quarta-feira, 21 de março de 2018

Troco na mesma moeda




E o Botafogo devolveu a derrota do último domingo para o Vasco da Gama na noite desta quarta-feira...

Com o mesmo placar, inclusive: 3 a 2 (Brenner, Luiz Fernando e Rabello). A diferença é que no domingo, estaríamos eliminados da Taça Rio (se não fosse a vitória do Flamengo sobre a Portuguesa), mas hoje não...
...a vitória sobre o clube de São Januário nos levou para a decisão do segundo turno.

É muita coincidência dois jogos seguidos em três dias com os mesmos adversários terminarem com o placar idêntico (mudando apenas o vencedor). Mas o futebol também não mudou. Tanto o GLORIOSO como o Vasco, mostraram que são dois times fracos e que se não ficarem espertos, passarão por dificuldades no Brasileirão.

Do lado alvinegro, que é o que nos importa, um primeiro tempo bisonho. Saímos na frente e nada mais fizemos. 

Aliás, fizemos sim: Um festival de erros de marcação e defensivos. Tanto que o Vasco virou o marcador com dois lances iguais.

Eu confesso que não esperava nada, afinal, o Botafogo não apresentava padrão, toque de bola, meio de campo inoperante sem o João Paulo...enfim, expectativas próximas de zero. Até que em um lance longo, o Luiz Fernando empatou e descemos para o intervalo com o 2 a 2 e a obrigação de mais um gol no segundo tempo.

E a etapa derradeira era disputada sem grandes emoções e a mesma bagunça tática misturada com grande limitação técnica. O técnico Alberto Valentim fez três mudanças e aumentou apenas o fôlego. A (pouca) inspiração era igual. Ou seja, quase nula. Mas chegando nos minutos finais, uma falta levantada e a testada do Rabello para sacramentar a nossa primeira vitória em clássicos no ano e consequente classificação para a final da Taça Rio.

Amanhã conheceremos o nosso adversário. Flamengo ou ECTD? 

Tanto faz, eu só sei que estou comemorando, é claro....
...mas não vou tapar o sol com a peneira e nem me fazer de "cego". 

O Botafogo está ruim, muito ruim! 

Para o estadual dá para quebrar o galho. Mas convenhamos: Quem aqui leva o campeonato carioca como prioridade ou parâmetro para alguma coisa?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 3 x 2 Vasco

1- Gatito: Sem culpa nos gols. Fez uma defesa de cinema no início do jogo  - 6,0

2- Marcinho: Continua com problemas defensivos, mas é uma boa arma na frente - 4,5

3- Marcelo: É jovem e tem potencial. Mas precisa de alguém mais experiente ao seu lado - 4,5

4- Rabello: Fez o gol da classificação, mas não apaga a fraca partida - 4,5

5- Rodrigo Lindoso: O volante (e capitão!!!) que ninguém vê em campo. Se esconde, não ajuda em nada. Nulo, burocrático - 4,0

6- Moisés: Cresceu na segunda etapa e foi o mais regular - 6,0

7- Luiz Fernando: Apenas alguns lampejos. Continua devendo - 5,5

8- Marcelo Baiano: Horrível. Fraco e molenga - 4,0

9- Brenner: Fez o seu papel na área. É limitado, mas esforçado - 5,0

10- Valencia: A boa jogada do primeiro gol...e nada mais - 4,5

11- Marcos Vinicius: Moleque novo, grande, forte... e um baita "morcegão"- 3,5

12- Ezequiel: Ao menos deu correria ao time - 5,0

13- Rodrigo Pimpão: Segurou a bola e usou um pouco a experiência - 5,0

14- Pachu: Pouco acrescentou - 4,5

Alberto Valentim: Estava visivelmente nervoso. Parecia perdido durante o jogo e está irritando boa parte da torcida com algumas cismas. Se não mudar, pode se queimar - 4,5

30 comentários:

Unknown disse...

Só discordo do "lance longo". Pra mim, foi uma bonita assistência do Rabelo no segundo gol. Justiça seja feita, a superação e volta por cima depois de ser vaiado e de tirar o chapéu. Pra mim, nesse elenco não pode ser reserva com esse elenco.

Tiago Almeida disse...

Rodrigo não sei se vc percebeu mas é a primeira partida no ano que o Botafogo faz três gols agora Moisés pra mim é uma grata surpresa.

Marcio disse...

Primeiro tempo onde o BOTAFOGO foi para cima do adversário, já que somente a vitória interessa e logo aos 10 minutos conseguiu a vantagem no placar, gol marcado pelo Brenner depois de uma grande jogada do Valencia.
O problema é que a marcação na entrada da área, com a dupla Marcelo baiano e Lindoso é péssima, soma-se a isso a partida lastimável da zaga, principalmente o Rabello que atabalhoiado perde todas as disputas; isso proporcionou ao adversário tomar conta do meio campo e em dois escanteios virar o jogo.
Depois disso, depois de correr o risco de sofrer o terceiro gol, conseguiu o empate com o Luis Fernando, depois de passe do Rabello.
Depois disso, o jogo deu uma arrefecida e foi assim até o fim.
No segundo tempo o BOTAFOGO não mostrou melhora alguma no setor de meio campo, principalmente no que diz respeito à marcação, embora a criação também tenha deixado a desejar, já que o M. Vinicius, um dos encarregados da criação, foi uma completa nulidade.
Na metade do segundo tempo, o Valentim sacou Valencia e M. Vinicius e colocou Pimpão e Pachú, com isso trouxe o Brenner para ajudar na criação de jogadas, o que sabemos ser uma tarefa extremamente complicada para o referido jogador.; depois ainda colocou Ezequiel no lugar do L. Fernando, que de bom, somente o gol e isso salva a sua atuação.
Com as substituições, obviamente, o Time não se organizou e passou jogar a bola para área meio na base do desespero, até que em uma falta aos 38, cobrada pelo Marcinho, Igor Rabello, de cabeça, deu a vantagem parcial e que ao fim proporcionou a vitória e a classificação. Sem esquecer que o Pimpão perdeu a chance de aliviar um pouco o sofrimento ao perder o que seria o quarto gol.
Obviamente não se discute uma vitória em um clássico, ela muitas vezes transforma um Time, mas a atuação da Equipe, individualmente e coletivamente deixou muito a desejar, perante um adversário também limitado, falta muita coisa para o Time tornar-se minimamente competitivo; além disso, as substituições do técnico não contemplaram dar uma maior organização ao setor de meio campo e, na verdade, feitas mais na base do desespero. Talvez fosse melhor manter o Valencia a entrar com o Pachu.
Excelente resultado, mas, repito, não se pode deixar escondidos os muitos defeitos; agora é comemorar de forma comedida, pois a vitória em clássico veio, e trabalhar forte, muito forte; melhor corrigir os problemas com vitória do que com derrota.
São 14 jogos, 16 gols sofridos e 17 marcados…
SA!!!

Anônimo disse...

Concordei com todas suas notas, menos com a análise do Luis Fernando. Pra mim o melhor jogo ao lado do Moisés (lateral absurdamente bom). Deu trabalho o tempo todo, marcou, fez gol.
Marcos Vinicius como sempre horroroso. Não entendo tamanha moleza.
Brenner foi muito bem hoje. Fez gol. Correu muito, desceu pra fazer a função do Marcos Vinicius.
Rodrigo. Já vi varias partidas do Pachu e o acho simplesmente fraco demais. Nunca acerta nada
Abraços
Domingo venceremos
Renato

Rodrigo Federman disse...

Gernaldo, lance longo não quer dizer que não tenha sido um passe. Um passe longo então. E em minha opinião, eu discordo. Nesse elenco, eu tentaria (e já falei várias vezes) Marcelo e Carli.

Verdade, Tiago.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

na mesma moeda não...não quebramos o melhor jogador do time deles pra ganhar. No mais foi uma pelada de doer. Só assisto pq é o Botafogo. Abs Samuel

Sergio disse...

Pura cagada, ganhou, mas o time e medonho, aliás os dois são medonhos, dignos de time de pelada. Vou tentar dormir, mas acho que apesar da vitória terei pesadelos lembrando de Pachu, Marcelo volante, MV molenga, das falhas da zaga, da inoperância e omissão do Lindoso. Amigo, isso que é pesadelo.Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, concordo. E confesso que me preocupo com a euforia de muita gente. Acho que uma vitória e classificação deve ser comemorada mesmo. Contra um rival, em clássico, mais ainda. Da maneira que foi, ainda mais! Só que, como você bem alertou, é preciso também uma análise racional da situação. O time continua muito mal organizado e com seríssimas limitações técnicas no elenco.

Renato, achei o LF razoável. Ainda acho que ele sofre um pouco do mesmo mal do Marcos Vinicius: É meio morcego. Mas realmente os dois últimos jogos dele dão um pequeno alento.

Samuel, me referi unicamente ao resultado. Bola na rede. rs

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sergio, realmente....além do Carli ali no miolo, jogar com essa dupla de volantes (Marcelo Baiano e Ruindoso)....cara, me faz ter saudade de Fahel e Leo Silva! heheheh
Abs e SA!!!

jorgeFS disse...

Do jeito que as coisa estão, tô comemorando até números de escanteio a favor! Hoje tô no lucro, apesar do péssimo futebol jogado, vou dormir na paz, o bacalhau estava pensando que era Norueguês

Sergio disse...

Agora citando esses dois, terei pesadelos piores. Que sina. Pra quem viu Carlos Roberto, Ney Conceição, CA Santos, Luizinho, não vou nem falar de outros da meiuca, pois aí que eu não durmo mesmo. ABS e SB!

Rodrigo Federman disse...

Hahahaah! Jorge, o jeito é nos agarrarmos em qualquer coisa positiva que conseguirmos garimpar. rs

Sergio, realmente, esses dois volantes de hoje....se completam. O inútil e o desagradável! rs

Abs e SA!!!

Sergio disse...

Só faltou uma coisinha: esse garoto Marcinho se aprender a marcar tem futuro, pois bate bem na bola e cruza bem. Precisa melhorar muito na marcação e pensar mais pois em alguns momentos de precipita e faz burrice. Acho que tem potencial, nas precisa ser treinado corretamente.Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Sergio. Para isso, além de muito treino e instrução, precisa de um cara que também dê suporte ali pelo seu lado. Mas com Lindoso e Marcelo para ajudar a "proteger", coitado, está frito.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

O Marcinho até 2015 jogava de meia-atacante, ou seja, precisa ainda aprender muita coisa e precisa estar disposto para tal e encontrar quem esteja disposto a ensinar.
No jogo contra o Vasco, no fim de semana, ele também fez um bom cruzamento para o gol do Brenner.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, sim. E para mim, hoje ele está longe de ser o nosso maior problema. Antes da lateral direita, precisamos consertar a dupla de zaga, volantes e até mesmo apoiadores. Se focarem apenas no Marcinho, não poderão reclamar quando o possante Arnaldo voltar.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Se vencermos a Taça Rio, enfrentaremos o próprio Vasco, 3º colocado na classificação geral, na semifinal da fase final. E com a vantagem do empate.
Se não vencermos, se o campeão não for o Flamengo, enfrentaremos o mesmo Flamengo na semifinal da fase final, dessa vez sem a vantagem do empate.
Se o Flamengo vencer a Taça Rio, vai direto para a decisão, abrindo vaga para o Boavista, 5º colocado, disputar uma outra semifinal para determinar quem vai para a decisão com o Flamengo.
Deste modo, nessa semifinal o Fluminense enfrentará o Boavista e o BOTAFOGO o Vasco.

Show de regulamento, de organização do Campeonato Carioca. Acho que é isso!
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, gol da Alemanha!
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, depois da decisão periga descobrirem que o vencedor, na verdade, foi vice.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hahahaha. Marcio, é rir para não chorar, cara.
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Bem, jogamos mal e ganhamos. O que vale são os 3 pontos e ponto final.
O campeonato é fraco, temos que beliscar esse negócio. Seria um ânimo para a torcida e para o time, afinal não temos chance de qualquer outro título em 2018.
Mas, quando lembro que a série A está se aproximando, tenho arrepios.

VinnyMarques disse...

Se os framengu forem campeões da TR, eles não entram no quadrangular, não é isso? Fica do segundo ao quinto, não? Enfim... Escroto esse regulamento. Quanto ao nosso time, Marcelo, Lindoso, e essa zaga que não sai do chão, estão me dando nos nervos! Eu tentaria 3 zagueiros, com Carli na zaga com o Rabello, e o Marcelo ou o Matheus (quando voltar), mais à frente.
Parece que Valência e Renatinho jogam pelo mesmo lado, certo? Meu at que seria Valência e Kieza (Aguirre). Não conseguiremos resolver na frente levando 2 gols por jogo.. Aí é foda...

Eduardo Samico disse...

Pachu deve treinar bem pra chuchu. Só isso explica.
E não tenho mais paciência para a omissão do M. Vinicius, para a canastrice do Lindoso -que finge que joga enquanto se esconde- e esse Marcelo Baiano, é um traste.
Gostei do Moisés. Longe, muito longe de ser um Marinho Chagas ou um Rodrigues Neto, foi uma boa contratação.
Que pelada, amigos, que pelada.
Valeu por termos vencido, valeu pela luta, pela garra. Mas que show de horrores.
Bom dia a todos.

Lorismario disse...

Rodrigo. Fiquei entre o Moises e o Rabello como melhor. Como o Rabello deu o passe para o Luiz Fernando empatar e fez o gol da vitória, fiquei com o Rabello como melhor. Diferença entre os dois, como se diz aqui em Goiás, por "um beicinho de pulga" para o Rabello. OBS. Você não acha a nota do bunda de elefante, vulgo Ruindoso, com a nota muito alta? Uma nota 1.0 estaria de bom tamanho. É a improdução em pessoa. E é metido a ficar orientando o time indicando a jogada, sendo que ele mesmo só toca de lado ou devolve a bola para o Marcelo Benevenuto ou para o Rabello. Loris

PAULO FERNANDO disse...

Péssimos times mas um jogo divertido, com emoção. No que me interessa, o Botafogo valeu pela garra daquele que tem sido nosso pior problema na zaga, o Rabelo. Foi dele o bom passe para o segundo gol e o gol da vitória, além de algumas roubadas fundamentais dentro da área. Nada disso tira algumas mancadas como a falta aos 40' da segunda etapa bem na diagonal da nossa área, defeito já visto em outros jogos. Enfim a zaga é nosso pior problema, ao contrário do ano passado que era nosso menor. O que mudou? Eu insisto que a cobertura, a dobra na marcação das laterais e da meia área é o ponto fraco. Alguém tem que fazer a função que ano passado era do Bruno Silva e do Pimpão, só que sem ser 100% marcadores como no time do Jair Ventura. Já pelo meio o Lindoso não é o cara. Precisamos de um outro Airton, um cara mais firme, mais xerifão. Do meio pra frente o problema é de energia: pouca em um e excesso do outro. O Marcos Vinicius não pode jogar mais futebol, falta ar pra ele. O Valencia parece um fio desencapado. Joga 90% com os pés e 10% com a cabeça. de vez em quando tem um rompante, mas é coisa rara...ontem teve no primeiro gol. Uma boa noticia é que apesar da fraca cobertura nas laterais ambos são infinitamente melhores que os horríveis Arnaldo e Gilson. O Moisés ganha muito na questão física, é forte e é uma boa surpresa. O Marcinho precisa melhorar sim na defesa, mas existe "voda" na lateral direita com ele. No mais espero muito a possibilidade de jogo e futuras opções do Renatinho, Matheus Fernandes e Leandrinho que pelo visto alugou por temporada uma sala no DM...

Rodrigo Federman disse...

Possa crer, Abel.

Vinny, eu nem sei por onde joga o Renatinho, afinal, mal chegou e já foi descansar no DM. Hehehe

Fecho total contigo, Eduardo.

Loris, apesar do gol salvador, eu achei o Rabello mal. Para variar, sempre uma falha capital por jogo. Já o Ruindoso, bom, para esse eu nem tenho mais palavras. É um embuste de marca maior.

Boa, Paulo. Acho que é bem por aí mesmo.

Abs e SA!!!

Maria Cecilia disse...

Comemorar sim, empolgar não. O Botafogo está horroroso. O nosso meio de campo não cria nada! Duas bolas paradas e uma assistência de zagueiro. MV, Lindoso e Marcelo Baian não podem formar um meio campo. SOCORRO!

Rodrigo Federman disse...

Maria, estou contigo. Um meio de campo com esses três....juntos, é dose!
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não sou favorável a julgar um jogador em poucos jogos, sempre faço a opção por uma observação mais prolongada; entretanto, esse Marcelo baiano está parecendo ser muito ruim e não por questão física e/ou de falta de ritmo. Se o elemento está fora de suas melhores condições, o correto seria ao menos posicionar-se e movimentar-se corretamente à frente da área, já que é volante, e assim economizar energia. Nem isso; não fez uma única cobertura, não impediu triangulações à frente da área... Uma lástima.
Penso que o jogador, qualquer um, primeiro deve cumprir as suas obrigações primárias, se houver possibilidade e capacidade, se aventurar em outras.

Sobre os contundidos, devem estar fazendo uma espécie de Residência Médica... Penso que o Leandrinho poderá, talvez, ser uma opção viável no meio campo. Quem sabe?

Ontem, mais uma vez o jogo me deu a quase certeza de que "não temos" jogadores de meio campo. O setor é um verdadeiro deserto.
O Valencia, depois que saiu da armação de jogo e foi jogar na esquerda, melhorou o seu rendimento, mesmo longe do ideal, seus melhores momentos são quando está mais próximo da área, com mais liberdade para definir as jogadas. A mesma sensação o Renatinho me passou, mesmo que em pouco tempo.
O Luis Fernando, embora não tenha gostado muito de sua atuação, também não me parece ter a mínima condição de ser o jogador da organização. De bom a movimentação perfeita no lance em que fez o gol.

Para terminar, creio que montaram o elenco sem pensar que as peças precisam se conectar para o jogo fluir de forma aceitável, as oportunidades foram surgindo e contrataram.
Agora é esse sufoco para equilibrar o Time em campo; aliás, esse é um defeito antigo do BOTAFOGO.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Marcio. Concordo que ainda é pouco tempo, mas nessas oportunidades (e ontem foram 90 minutos), esse Marcelo Baiano pareceu der lento, sem qualquer habilidade e técnica. Por enquanto, está dando razão para quem achou estranho não ter vingado no fraquíssimo futebol israelense.
Abs e SA!!!