segunda-feira, 9 de abril de 2018

Mais do que merecido




Quem conseguiu dormir?

Eu não!

E, ainda comemorando o título, confesso ter ficado muito mais emocionado ao ler/ver o relato do Jefferson após o jogo:

"- Quero honrar a todos vocês, agradecer pelo respeito que tiveram por mim e por essa camisa. Botafogo é paixão e vocês sempre demonstraram isso dentro de campo. Quero agradecer ao Gatito, ao Carli, ao João Paulo, ao Lindoso… Todos sabem que esse é meu último ano como profissional, envolve muitas coisas, família… Disse que queria encerrar minha carreira com o título, e vocês me presentearam com isso. Quero agradecer a vocês por isso. É claro que tem muito a acontecer esse ano, mas vocês fazem parte dessa história".

Valeu, Botafogo!

E valeu muito, Jefferson! O ano ainda não acabou, mas você merecia terminar a sua carreira no GLORIOSO com um título!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

40 comentários:

Gernaldo Silva disse...

Muito feliz... É impressionante a força de resiliência que esse clube possui. Apesar de diretorias incompetentes, imprensa fazer de tudo para diminuir o clube e até mesmos torcedores alienados pela midia comprar em certos momentos a ideia de apequenamento do Botafogo, este é um GIGANTE e sempre será! Afinal, tanta porrada e ainda continua de pé... Fico imaginando como seria se este clube GIGANTE tivesse tido algumas diretorias sérias (exceção Bebeto) ao longo dos últimos anos. Queiram ou não...O Botafogo sempre será gigante.

Saudações Gloriosas

Anônimo disse...

Bom dia Rodrigo. Sou botafoguense há apenas 11 anos, e pra mim essa foi a final mais emocionante que eu assisti do Botafogo. Fui as lagrimas quando o Carli fez o gol, pois eu já tinha jogado a toalha. Depois que o Gatito defendeu o último penalti, eu comemorei demais. Se não for assim, não é Botafogo. A final de ontem fez valer mais uma vez o significado dessa frase.
Sds,

Mário.

Rodrigo Federman disse...

Gernaldo, só discordo da crítica e palavra usada para quem acha que o Botafogo tem se apequenado. E discordo porque não me julgo alienado, reconheço o tamanho e história do clube, mas sou dos que pensam que o clube tem de apequenado sim nos últimos anos. Principalmente na mentalidade. E aí, eu que critico (sem adjetivos) os torcedores que comemoram campanhas medíocres ou fazem festa em quartas de final de Libertadores. Se é grande (e eu acho que é), tem que pensar e só comemorar títulos.

Boa, Mário. Você ainda vai se emocionar muitas outras vezes.

Abs e SA!!!

PAULO FERNANDO disse...

Final regada de muitas emoções GIGANTESCAS. Começou pela falta gigantesca que nos faz o JOÃO PAULO e o pacto do time pelo título em homenagem a ele. Emoção pela forma como foi conquistado com toques de crueldade com o adversário que tomou do próprio veneno. Emoção pelo gol ter sido feito pelo xerife, aquele que representa a garra e vontade de vencer e que nos últimos 10 minutos do jogo se lançou para o ataque e de lá não saiu de tanta vontade de decidir. CARLI um gigante que conquistou seu PRIMEIRO título na carreira de jogador (olha só isso!). Emoção por ser o último ano do nosso gigante JEFFERSON, herói de tantos jogos com essa camisa e que deixa como legado outro gigante GATITO. Emoção por ter sido um título de estréia do ALBERTO VALENTIM como técnico depois de assumir um time em crise. Emoção também por ter sido após o falecimento de outro gigante Botafoguense, Presidente BEBETO DE FREITAS. Finalmente emoção por essa torcida que apesar de tudo e todos, das tentativas de diminuir nosso clube, das "pauladas" que toma, dos deboches recebidos, se levanta como uma gigante na cidade em crise. PARABÉNS BOTAFOGO, nosso GIGANTE!

Rodrigo Federman disse...

Sensacional, Paulo. Disse tudo, amigo!
Abs e SA!!!

Gernaldo Silva disse...

Bom, confesso que o adjetivo não foi direcionado a vossa pessoa, até pelo fato de que na maioria das opiniões, ser contrário a grande imprensa. Mas, se entendeu como direcionado a si, me faz compreender que assume o posicionamento. Reitero na discordância de que nunca seremos pequenos/médios.

Outra coisa: Quem disse que é proibido comemorar? Ninguém, Portanto, não vejo problema algum comemorar gol, vitória, classificação, título etc. Não vejo isso como pensamento pequeno, o amigo mesmo disse em dado momento que se o Clube não caísse em 2018 já seria uma vitória ( isso não seria pensamento pequeno?)

E que fique claro que os problemas existem e sempre existirão enquanto tivermos um elenco fraco, uma diretoria omissa. Porém o clube sempre será GIGANTE e com uma boa administração tem potencial para vencer muito!!!

Saudações Gloriosas

Leone Gomes disse...

O Botafogo atual não enche os olho com bom futebol, mas temos em campo jogadores que respeitam a nossa camisa, e isso no atual cenário futebolistico é raridade, Jefferson, Carli, João Paulo entre outros são jogadores que sabem reconhecer o peso da nossa camisa e a respeitam independente de salário, títulos e etc.
Jefferson pra mim já é ídolo e o Carli e o João Paulo tem tudo para seguir o mesmo caminho entrando pra nossa história!
Orgulho em ser botafoguense.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não me lembro, vou procurar depois ou os mais veteranos poderão ajudar, do BOTAFOGO ter conquistado algum título com a CAMISA branca.
Quanto ao elenco, se discute qualidade técnica aqui e acolá, mas uma coisa que é cristalina para quem está fora é a sensação de união do grupo; e se isso é importante em equipes qualificadas, em uma como a do BOTAFOGO é mais importante.
E não digo em união fora de campo, frequentar casa de A, B ou C e sim de espirito coletivo a partir da porta de entrada do clube. Os desafios serão maiores daqui para frente, mas melhor enfrentá-los com uma conquista do que sem ela.
E o Mufarrej? Penso que alí, na hora de levantar a taça, é lugar de quem trabalha diretamente no futebol, dirigentes deveriam se resguardar.
Vamos que vamos, sabendo das limitações, mas com audácia.
SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Caro Genaldo, nossa preocupação é justamente que o Botafogo não se apequené. Criticar a mentalidade atual dos nossos dirigentes e de jogadores medíocres faz parte para não virarmos timediatamente pequeno.

Rodrigo Federman disse...

Gernaldo, sempre comentei que acho que a mentalidade do Botafogo tem se "apequenado", mas se diz que não foi direcionada, ok, acredito. Mas também existe diferença em ser realista (sabendo que a não queda seria o cenário mais propício, mas sempre levando em conta e deixando claro que só títulos importam) à comemorar e exaltar campanhas médias como se fossem os tais titulos. Mas ok.

Leone, o Carli, hoje, para mim, já é.

Hahaha. É, Marcio. O NM teve ali o seu momento (um pouco mais comedido e humilde, é verdade) de MA. Rs

Abs e SA!!!

Gernaldo Silva disse...

Quanto a mentalidade pequena, concordo. Mas acho que são as pessoas que gerem o clube que está se apequenando. Porém, discordo veemente quando alguém diz que o Botafogo está se tornando clube pequeno...pior ainda quando vem de torcedor.

Saudações Gloriosas

jorgeFS disse...

Eu não! Felizmente AV ouviu e enxergou o óbvio, trazendo o Carli por por um pouco de ordem na defesa, e isso deu cara um pouco mais aceitável, hoje minha ressaca está sendo uma ressaca BOOOOOA. Que mais surpresas iguais a essa ocorram muito mais vezes.

Enéias Teles Borges disse...

O Paulo Fernando escreveu um texto maravilhoso. Resumiu tudo o que representou este título. O simbolismo por trás dele é impressionante e para a reflexão. Mais: usando camisa branca! Com este técnico que se emociona à beira do gramado, com jogadores da base, com veteranos que honram nossa estrela, jamais estaremos entre os piores.

SA

Rodrigo Federman disse...

Isso, Ricardo.

Gernaldo, ok, pensamos diferente. Eu já acho bom que venha de torcedor que pense assim, pois se de fato for, é o único capaz de exigir e cobrar mudanças daqueles que não saem da mesmice dentro do clube.

Jorge, graças a torcida que praticamente escalou o Carli de volta.

É verdade, Enéias.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Manter vigilância constante é a certeza de podermos evitar que coloquem o BOTAFOGO em um lugar imerecido.
Temos um exemplo que pode nos fazer sempre atentos, mesmo sem comparar os clubes, já que cada um tem a sua própria identidade; esse clube é o América. Até os anos 80, conseguia se manter firme nas disputas, inclusive sendo o terceiro colocado no brasileirão de 1986 e, sendo rebaixado na marra, com a criação da Copa União.
América que teve jogadores como Canário (primeiro brasileiro a conquistar a Liga dos Campeões da Europa, pelo Real Madrid), Donato ( jogou no Vasco e fez sucesso no La Coruña), Belfort Duarte (Responsável por trazer o primeiro clube estrangeiro para o Brasil e quem traduziu a regra do futebol do inglês para o português, além de pregar o respeito máximo ao adversário, o que "proporcionou" a criação de um prêmio com o seu nome. Até denunciar uma penalidade que cometeu e o árbitro não viu, fez).
Teve também o Djalma Dias, Mauricio ( autor do nosso gol em 1989), Edu (irmão do Zico), entre outros.
E também teve, principalmente, conquistas, 7 cariocas, uma torneio dos campeões em 1982, Taça Guanabara, Taça rio...
Isso significa que o passado serve para fortalecer um trabalho no presente e pavimentação do futuro, mas ele sozinho apenas é história.
Que o BOTAFOGO saiba retirar exemplos dos muitos positivos que existem por aí e também dos negativos, pois estes servem para o que não se deve fazer.
O América não é o BOTAFOGO; o BOTAFOGO não é o América, apenas que este clube também tem história e as circunstâncias jogaram-no no limbo do futebol.
SA!!!

Marcio disse...

Mufarrej:

"- O Botafogo pensa em reforço todo dia (...) A posição do João Paulo é uma que nós precisamos. Temos o Marcelo, que jogou bem. Essa parte de contratação entrego muito à comissão técnica. Precisamos de volante e estamos vendo, mas é difícil. Não é fácil encontrar um jogador, mas estamos buscando."

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/titulo-rende-r-35-milhoes-e-mufarrej-garante-botafogo-atento-para-contratacoes.ghtml

Será que ele falou do Marcelo do Real Madrid, no jogo contra o A. de Madrid?
Porque esse do BOTAFOGO, que joga no meio campo, tem se mostrado um jogador péssimo; claro que ele não vai dizer que o jogador é ruim, mas não duvido que ache realmente que o cara foi bem no jogo.
A minha preocupação é esta, começarem a achar que o elenco é mais do que realmente é.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, total de acordo com seu primeiro comentário. Sobre as palavras do presidente a respeito do volante Marcelo, quero acreditar que foi apenas para não queimar o cara. Ele não pode realmente ter achado que o Marcelo jogou bem. Até porque, desde que chegou, esse volante mostrou ser muito, muito ruim.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,durante a GO CUP conversei várias vezes com o pessoal das escolinhas alvinegras.Certo dia,dando uma volta,fiquei vendo um treinador de goleiros alvinegro treinando um Sub_10.Com a camisa alvinegra e boné ele logo me identificou como torcedor e batemos um rápido papo.Ele falou-me sobre uma figura importantíssima,que não faz gols,mas ajuda a evitá-los,o treinador FT.
Elogiou a seriedade,o trabalho incessante e a discrição do nosso treinador de goleiros.Quando pode,aparece nas escolinhas e dá dicas aos jovens treinadores.Segundo ele,vendo que o JEFFERSON,depois da cirurgia tinha dificuldades com o lado esquerdo,passou a treiná-lo para usar,sempre que possível,o braço direito nas espalmadas.Ainda comentou que nas últimas partidas em que atuou,ele estava mais seguro e usou a direita para espalmar algumas bolas difíceis.
Finalizou dizendo que o FT está apostando muitas fichas em um jovem da base,que deverá ser o reserva imediato do GATITO,quando o JEFFERSON parar.
Acredito que a diretoria do clube poderia,em reconhecimento aos serviços prestados por ele,fazer no final do ano,um jogo de despedida,pois serviu ao clube de maneira digna durante vários anos,sem sair pela porta dos fundos,como alguns enganadores de torcida.
Sou insuspeito em sugerir a homenagem,pois o amigo sabe que nunca o achei um goleiro TOP de linha,mas tento ser justo e ele é merecedor dessa homenagem por tudo que fez pelo clube.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Jota, tenho certeza de que o Jeff será merecidamente elogiado no final do ano. É merecedor demais.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Caro Rodrigo. Ouvi ontem esta fala do Jeff mas vendo escrita é diferente. Que hombridade deste goleiraço que reconheceu estar na hora de parar. Ainda bem que vai parar no nosso eterno Botafogo. São poucos os que como Jeff, reconhecem o que o Gatito fez. Parabéns Jeffr. Quero também deixar meus parabéns para mais duas pessoas, e não que todos não mereçam, mas o autor do texto que diz torcer pelo Botafogo faz 112 anos e paras o Paulo Fernando que escreveu um texto fantástico. Parabéns meu caro Botafoguense. Loris, botafoguense desde 1954.

Rodrigo Federman disse...

Isso mesmo, Loris. Faço das suas, as minhas palavras.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Corrigindo... diz torcer pelo Botafogo faz 11 anos...

Marcio disse...

Duas notícias:
A primeira é que O BOTAFOGO e o Gatito Fernández acertaram a renovação de contrato por mais três anos; a segunda é que o Arnaldo será emprestado para o Ceará.
Duas coisas chamam a atenção nessas notícias, a primeira dando conta de que a diretoria queria negociar o Fernández, quando a volta do Jéfferson estava confirmada, e mudou de opinião por não ter encontrado quem aceitasse pagar o que o CLUBE desejava; a segunda é que o Arnaldo é o terceiro na fila da lateral direita, atrás, inclusive do Luis Ricardo.
Bem, Equipe alguma tem resultados favoráveis se não tiver goleiros confiáveis, as defesas do Fernández, na Libertadores e agora no Carioca, compensam e muito o custo de sua manutenção; quanto ao Arnaldo, não sou contra a sua saída, bem como sou contra a permanência do L. Ricardo, embora saiba que não se dispensa um jogador sem arcar com as consequências financeiras.

https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2018/04/09/botafogo-renova-com-gatito-por-3-anos-arnaldo-vai-para-ceara.htm
SA!!!

Daniel Cananea disse...

https://www.fogaonet.com/noticia-em-destaque/lateral-arnaldo-acerta-saida-do-botafogo-e-e-o-novo-reforco-do-ceara/

https://www.fogaonet.com/noticia/gatito-comemora-renovacao-espero-colocar-estrela-solitaria-sempre-la-em-cima/

BOTAFOGO campeão, Gatito renovou até o fim de 2021, e Arnaldo emprestado ao Ceará. É muita notícia boa!!!!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Loris.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio e Daniel, essas notícias já estão programadas para discutirmos no post de amanhã! Valeu!
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

É a primeira vez que vejo o Botafogo campeão carioca sem ter feito uma grande campanha, e que se dane, já o vi perder vários títulos com melhor campanha e times superiores. Ontem foi fantástico. Aquele gol do Carli calou a arrogância de todos dos adversários.
Quanto ao Jeferson, pela qualidade, pelo amor e dedicação ao Botafogo, mereceu esse yítulo e mereceria muitos outros títulos, mas o futebol é sem lógica. Um dos maiores jogadores do Botafogo, craque dos maiores do futebol brasileiro, botafoguense apaixonado, não conquistou um título sequer para o Botafogo, e no entanto está na galeria dos imortais alvinegros: Heleno de Freitas. Veja que clube diferente, respeita o carque apesar de não ter ganho nenhum título.
Semana passada após o jogo alguém fez um comentário que a camisa do Botafogo tinha menos peso que dos outros 3 rivais do Rio. Acho que quem escreveu isso, e sinceramente não me lembro quem foi, deveria repensar, pois a camisa do Botafogo pesa toneladas. Por mais que estejamos por baixo essa camisa tem que ser respeitada.
Parece que o Vasco é especialista em quebrar jogadores do Botafogo. Coronel era especialista em caçar o Garrincha, verdadeiro carniceiro. Fontana quebrou o Jairzinho. Em 71 novamente o Furacão foi vítima de outro jogador do Vasco: Moisés. Estava no Maraca e o que o moisés fez foi um dos atos mais covardes que presenciei. Depois de fazer uma falta violenta no Jairzinho, deu dois passos para trás e quebrou a pena dele, e o juiz nada fez. Na minha opinião perdemos o título de 71 ali, pois o Furacão estava numa forma esplendorosa e o seu substituto, Nílson Dias era um garoto, ainda não tinha a mesma força do craque. Bom dos contundidos recentes não preciso comentar.
Para finalizar: esse t´titulo deve ser muito, mas muito comemorado e ficar na história do clube como um dos mais empolgantes, mas não nos iludamos, o time é fraco, precisa de reforços e muito trabalho. Tomara que essa grana que entrou com a conquista do título possa ser usada para reforçar o time. Uma coisa ficou clara: Gílson, Marcelo nem para reserva servem. O Pimpão tá numa fase medonha, mas ainda tem o meu respeito, pois fez muito pelo time ano passado, assim como o Lindoso, que para compor elenco dá para o gasto. Tomara que o que a diretoria falou em ter "disponibilidade para contratações" seja verdade.
O BOTAFOGO NÃO É GRANDE, É GIGANTE. Abs e SB!

J. Daniel disse...

Podem chamar o Botafogo do que quiserem. O que importa para nós botafoguenses de coração: somos Campeões Cariocas de 2018, mesmo não ganhando nenhum dos turnos disputados, para insatisfação dos Fla/flus. O que interessa é o título e 3,5 milhões na conta do alvinegro. Saudações Alvinegras!!!

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, comentário perfeito. Excelente. Concordo integralmente, da primeira à última letra, amigo.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

J.Daniel, isso aí!
Abs e SA!!!

Marcio disse...

É bom deixar claro que o campeão do ano passado também não venceu turno algum.
O problema não é achar o regulamento esdrúxulo, o problema é somente falar depois da derrota e, mais ainda, esquecendo que bom ou ruim, foi aprovado pela maioria.
Se a imprensa fosse para as entrevistas com o intuito do bom questionamento e não como se fosse para ouvir um comunicado oficial, lembraria aos que reclamam com ar de injustiçados que todos são partícipes.
O combinado não está caro.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Certeza de que se o campeão desse ano fosse outro clube, os comentários da imprensa seriam diferentes.
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Jean, ex-vasco vem aí... E aí, o que acham?

Fatos disse...

Minhas boas vindas ao Jean, volante do Corinthians, ex-Vasco, que chega por empréstimo até Dezembro. Líder em desarmes do ultimo Brasileirão.
Mas que este atleta não seja o jogador substituto do JP, são de características diferentes!
Precisamos tbm de um atacante de lado que faça gols também, que não apenas marque como o Pimpão ou apenas alce bolas na área, como Valencia.

Abel Santos disse...

O Botafogo precisava desse título. Foi importante para a retomada do clube rumo a um lugar de respeito e dignidade.
Mas não significa que estamos preparados para a série A... precisamos de reforços urgentemente.

Campeonato Estadual é sempre assim: Quem perde diz que não vale nada... quem ganha comemora como um título muito importante.
A mulambada diz agora que não é nada... mas no ano passado colocou a facas entre o dentes para ganhar do Fluminense e festejar. Agora estão chorando...

Os campeonatos estaduais têm mas de 100 anos de história. Estão enfraquecidos pela má gestão do futebol brasileiro. Só mentes estúpidas pensam em acabar com eles.
Chamam de paulistinha... veja lá a confusão entre Palmeira e Corinthians...
Chamam de Carioquinha... 62.000 no Maracanã... maior público do ano...
Veja a festa do Cruzeiro e Grêmio...

Rodrigo Federman disse...

Vinny, darei meu pitaco no post de amanhã.

Fatos, ok. Eu falarei sobre isso amanhã. Adianto que não me empolguei.

Sim, Abel. Vencer títulos é sempre importante.

Abs e SA!!!

Guga Vide disse...

Agora que a poeira está baixando e hora desse blog iniciar uma investigação sobre a barracao do Carli. Os jogadores não queriam, os dirigentes interviram e a torcida gritou. Carli voltou mas depois de termos perdido partidas ganhas. O mistério continua mas merece esclarecimento para que não aconteça novamente.

Rodrigo Federman disse...

Guga, na época eu não consegui entender. Aliás, ninguém, né? Mas deixa assim...ele voltou em tempo. Está ótimo. Hehehe
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Posso estar enganado, mas entre erros, acertos e as muitas limitações, essa Equipe do BOTAFOGO passa a sensação de querer vencer, a do técnico anterior, o penúltimo, para ser mais preciso, parecia empregar força para somente não perder.
Aquele discurso do "Você já escalou o Everest?", creio ser uma boa demonstração, pois neste elenco, Valentim, Carli e muitos outros conquistaram o primeiro título... Poderiam alegar não ter obrigação porque jamais ganharam algum.
Reconhecer a realidade não pode ou deveria anular a vontade de fazer história.
O Valentim vai acertar e vai errar muito ainda, mas a sua postura inquieta me agrada; nesse pouco tempo ele fez muitas modificações, forçadas, não forçadas e jamais ficou naquela conversa de "reinventar", "elenco curto" e outras coisas mais.
Guardadas as devidas proporções, essa conquista me lembrou a de 1989, que o Espinosa já declarou que ao chegar ao BOTAFOGO ninguém acreditava ser possível, nem os jogadores, mas o Emil (Agradecimento eterno, Emil!) sempre acreditou; muitos elementos me dão a quase certeza absoluta de que, se não todos, alguns acreditaram que seria possível mudar o que estava quase que sacramentado naquela ultima volta do ponteiro.
Não querer perder é diferente, muito diferente de querer ganhar. Que esse espirito permaneça.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. E concordo tanto que amanhã falarei sobre isso, após ler um tweet depois do jogo de domingo.
Abs e SA!!!