segunda-feira, 16 de julho de 2018

Atacantes para atacar




Ainda não sabemos como o técnico Marcos Paquetá montará o Botafogo para enfrentar o Corinthians na quarta-feira, mas pelas suas palavras, dá a entender que o esquema tático pode ser diferente do que vinha sendo utilizado pelo Alberto Valentim:

"- Por muitas vezes jogar com dois extremos gera um desgaste muito grande. Pode observar que em todas as equipes que jogam dessa maneira esses jogadores são  muito sacrificados, assim como os volantes. O jogador não consegue manter o mesmo ritmo com tantos jogos em curto espaço de tempo".

Independente se ele mudará ou não o esquema, só espero que com o Paquetá no comando do time, atacante não tenha como primeira função, marcar lateral adversário. Se isso for diferente, já considerarei uma grande evolução tática em General Severiano.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

15 comentários:

Anônimo disse...

Botafogo tentará a contratação de Gabriel Jesus. Pois o que ele fez na copa está dentro dos padrões do que o clube espera de um atacante. Marcou muito bem e foi bem taticamente . Kkkkkkkk
É rir pra não chorar
Luiz

Rodrigo Federman disse...

Luiz, esse GJ também é bem fraquinho.
Abs e SA!!!

Enéias Teles Borges disse...

Você virou profeta Rodrigo? Parece que Neymar não será o melhor do mundo tão cedo. Ele ou Mbappe?

Marcio disse...

Esse negócio de exigir que atacantes sejam mais marcadores do que atacantes é quase uma insanidade; os jogadores mais avançados, que em tese são os mais habilidosos, descem tanto que quando chegam no campo adversário já estão no bagaço e por isso pouco resoilvem.
Dentro do meu parco conhecimento sobre futebol, mesmo reconhecendo que se deve evoluir em qualquer ramo de atividade, acredito que o futebol brasileiro se perdeu ao copiar o jogo europeu, seja na tática e/ou na escolha dos recursos humanos desde a base. Ao optarem pela força e não pela técnica, igualaram-se aos piores e tornaram todo e qualquer jogo equilibrado. Evoluir não significa abandonar as suas tradições.
Especificamente no caso do BOTAFOGO, antes de de exigir que atacantes retornem marcando, seria bom cobrar efetivamente de quem tem essa obrigação... O que faz o Lindoso enquanto marcador?
Não é possivel que com quatro na linha de defesa e mais dois volantes, sete no total, não seja possível fazer uma marcação minimamente razoável.
Espero que o Paquetá encontre o melhor esquema para os recursos humanos disponíveis, nem um esquema ofensivo-suicida e nem uma retranca sem ambição de vitórias.

Depois que ví vários comentaristas elogiando a participação do "centroavante" Giroud na copa... Misericórdia!
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Enéias, não é questão de ser profeta...é questão de analisar jogadores sem pachequismo.

Marcio, e pela Copa que vimos, parece ser tendência mundial. E só piora quando esses jogadores são fracos para qualquer uma das funções.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, é quase unanimidade, entre os "comentaristas" de que o talento não resolve e exemplificam com o Messi e o CR7; falam como se você colocasse um dos dois no arranca toco e somente por isso essa equipe se transformaria em uma potência.
Em que pese o Messi ter feito uma copa ridícula, a seleção da argentina é uma completa bagunça e Portugal é somente Portugal..
Como você sabe, sempre cito por aqui a NBA, no meu entendimento o basquete é o esporte mais tático, uma exigência gigantesca... O que quero dizer é que quem acompanhou a última temporada sabe muito bem que se não fosse pelo LeBron James os Cavs jamais chegariam à final.
Um jogador ruim em um time organizado melhorará a sua performance, mas não será decisivo, mas um jogador de qualidade superior em um time organizado alçará a equipe à patamares elevadíssimos.
Veja, por exemplo, o caso da seleção da cbf no jogo em que foi eliminada, sofreu um gol contra e outro em um lance onde o Fernandinho foi um completo arame liso, se faz a falta não sai o segundo gol... no segundo tempo, se tivesse em campo um Romário, Rivaldo ou Ronaldo, teriam virado aquele jogo. Bola rondando a área com um Romario em campo é pedir para levar gol. E isso não se relaciona com o fato de torcer ou não, é o que vimos esses caras fazerem por toda a carreira.
O que me irrita é que os comentaristas falam como se os europeus jamais tivessem sido organizados, o que sempre pesou favoravelmente ao futebol brasileiro atende pelo nome de imprevisibilidade.
Se formos buscar na história das copas, a seleção soviértica na copa de 1958 já adotava práticas para detecção de lesões, acompanhamento fisiológico, treinamentos específicos por posição, espiões para estudar as outras equipes, entre outras modernidades; só que não contavam com o efeito Garrincha; o Mané jogou o futebolmatemático para escanteio.
O futebol está demasiadamente matemático, até distância percorrida dos jogadores e velocidade atingida colocam; só que pode ocorrer daquele que menos distancia percorreu e menos pegou na bola ter decido um jogo ou campeonato.
Um jogador técnico pode e deve dar a sua contribuição defensiva, um mediano para fraco dificilmente vai contribuir decisivamente.na criação e conclusão das jogadas. O primeiro requisito é saber se um elemento tem capacidade técnica, os outros devem ser agregados.
SA!!!




Celso Ricardo disse...

Hoje,a seleção brasileira seria Dadá Maravilha mais 10...

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Estou de pleno acordo com tudo o que você comentou.

Celso, desde que ele ajudasse a marcar. rs

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo Lindoso é o 7º jogador que mais acerta passes.

" "Meus números sempre foram muito bons, minha característica principal é o passe, a inversão de jogo. Às vezes também consigo dar o último passe. Os treinadores que optam pela minha titularidade acredito que pensam nisso".

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/ao-vivo/reapresentacao-do-botafogo.ghtml?postId=73c4c917-e2cf-4913-ba5a-527f9f125b17

Esse é o problema da análise fria dos números.
Existe o jogador que não erra porque não arrisca, outros que erram muito porque escolhem a pior opção e outros que erram porque buscam o gol. Além disso, passe errado é diferente de ter um passe interceptado.
Prefiro um que erre quatro passes em dez, desde que entre os acertos, dois possibilitem chances reais de gol.
A Espanha trocou mais de mil passes no jogo frente a Rússia... Para rigorosamente nada.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, números que não dizem nada. São passes laterais de 2 metros ou para trás. Por conta dessas estatísticas e "atacantes táticos" que o futebol atual está pobre.
Abs e SA!!!

VinnyMarques disse...

Perfeito. É exatamente isso. Maldito futebol moderno...

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Vinny.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Sem relação com o BOTAFOGO,..
Mas uma prova de que a maré não está para peixe; até rato entrou em campo lá em São Januário.
SA!!!

Marcio disse...

Correção (atrasadíssima) do meu comentário em 16/7/18 às 11:48 AM.

...Não é possivel que com quatro na linha de defesa e mais dois volantes, SEIS no total, não seja possível fazer uma marcação minimamente razoável...

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Marcio.
Abs e SA!!!