolutamente não consegue perceber o que acontece em campo, escala mal, substitui pior ainda e sem um único treino inventa um esquema, o 3-5-2 com dois laterais que são péssimos como laterais e nesse esquema onde deveriam se tornar alas no ataque e defendendo compor o meio campo nada disso fizeram e os dois dois gols do adversário saíram exatamente do lado esquerdo do horroroso Gílson. O que esperar desses dois laterais? Nada.
Sem querer me alongar pois a indignação é enorme, o que leva uma diretoria de futebol renovar contratos de jogadores absolutamente fora de jogo, contratar promessas que não passam de promessas, colocar um técnico sem a menor experiência para dirigir um grupo de jogadores sem habilidade, inteligência, noção de espaço e etc.? Pura incompetência e desrespeito às tradições do Botafogo.
Se o time atual ainda tivesse uns 3 ou 4 bons jogadores o Felipe Conceição até poderia se sustentar, mas com esse monte de atletas fracos que erram passes simples, são incapazes de dar um drible, são lentos e sem saída de bola,. o que podemos esperar? Nada.
Fico muito a vontade para criticar o time depois do enorme vexame de ontem, pois tenho criticado o time desde o começo, não vendo nenhum progresso desde o 1º jogo contra a Portuguesa e o anterior ao de ontem, contra o poderoso Boavista, Aliás, a maioria dos torcedores temia o jogo de ontem, pois torcedor é apaixonado mas não é cego nem burro. Previ que o Botafogo perderia ontem e ato contínuo perderá para os mulambos. Triste sina desse que outrora foi um grande clube de futebol. Nos tornamos pequenos e insignificantes. Abs e SB!

Sergio Di Sabbato disse...

Lendo agora o comentário do JOTA, confirmou as minhas suspeitas de que o Jeferson fez golpe de vista no segundo gol ao encolher a mão, não sei se por problemas no braço da contusão ou golpe de vista mesmo, coisa que ele já fez em outras ocasiões. Aquela bola era defensável e o Jeferson falhou. E faço coro ao JOTA: não dá para comparar o Jeferson com o Manga, que foi na minha opinião o melhor goleiro dos que vi jogar no Botafogo. E aquela estorinha de que ele estava vendido em 67 foi coisa da cabeça do Saldanha, de quem tenho respeito e gostava dele, mas inventava muita coisa, como a de que o time de 48 e o de 57 jogou dopado,m tudo isso para colocar a diretoria em maus lençóis, mas como disse um diretor sobre 57: "O Saldanha era o técnico e só anos depois é que vem falar esse tipo de coisa."
Um dirigente do Botafogo das antigas disse uma frase que é muito mais próxima da realidade do que aquele que comumente se fala "há coisas que só acontecem ao Botafogo", a do Santiago Dantas é muito mais próxima do que é o Botafogo: "o Botafogo tem a vocação para o erro". A escolha do elenco atual com renovações sem lógica, contratações ridículas e efetivar um técnico sem a menor experiência são prova maior da frase do antigo dirigente. Mas o que o técnico fez ontem ao mudar o esquema de jogo de um time que não jogou nenhuma vez nesse esquema não foi erro, foi burrice, estupidez. Se o time mal se encontrava em campo no esquema antigo, o que diria nesse 3-5-2 com dois alas que nem laterais medianos são, o que dirá alas. Os caras são ruins demais, apanham da bola, erram passes de meio metro, são burros, marcam mal, o que esperar desse novo sistema. E para piorar um ataque absolutamente inoperante e um meio campo que é incapaz de criar uma boa jogada de ataque. Bem ou mal o LV era mais efetivo do que esse LF por exemplo.
Mas o pior de tudo é ver o Botafogo tomar um banho de bola de um time da série D e sem esboçar um mínimo de reação. É duro admitir, mas o futebol profissional do Botafogo acabou num processo que começou em 69, apesar de alguns momentos de mentirosa recuperação.
Tomar banho de bola para a Aparecidense é para nós desaparecidense-mos de vez. Abs e SB!

Dejair de Assis Cunha disse...

Pelo que parece o Felipe Conceição continua. Estão esperando o flamengo fechar o nosso caixão? Se o clube fosse sério, esse cara nem entrava no avião depois do jogo.

Dejair de Assis Cunha disse...

Uma curiosidade que li ontem. O Pimpão estava há 23 jogos sem marcar gol (não sei se é verdade) e era titular absoluto. Podem anotar se o Botafogo não tomar sacode do Flamengo, vamos de Felipe Conceição pro Brasileiro.

Abel Santos disse...

Eu estou de acordo com Jota. Jefferson está em fim de carreira, sem ambições. E ele sabe que o Botafogo não tem chances de títulos este ano. Isto o desanima. Ele não transmite mais aquela segurança e liderança. No jogo de ontem ele deu uma espalmada esquisita para dentro da grande área. Tem falhado em reposições, já tomou um frangaço este ano e, pelo menos, um gol defensável. Não se justifica R$ 400 mil/mês para ele se temos Gatito no banco e um elenco desqualificado, precisando de peças chaves.

jorgeFS disse...

"FIZEMOS TUDO", não quero nem ver quando fizerem tudo errado! Cambada de FDP.

Eziel Junior disse...

Jota concordo com vc... Um lider naquela situação ficaria transtornado assim como ficou o Zagueiro Sandro quando fomos rebaixados a primeira vez. Isso desanima cara por que passa um tempo os torcedores esquecem e deixam pra lá e com isso o clube acaba se afundando na falsa realidade do time.

Vamos imaginar que o Botafogo ganhe dos mulambos sábado com certeza muitos torcedores irão curti e festeja mesmo o time jogando mau ae vai esquecer... É isso que não pode acontecer acho que os torcedores no geral tem que entender que estadual não é nada na minha opinião serve apenas pra treinar o elenco só isso. O torneio da temporada era a copa do brasil e que foi desperdiçada por desleixo da atual gestão do clube.

E sobre o tecnico qualquer um que assumir já vai ser melhor que o atual. Acho o profissional da área tem que ter culhão pra tirar quem que tiver que tirar e tem ter fibra e ousadia pra conduzir elenco e infelizmente não vimos isso no FC.

Rodrigo Federman disse...

Sergio, concordo com muitas das observações. Só não concordo muito com algumas referentes ao Jefferson. O próprio hoje explicou na sua rede social o ocorrido. Acho que ali houve cabeça quente justificável da torcida e aí observávamos tudo com um toque crítico ou negativo demais (me refiro apenas ao caso do Jefferson no final do jogo).

Dejair, é um absurdo manter o técnico depois de ontem.

Abel, respeito mas não concordo.

Jorge, pois é. Isso é preocupante.

Possa crer, Eziel. Até já opinei muito sobre isso. Não concordo tanto sobre esse ponto específico.

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Sobre a atitude dele eu não comentei pois nem vi. Assim que acabou o jogo desliguei a tv e fui tentar dormir, o que foi muito difícil depois daquele vexame histórico. Acho que o Jeferson falhou no gol sim, mas não continuo respeitando-o como o grande profissional que é e pelo respeito que sempre teve em relação ao Botafogo. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sergio, eu só vi a foto que circulou na internet sobre algumas das críticas que foram feita a ele após o jogo. Sobre os gols, juro que não vi ontem e nem fiz questão de procurar para ver hoje! hehehe
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Eu tenho o Jeferson pelo que fez de bom para o Botafogo, uma declaração dele uma vez quando o botafogo conseguiu vencer o flamengo,declarou que o botafogo venceu um gigante, parei com essa declaração e a mentalidade na cabeça dele perdedora
Falhou feio em um gool que nos tirou o campeonato carioca contra o Vasco saindo muito mal do gool e perdemos o titulo contra o Vasco, teve o problema que se negou a jogar contra o Santos que fomos eliminado e o Wilson Gotardo não concordou com a sua ausência e o botafogo foi goleado por 5x0 para o Santos.
Ontem fez golpe de vista sendo um dos responsáveis mais uma vez pela eliminação.
Acho o Jeferson um bom goleiro nada mais que isso péssimo com os pés reposição de bola sofrível e considrando ser o maior salário do clube essa diretoria em fez de contratar 04 bons jogadores paga um salário de 400 mil por Mês é coisa de amadorismo mesmo.
Daqui a pouco o Gatito se tiver mais tempo de botafogo deixará facilmente ele para trás.
É o maior goleiro do Brasil hoje defendendo penaltys frieza e tranquilidade.
Espero que essa diretoria não abra mão do Gatito, por Jeferson.

Marcos Antonio

Rodrigo Federman disse...

Marcos, ele já disseram que não têm interesse em abrir mão do Gatito.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

SÉRGIO,a história que sei da rixa SALDANHA e MANGA,meu pai me contou.
O JS era comunista declarado e pertencia ao PC Brasileiro.Um dirigente,totalmente anti comunista,contou para o MANGUINHA que os comunas detestavam nordestinos e que quando tomassem o poder acabariam com eles.Como era meio tosco de cuca,MANGA levou a sério e pelo que me lembro,na concentração,peitou o SALDANHA,que partiu para ele com um revólver 38 na mão.O goleiro pulou um muro e fugiu apavorado.
A turma do deixa disso chegou,o presidente colocou tudo nos devidos lugares e,tempos depois o treinador passou a difamar o MANGA,dizendo que ele se vendia,etc.
Não posso garantir que seja tudo verdade,mas na época meu pai era sócio proprietário e tinha vários amigos diretores.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Jota, isso tem na biografia do próprio JS. De fato, parece que foi exatamente isso que aconteceu.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

São mais de 22 horas e o Felipe continua como técnico. Depois de ler todos os comentários,a verdade é que o último ponto de lucidez no BOTAFOGO está na sua Torcida.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, definitivamente não dá para levar a sério esse amadorismo de GS. Um dia inteiro depois de vexame histórico e nada aconteceu.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E há noticias dando conta de que o Aguirre está quase certo, já que a Udinese aceitou a proposta pelo empréstimo.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/esquentou-udinese-aceita-proposta-e-botafogo-encaminha-acerto-com-aguirre.ghtml

SA!!!

Celso Ricardo disse...

Segundo a Radio Globo, Botafogo contratou Aguirre.
Quanto ao estagiário, sábado ele cai.

Anônimo disse...

Algumas informações depois do vexame de ontem(Assistir um programa de Tv)

1)Treinador Felipe ganhava 40.000 e sem provar nada ainda como técnico, aumentaram para 140.000 um absurdo que foi muito criticado no programa, a diretoria por tamanho blefe e o pior, disseram que a escolha do Felipe Tigrão foi feita por Manoel Renha.

2)Hoje assistindo os donos da bola,âncora do programa Edilson Silva falou o seguinte, que o Acácio grande goleiro e que já passou pela comissão técnica do Botafogo teve uma contusão semelhante a do Jeferson e o mesmo falou, que o Jeferson difícil continuar como goleiro de ponta e vamos nos acostumar com suas falhas; pois aquele braço da contusão ele não tem firmeza nenhuma.

3)Dá para entender, que com o Felipe como técnico o Jeferson e o Dudu Cearense são os lideres 02 jogadores que não estão agregando nada a equipe.

Marcos

J. Daniel disse...

A torcida está pedindo Cuca. Concordo. Mas, com o plantel atual vai levar uns dois meses para esboçar um esquema de jogo. Ele vai ter que ensinar a alguns serem jogadores de futebol e a outros, provar que a bola é redonda. Pior que diretoria incompetente + falta de dinheiro, são sinônimos de fracasso, com ou sem Cuca. Não tem como armar um time, com esses dois laterais, sem um volante de verdade, meia criativo e um atacante decisivo. A minha dúvida: Será que o Cuca toparia tamanho desafio? Vamos aguardar. Saudações Alvinegras!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, esperaram a derrota para buscar o reforço. Tarde demais.

Possa crer, Celso.

Ok, Marcos.

Abs e SA!!!

Dejair de Assis Cunha disse...

kd o post de hoje?

Marcio disse...

Não me espanto com a possibilidade de ser verdadeira a informação que o Felipe recebe míseros 140 mil reais.
Em qual organização, em qualquer parte do mundo, um trabalhador recebe 350& de aumento salarial?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Calma, Dejair. Ainda não vivo disso e estou em viagem a trabalho. hehehe. Mas todo dia dou um jeito. rs

Marcio, o futebol é uma mãe mesmo.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Nota emitida pelos jogadores:

"Nós, jogadores do Botafogo de Futebol e Regatas, trabalhamos incessantemente de forma diária para representar o clube e sua torcida da melhor forma possível. Sabemos que a eliminação da Copa do Brasil não foi o resultado que o nosso torcedor esperava, assim como nós, mas repudiamos o ato de vandalismo de algumas pessoas na chegada da nossa delegação ao Rio de Janeiro. Fomos atacados com pedras que quebraram as janelas e que poderiam ter ferido a nós atletas e aos integrantes da comissão técnica. Sempre pregamos a paz nos estádios e esse tipo de comportamento não vai de encontro a isso. Não é com violência que as coisas devem ser resolvidas. O momento é de reflexão e ainda mais dedicação por parte do grupo unido que temos para corrigirmos erros e evoluirmos. Sabemos da nossa responsabilidade e também que os verdadeiros botafoguenses estarão conosco pela retomada do Botafogo".

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/em-notas-clube-e-jogadores-repudiam-violencia-de-torcedores-na-chagada-ao-rio.ghtml

Não sou favorável à violência e tudo o mais.
Entretanto, quem eles pensam que são para determinar quem são os verdadeiros botafoguenses?
E mais, não significa que quem não apoia a violência irá hipotecar apoio incondicional a esse bando que veste a nossa CAMISA.
Sou contra a violência, repito, mas o que esse Time fez na Copa do Brasil é uma vergonha completamente absurda.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, que documento patético. Também reprovo agressões, mas esses caras não têm moral alguma para exigir e/ou colocar tal posição. Jamais suportariam pressão em times grandes. Isso porque, infelizmente não somos mais.
Abs e SA!!!