quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Promovidos

















Jonathan, Wenderson, Rickson e Igor Cássio.

Os quatro jovens já foram informados e a partir de 2019 trabalharão com os profissionais do Botafogo.

Destes, conheço pouco do atacante Igor e do meio campista Wenderson. 

Em minha opinião, se é para ficar com Kieza absoluto, que o IC tenha o mínimo de chances, pois pior eu tenho certeza que não pode ser.

Já o Wenderson, em minha opinião, só precisa de mais corpo para jogar ali no setor do meio de campo. Tem talento com a bola nos pés, mas ainda é franzino. Espero que ganhe massa muscular na velocidade da luz e em tempo do Botafogo não renovar por mais um ano com Rodrigo Lindoso. Bola por bola, o jovem da base tem muito mais.

Quanto ao lateral esquerdo Jonathan, só li coisas boas. Levando em conta que a situação do Moisés ainda está indefinida e que o Gilson continuará, também não vejo motivos para o rapaz não ser testado.

Já o Rickson, realmente não tenho opinião e/ou maiores informações. 

O fato é que, nesse elenco limitadíssimo, até quem vem da base tem chance de brigar pela titularidade. Basta não haver "protecionismo" com alguns "medalhões" e nem a frescura de que precisa ganhar "experiência" apenas treinando e/ou sendo emprestado para clubes de quinta categoria.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

18 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Concordo.Difícil vai ser a preparação física do meio campista.
Não adiantará nada ter um CT de primeiro mundo e profissionais de terceira divisao

Rodrigo Federman disse...

Exatamente, Ricardo.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,dos citados,a meu ver o LE é o melhor.
Assisti algumas partidas desse rapaz e ele sempre foi bem.Apoia o ataque constantemente,tem boa velocidade,bom drible e cruza melhor do que as dragas que são titulares.
É claro que requer uma adaptação ao grupo titular,que deve ser feita por competentes,o que,infelizmente,não é o caso atual do ex glorioso.JOTA.

Marcio disse...

Como cansamos de escrever por aqui, se não for contratar um que resolva os problemas, que seja melhor do que os da casa, que coloquem os jovens para jogar.
Uma coisa me chamou a atenção no Post, Rodrigo; a "necessidade" do Wenderson ganhar massa muscular. Não sou especialista no assunto, deveria o CLUBE iniciar esse processo a partir do momento em que o jogador chega ao sub-20 e não após à chegada ao Time principal?
Voltando ao assunto, penso que a base não pode ser apenas uma alternativa para os momentos de crise, deve ser um objetivo constante do CLUBE formar os Times dentro de casa e ir ao mercado para contratar os diferentes e/ou os que a base não fornecer.
Embora reconheça que jogador jovem e que for bom de bola, rapidamente é levado pelos gigantes da Europa.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Jota. Eu realmente não conheço esse jovem lateral.

Com certeza, Marcio. É um trabalho que deveria vir lá de baixo, até mesmo para não se perder tempo quando esse jovem subir para os profissionais.

Abs e SA!!!

J Daniel disse...

Sou favorável à entrada dos jovens atletas de forma cautelosa, no time titular, para não correrem o risco de serem queimados, como já aconteceu com outros. Titular absoluto, nenhum dos citados tem condições no momento, mas testa-los durante o campeonato carioca, sem dúvida, pode ser a oportunidade para revelar bons jogadores. Prontos ainda não estão, com certeza absoluta. Vamos torcer para que os quatro possam integrar o elenco para 2019. Saudações Alvinegras!!!

Marcelo Botafogo disse...

Ta difícil mais ferrareis tá vindo ahe pra Ferrar de vez

Rodrigo Federman disse...

JDaniel, mas sim, precisam ser testados. E sem receio.

Marcelo, é refugo que o Inter não faz questão, reserva do São Paulo...2019 promete.

Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Caros amigos. Destes aí vi o Wenderson várias vezes. O Igor Cássio algumas vezes e os outros dois não vi ou não me chamaram a atenção. O Wenderson magro, com as pernas amarradas, seja lá como for é um jogador constante. Joga sempre bem. Quanto ao Igor, seguramente melhor que o Kieza é. Os outros dois vou esperar mas, sobre o Lateral é unanimidade que é bom jogador. E quem é bom não existe esta de se adaptar. Adaptar a que? Mesma cidade, mesmo clima, mesma torcida, mesma camisa, mesmo campo, mesma profissão, enfim quase tudo mesma. O Garrincha levou dois dias para se adaptar. O PC Lima chegou de volta da Colombia, entrou e não saiu mais. O Mendonça subiu da base e foi como se estivesse na base. Quero dizer com isto que "quem sabe sabe, quem não sabe bate palmas." Loris

Rodrigo Federman disse...

Loris, estou de pleno acordo. Concordo inteiramente.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Lembro que na época que quando da transferência do Tréllez para o São Paulo, falavam que ele ganharia 250 mil reais/mês...
Só para constar, o colombiano tem 28 anos, 219 jogos na carreira e, pasmem, míseros 48 gols.
Em 2018 ele fez 41 jogos e marcou 7 gols, média de 0,17 gol/jogo.

Mais uma vez eu não consigo entender o que se passa no departamento de futebol/inteligência, Sem dizer que o Brenner deveria permanecer, vale dizer que tem 24 anos, 127 jogos na carreira e 43 gols marcados; em 2018 tem 45 jogos e 10 gols.

A minha conclusão é que quem dispensa o Brenner não deveria pensar em contratar o Tréllez.
Obviamente que pode chegar, caso realmente seja contratado, e fazer os gols que jamais fez, só que a lógica...

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, isso tudo só me faz acreditar que o interesse maior dessa diretoria ao querer contratar Ferrareis e Trellez é fazer com que Lindoso e Kieza permaneçam eternos.
Abs e SA!!!

Marcelo Botafogo disse...

O mais interessante é esse rodízio da diretoria intercalando de um cargo para o outro dep futebol vai pro marketing o do marketing vai pro futebol e a sacanagem não tem fim...

Rodrigo Federman disse...

Sempre assim, Marcelo.
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Uma quadrilha. Simples assim...

Rodrigo Federman disse...

Sim, Celso.
Abs e SA!!!

Eduardo Samico disse...

Pegando uma carona no comentário do Loris, lembro que o Marcelo, que está a anos-luz de distância dos 3 craques mencionados, entrou fora de sua posição em jogos decisivos da LA e deu conta do recado.
Mal conheço Igor Cássio, Gorne ou Lucas Campos, mas entre qualquer um destes e Kieza, fico com a garotada.
O mesmo vale para Yuri ou Jonathan e o possante Gilson.
Abs

Rodrigo Federman disse...

Bem lembrado, Eduardo.
Abs e SA!!!