quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Na vaga do Rabello

















Notícia retirada do site Lancenet:

"Helerson pode repetir outro jovem zagueiro e se firmar no Botafogo.

Defensor de 21 anos atravessa uma trajetória similar a de Emerson Santos, com a possibilidade de brilhar em um ano após poucas oportunidades na temporada anterior".

Palavras do jovem defensor:

"- Os treinos estão sendo bem interessante, bons. Com essa brecha deixada pelo Rabello eu pretendo aproveitar bastante e jogar o máximo possível. Creio eu que tenho possibilidade de jogar, mas ainda não tem nada definido. Espero a oportunidade e se ela chegar estarei preparado".

Eu realmente conheço pouco do Helerson. Insuficiente para opinar se o cara é promissor ou não. Mas insisto: Não consigo entender a razão do Marcelo não ser testado na quarta-zaga. Ele pode ser improvisado na lateral direita e até de volante, mas ali, 3 metros a mais para esquerda do zagueiro central, não pode ter tanto mistério ou dificuldades.

Juro que não acredito nisso.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

32 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Acredito na tentativa de valorização do mesmo mesmo para possível venda ou entrega para outro clube.Com certeza há interferência de dirigentes e empresários na escalação do time.

Eziel Junior disse...

Talvez o helerson seja melhor... Lembrando que os dois já fizeram dupla de zaga na base...

Marcio disse...

Pois é, o Marcelo pode jogar improvisado de lateral e de volante e não pode receber oportunidades no lado esquerdo da zaga.
Como manter-se motivado quando apenas é tratado como um quebra-galho?
Falam tanto em aspectos motivacionais e procedem dessa forma?
Além disso, duvido que o Marcelo tenha resistência em mudar de lado...
Quanto ao Hélerson, sem julgar o seu futebol, me parece estranho sair como favorito na temporada, se na passada, quando o BOTAFOGO precisou de um zagueiro pelo lado esquerdo, escalou o Yago; derrota para o Grêmio no RS.
Aliás, o Yago que estava emprestado, jogou dos dois lados da zaga... Os da casa, "não podem"...
Se tivessem dado preferencia ao Helerson e ao Marcelo, hoje teriam mais certezas e opções.
Coisas do tal planejamento.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, mas não faz sentido, se tem o Marcelo também para ser valorizado (e mais experiente).

Eziel, acho difícil, pois não é possível que só tenham percebido isso agora. E mesmo os técnicos da base nunca falaram nada?

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, isso que me deixa preocupado: O cara está ali há muito tempo, sempre mostrou bom futebol, quebrou galhos e mesmo assim não parece ser devidamente reconhecido. Eterno quebra-galhos! rs
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Penso que o departamento de futebol não pode pensar somente na temporada vigente; tem de pavimentar o caminho para aquela que se aproxima.
Por isso que escrevo que prioritariamente os terceiros reservas devem ser jogadores da base.
Se no elenco fica vislumbrado que determinado jogador poderá ser o titular na próxima temporada, cabe ao clube encontrar uma maneira de prepará-lo da melhor forma, utilizando as competições oficiais.
Em um jogo com placar definido, por exemplo, não custa colocar esse jovem em campo quando faltar 10, 15 minutos.
As substituições em um jogo devem obedecer alguns critérios e entre estes, proporcionar oportunidades.
Se o Helerson apresenta potencial para ser o substituto do Rabello, deveria ter recebido oportunidades na temporada 2018... No entanto preferiram o Yago, emprestado.
Eu procuro logica e não encontro.
SA!!!




Marcio disse...

"O Plano de Metas do Botafogo para 2019 está traçado, e entre os principais estão um orçamento superior a R$ 250 milhões (R$ 251.683.492), que engloba receitas de R$ 77 milhões em vendas de atletas e R$ 16 milhões em patrocínios no uniforme..."

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/metas-do-botafogo-orcamento-de-r250-mi-r-77-mi-em-vendas-de-atletas-e-r-16-mi-de-patrocinios.ghtml

Meta de 77 milhões de rais em vendas de atletas... Conta outra!
E isso porque dizem que trabalham com a politica de pés no chão.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Calma, Marcio. Assunto já está no radar para amanhã. rs
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, os dirigentes do nosso BOTAFOGO proporcionam mais de um debate por dia.
De qualquer forma, esperarei o próximo Post, isso se não surgir uma "novidade".
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hahaha! Isso é pura verdade, Marcio. E na maioria das vezes, debates negativos, pessimistas e preocupantes. rs
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

77 milhões em venda de atletas? Temos ai 2 problemas:
1) A incapacidade da diretoria em privilegiar os jogadores da base, preferindo apostar em refugos de outros clubes, gerando poucas revelações aptas a gerar dinheiro.
2) A incapacidade da diretoria em vender seus atletas por um bom valor.
Se for levar em conta o histórico, a diretoria terá que vender no mínimo uns 6 jogadores para atingir a meta de 77 milhões.
AC

Rodrigo Federman disse...

AC, para não desviar do foco proposto no post, falarei sobre esse assunto na postagem de amanhã. Beleza?
Abs e SA!!!

RICARDO ROCHA disse...

E o Gabriel?

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Ricardo. Ainda tem o Gabriel, que imagino, será o titular. Só não entendo porque não está treinando logo entre os 11. Apesar de eu achar muita sacanagem com o Marcelo.
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Helerson ou Benevenuto, nada daquele molenga do Gabriel...

E outra, Emerson Santos?? No Palmeiras não jogou nada, no Inter bisonho, mais um jogador que, assim como o jovem Luís Henrique, preferiu o $ em detrimento a carreira.

Tomara que Helerson não tenha NADA dele.

Rodrigo Federman disse...

Fatos, gosto do Gabriel e do Emerson.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Verdade é que o Botafogo tem em sua melhor escola da base na quarta zaga, Dória,Rabelo e Glauber vem aí pedindo passagem, acredito que o Botafogo, tá na hora de efetivar o Marcelo na lateral na zaga é baixo nunca encheu os meus olhos.
Acompanho o Helerson desde da base;já digo sem medo de errar difícil perder a posição e o Glauber joga muito.
A base, goleiro Lucas,Glauber,Ênio,Rhuan,Caio Alexandre será futuro ativo do clube, logo.
Deixe esse comentário meu guardado e na frente é só observar esses nomes citados.
Botafogo hoje é quem está fabricando mais jogadores na base, será o caminho da recuperação do clube.

Mamá

Rodrigo Federman disse...

Mamá, eu gosto do Marcelo como zagueiro. E Acho válido manter o Marcinho na lateral.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

É um assunto batido; creio que um zagueiro não pode ter a estatura como condição para a sua utilização.
Respeito quem pensa assim, mas não concordo.
Se, por exemplo, a zaga do BOTAFOGO fosse Marquinhos e Thiago Silva, ambos com 1,83 m, seriam contestados?
O próprio Sérgio Ramos, considerado um dos melhores do mundo tem 1,84 m, não é um gigante.
Penso que existe zagueiro bom e zagueiro ruim; antes de pensar na estatura do Marcelo, 1,81 m, precisamos confirmar se tem qualidades ou não para jogar como zagueiro, eu acredito que pode e deve receber oportunidades.
Por outro lado, temos o Carli de excelente estatura, 1,91 m, e excelente nas jogadas aéreas, mas que tem dificuldades no combate direto, pois não é um jogador veloz.
O que torna uma zaga boa é a sua proteção.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Concordo contigo, Marcio. E sempre lembro do fenomenal Cannavaro, que para zagueiro sempre foi baixo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Bem lembrado, Rodrigo.
Eu procurei utilizar jogadores que atuam nesse chamado futebol moderno...
Agora, se voltarmos um pouco mais no tempo, sem sair da Itália, o que acha de um tal Franco Baresi e o seu 1,76 m?
SA!!!

Daniel Cananea disse...

https://globoesporte.globo.com/sc/futebol/campeonato-catarinense/jogo/17-01-2019/criciuma-figueirense.ghtml

Rodrigo Federman disse...

Exatamente, Marcio.

Valeu, Daniel.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Marcelo, muito bom jogador. Jovem mas muito promissor. Já mostrou que tem valor. Mais um que não cai nas graças desses malditos professores teóricos lateralizados jogo apoiado que nunca jogaram uma pelada na vida e só conhecem futebol de game tipo fifa soccer. Será emprestado pro Aracaju futebol clube pra ganhar experiência. Enquanto isso o lateralizado da vez morde um pedaço do salário do escolhido da vez (Helerson) como fazem os políticos com seus aspones. Simples assim. Nojentos esses professores de merda.
Jacob

Rodrigo Federman disse...

É uma pena, Pai. Mas verdade.
Abs e SA!!!

fabio lucas disse...

Acho que o Marcelo Benevenuto e bom aonde joga o Carli somente ali mas pra isso ele jogar teria que contrata um zagueiro que jogue pelo outro lado Luis Otavio do Ceara por exemplo.

Rodrigo Federman disse...

Eu respeitosamente discordo bastante das duas opiniões, Fabio.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Nossa revelações
Glauber (18 anos - 1,88m): Esse tem estatura para zagueiro, atuou com segurança e seriedade no setor defensivo.

Lucas Barros (19 anos - 1,80m): seja atacando ou defendendo, chamou a atenção do lado esquerdo e mostrou que pode ser um bom reforço para o time principal em breve.

Rhuan (18 anos - 1,70m): um dos líderes do elenco, o meia-atacante chamou a responsabilidade e ajudou a resolver quando necessário. Rhuan chegou a treinar com os profissionais em 2018, mas será mantido no sub-20 no início desta temporada. Deixou a Copinha com três gols e uma assistência.


Ênio (17 anos - 1,67m): mostrou potencial no campo ofensivo e foi uma boa surpresa do Botafogo no torneio. Saiu com um gol e duas assistências.

Mamá

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Mamá.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Renan Gorne:

"Desde que o Zé chegou ao clube não tive a oportunidade de conversar com ele. Eles tiveram a escolha deles. Estou feliz e muito motivado em poder jogar o Carioca. Agradeço muito ao Volta Redonda pela oportunidade..."

https://www.lance.com.br/futebol-nacional/volta-redonda-gorne-ressalta-motivacao-fala-sobre-botafogo-tiveram-escolha-deles.html

Quais premissas serviram de base para que se determinasse que o jogador não serve?
Considerando que deram em um passado recente inúmeras oportunidades ao Ribamar, não seria injusto conceder 1/4 delas ao Gorne e outros...
Por que o jogador não pode evoluir jogando no próprio clube de origem?
Será que os técnicos conseguem reconhecer a possibilidade de um jogador render melhor em um outro posicionamento?
Lembrando que Schweinsteiger era meia direita e o técnico holandês Van Gaal posicionou-o mais centralizado e o seu futebol evoluiu tremendamente;
Pirlo era atacante e ao chegar ao Milan em 2001, com 22 anos, foi recuado para o meio campo, pois sempre demonstrou ter técnica, e tornou-se o jogador que conhecemos;
Por último o Messi, que Guardiola trouxe da extrema direita para o centro, o tal falso nove, e o "ajudou" a tornar-se um dos maiores da história.
Obviamente não estou comparando jogadores, mas esses exemplos mostram que as mudanças os tornaram jogadores melhores.
Não é porque os técnicos utilizam termos técnicos que significa dizer que entendem do assunto... O que vejo é uma insistência insana dos treinadores em obrigar a todos jogarem no seu esquema preferido.
Voltando ao Gorne, alguns poderão alegar que não foi bem por onde passou, o que não vou dizer que é mentira, outros podem alegar que centroavante não cabe no "futebol moderno"...
O que sei é que tornou-se difícil ser centroavante, pois os professores acabaram com os pontas e aqueles que se aventuram pelos lados de campo não sabem fazer um simples cruzamento.
Pelas palavras do Gorne, já chegou descartado...
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, ou mesmo para Kieza, Aguirre, MV, João Pedro, Renatinho...
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Na ótica do Zé Ricardo, atualmente é o último da fila. É concordo com o treinador.