sábado, 16 de junho de 2018

Mais dois anos















A "novela Carli" finalmente chegou ao fim.

E com o último capítulo agradando aos botafoguenses, afinal, depois de muito tempo - e prestes a poder assinar um pré-contrato com qualquer clube -, o zagueiro argentino renovou por mais dois anos com o GLORIOSO.

Considerando uma eminente saída do Rabello, é importante continuarmos com o Carli ali na zaga. É o xerife, líder (mesmo que a faixa de capitão esteja com o Lindoso) e experiente do setor.

Bola dentro da diretoria.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

24 comentários:

Marcio disse...

O tempo de contrato ficou de bom tamanho, resta saber o valor, que não pode ser muito elevado para que haja um bom equilibrio..
Creio que mesmo com essa renovação, já se pode pensar em um substituto para o argentino, já que ele poderá baixar de rendimento no final da próxima temporada.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Com certeza, Marcio. Mas temos o Marcelo para preparar e o Kanu e Helerson para observar.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Também concordo sobre o Carli.
Mas não entendo a dificuldade do Botafogo em renovar com jogadores importantes e ter facilidade em renovar com os medíocres, com aumento de salário, facilmente.
Acredito que os empresários criam falsos interesses de outros clubes para conseguirem vantagem.
Mas nem no Vasco isso acontece.
Ou seja, o Botafogo está parecendo uma feira na hora da chepa.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, jogo de intere$$e$.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Inevitável não comentar.
No Brasil os professores jogam a culpa da desorganização do Time na falta de jogadores.
A Islandia acaba de dar um show de organização tática; lembrando que por lá existem por volta de 100 jogadores profissionais.
Como sempre escrevo por aqui, é preciso saber e como executar um jogo entendendo as possibilidades que o elenco oferece.
Por isso eu não aceito que em um pais deste tamanho e com tantos jogadores, os dirigentes do BOTAFOGO aleguem não conseguir encontrar jogadores com a mínima capacidade e organizar de forma decente uma equipe.
SA!!!

Eziel Junior disse...

Pra a mim dupla de zaga apos a saída de Rabello fica yago e Carli... Ainda vejo Marcelo banco nesse time. Os jogos em que ele esta zaga não tem indo muito bem. Yago esta sobrando na disputa contra ele.

Abel Santos disse...

Enfim uma notícia boa. Seria tão bom nos ver livres das traqueiras e manter apenas jogadores que podem contribuir com o clube.

Rodrigo Federman disse...

Marcio, o segredo é não querer complicar ou "aparecer".

Eu não, Eziel. Discordo.

Seria mesmo, Abel. Infelizmente não é algo comum no Botafogo.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Sou da opinião que é preciso esperar mais jogos do Yago. pois não se pode determinar ou não a utilização der um jogador por causa de poucos jogos com boas ou más atuações.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Penso igual, Marcio.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Sem relação com o BOTAFOGO, mas:
Abel pediu demissão do Fluminense..
Como sempre falamos por aqui, o BOTAFOGO precisa aproveitar que alguns adversários no Rio passam por dificuldades grandes, inclusive institucionais, para ganhar terreno.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Isso aí, Marcio.
Abs e SA!!!

Marcos Antonio Oliveira disse...

Boa notícia essa renovação e pelo que foi divulgado no dia da confirmação da renovação, reajuste de 8% no salário. Mas não falaram nada a respeito de luvas, que naturalmente, consta nesta renovação.
Sobre uma possível futura zaga, com a eminente saída do Rabelo, Carli e Yago. Já vi alguns jogos do Yago bem consistentes e dos meninos Kanu e Helerson, ainda muito verdes e esse Kanu, adianto, dificilmente vinga.
SAN e ABS!

Rodrigo Federman disse...

Marcos, certamente deve ter ficado bem acima de 8% (somando as luvas). Mas, de fato, uma boa notícia.
Abs e SA!!!

J PRATTI disse...

Motivo de comemoração à renovacao do CARLI.
Estou otimista em relação a dupla que ele deverá formar com o Yago.
Observei o comentário sobre o Kanu e também nao me passou confiança o pouco que vi.
SDS.

Rodrigo Federman disse...

J.Pratti, eu ainda queria ver a dupla Carli e Marcelo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não podemos esquecer que quando o Carli esteve fora de combate na Libertadores 2017, nos confrontos contra o Colo-colo, o Marcelo foi muito bem.
Enfrentou o Paredes e não deu chances ao experiente centroavante chileno.
Jogou ainda mais uma partida de zagueiro e outra de lateral contra o Olimpia.
Não podemos desconsiderar que a zaga do BOTAFOGO é muito mal protegida, já que em 32 jogos sofreu 28 gols. Em apenas 8 jogos da temporada o BOTAFOGO não sofreu gols, 6 pelo carioca (4 vitórias e 2 empates) e 2 pelo brasileiro (duas vitórias).
Dos 32 jogos, Igor Rabello esteve presente em todas, Carli esteve em 16 partidas e o Marcelo em 17 partidas; Yago esteve em 3 partidas, sendo que em das atuou por 90 minutos.
A zaga com o Marcelo sofreu 22 gols, com o Carli sofreu 19 gols; aqui vale observar uma interseção de 2 gols sofridos, obviamente quando estiveram juntos, no jogo frente o Aparecidense.
Ou seja, se mesmo com a presença do Carli, considerado o melhor zagueiro e o mais experiente, a zaga foi "vulnerável", não se pode, inicialmente, acreditar que o Marcelo não pode ser titular, já que os dois têm números semelhantes de participações e gols sofridos.
Penso que, entre aspas, zaga boa é zaga bem protegida... O problema não é a zaga e isso me parece claro.
Não descarto a possibilidade do Yago ser ou estar melhor do que o Marcelo, mas é bom lembrar que o seu empréstimo terminará em dezembro de 2018.
Em 2019 fatalmente o BOTAFOGO precisará do Marcelo; assim, melhor que a comissão técnica proporcione a ele todas as condições de trabalhar e brigar pela posição.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, perfeita linha de raciocínio. Concordo em gênero, número e grau.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Correção:
Em 32 jogos o BOTAFOGO sofreu 38 gols e não 28, como escrevi.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Marcio.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, pesquisei esses números porque nos jogos que assisti na temporada vi um meio campo pouco combativo. Deste modo, em tese, se o meio campo fosse forte no combate e os números fossem os mesmos, a análise limitada à dupla de zaga indicaria a saída do I. Rabello do Time, já que esteve em todas as partidas.
É aquela história, não necessariamente quem erra é o maior culpado, já que quem se esconde do jogo jamais vai errar e ainda força os outros a aparecerem mais; se aparece mais, maior a chance de errar.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Claro, Marcio. Não é mera coincidência. Defesa sendo protegida por Lindoso...dá nisso.
Abs e SA!!!

Fabio Lucas disse...

Vida longa ao nosso Xerife Joel Carli

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Fábio.
Abs e SA!!!