quinta-feira, 29 de novembro de 2018

MP de olho




















Notícia retirada do site Lancenet:

"Ministério Público pede afastamento de dirigente do Botafogo do cargo.

Anderson Simões, vice-presidente de estádios, já havia sido afastado do cargo, mas retornou ainda no ano passado, logo após ter sido levado a depor coercitivamente". 

Trecho da reportagem lembra o motivo:

"Ele é investigado por destinar ingressos à Torcida Organizada Fúria Jovem, à época banida, e de forma irregular. O pedido de afastamento é baseado no Estatuto do Torcedor".

Vale lembrar também que no ano passado ele já havia sido afastado e logo depois voltou à função no clube, com anuência da diretoria botafoguense.

Bom, independente do veredito final, a imagem do cara já desgastou demais. Não faz o menor sentido mantê-lo no cargo.

Se for verdade então...
...aí o buraco fica mais embaixo ainda.

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

6 comentários:

Anônimo disse...

RODRIGO,essa pilantragem entre dirigentes e algumas torcidas não é de hoje.
Várias vezes fui ao Maraca e era abordado por gente de organizada oferecendo ingresso mais barato do que na bilheteria.Há o corruptor e o corrupto,que sabe ser ilegal,mas assim mesmo compra.
A maioria envolvida em corrupção está com o "buzanfan" na seringa,pois sabe que a partir de janeiro os corruptos terão que se preocupar e muito.
Chega de tanta bandalheira no país,inclusive no futebol.Espero que o MP abra bem os olhos para o nosso Fogão.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Sim, Jota. Eu espero que o presidente NM tenha pulso e nao conte mais com o referido citado a matéria.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
A questão não é ter pulso ou não, mas sim saber que todos estão com rabo preso.
Sabem que se puxar um fio...........

Rodrigo Federman disse...

É verdade, Ricardo. Tem isso.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

No ano passado o BOTAFOGO, em Nota Oficial, colocou-se à disposição dos poderes constituídos para colaborar e também ratificou ter total confiança no dirigente.
O fato é que no momento não há clima para que ele continuasse à frente do cargo, mesmo que o MP não tivesse pedido o seu afastamento.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, e logo depois se fingiu (o clube) de cego, surdo e mudo e manteve tudo como sempre foi! hehehe
Abs e SA!!!