sexta-feira, 3 de maio de 2019

Melhorar o rendimento do DS7















Após a importante vitória de ontem, o técnico Eduardo Barroca fez uma observação bem interessante (já pensando no próximo compromisso):

"- É muito melhor se preparar para pegar o Fortaleza fazendo ajustes na vitória. Foi um resultado fundamental para nós. Exalto os jogadores, que se entregaram e têm trabalhado sério. Fazer os ajustes necessários nessa situação é muito melhor".

Concordo plenamente. Não podemos achar que tudo ficou ótimo por causa da vitória. Há sempre o que e onde melhorar. E apesar de ter sido a estreia do Diego Souza no Brasileirão, me arrisco a dizer que o Barroca precisa avaliar como fazer o camisa 7 "participar mais" do jogo contra o Fortaleza, pois ontem ele esteve discretíssimo. Tudo bem que ali isolado, a bola pouco chegou, mas ele poderia/deveria rodar mais, né?

De repente - como vários amigos já alertaram aqui no CB -, recua o Diego e tenta o Igor Cássio lá no comando de ataque. 

A hora de tentar algo é essa, enquanto estamos no início do campeonato e, em teoria, contra um adversário que não é dos mais temidos.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

51 comentários:

Anônimo disse...

RODRIGO,vejo alguns fatos de modo diferente:
1.nunca fui favorável a vinda do DS e disse aqui.É preguiçoso,metido a craque,o que nunca foi,e não entendi porque permanece o tempo todo em campo.Até agora, pelo salário que recebe e pela fama que alguns lhe dão,não disse ao que veio.
2.não me importo em mudar de opinião.Critiquei o GUSTAVO,inclusive o chamando de SONGA MONGA 2,mas nessas duas partidas ele foi B.Passei a observá-lo de outra forma,após ouvir um ex jogador.Ele pode parecer lento,mas joga de cabeça em pé e limpa a maioria das jogadas(Obs de boleiro e dos bons).Ontem,fez 3 lançamentos bem aproveitáveis,um o PIMPÃO não foi e os outros para o DS,que corre para não chegar.
3.o BARROCA deveria seguir a sugestão de minha neta(tentar ou inventar algo,rsrsrs),pois uma defesa com dois laterais fraquíssimos na marcação não consegue evitar perigos.Ouso dizer que o MARCINHO conseguiu ser pior do que o POSSANTE.Caso haja imposição de alguém em escalá-los,jogue então com 3 zagueiros.
4.acho injustas as criticas ao JP,que começou mal e depois se recuperou,e ao CÍCERO,muito mais útil que o dorminhoco DS.
5.em minha opinião,esse time para evitar problemas,não pode jogar com CÍCERO,PIMPÃO e DS em campo ao mesmo tempo.o RP é ruim,mas corre e o DS assiste a partida.
BARROCA,abre o teu olho,continue com essa escalação inicial "mandrake" e as substituições patéticas,que em pouco tempo você será o BARROCA PM.
Apenas pitacos diferentes,afinal nenhum de nós é dono da verdade.JOTA.

Anônimo disse...

Ricardo
O Igor Cassio já deveria ter tido chance.Não vai ser pior que Pimpão. Espero que o Barroca não continue colocando atacante cuja principal função seja marcar.
Também não adianta insistir com três atacantes se a bola não chega.

Rodrigo Federman disse...

Jota, eu até concordo que o DS está longe de ser a sumidade que muitos consideram, mas eu acho que quando joga bola para valer, ele ainda é acima da média (fraca) no futebol brasileiro. De fato, ainda não se encontrou. Talvez - como amigos já alertaram -, poderia ser testado como o armador.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, o Pimpão não dá mais. Cansou mesmo!
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,o amigo sabe que também sou apaixonado e torço sempre para dar certo,rsrsrs.
Pode até ser que mais recuado renda,e ficarei satisfeito,feliz em mudar de opinião e queimar a língua pelo bem alvinegro,a nossa eterna paixão.
Aliás,mulher é "flórida",rsrs,pois a minha diz que sou muito mais apaixonado pelo BOTAFOGO do que por ela.Depois de 50 anos de casado é bem possível,ahahahah.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Eu também, Jota. Se for para o bem do Botafogo, que a gente queime a língua várias vezes. rs
Abs e SA!!!

Reinaldo disse...

Maior preocupação, para mim,longe de pensar que não haja outra(s), é a marcação folgada executada pelos laterais. 4 gols no brasileirão, três de cruzamentos. Se analisarmos carioca, copa do Brasil é sul americana é o calcanhar de Aquiles do time. A liberdade que os caras têm de dominar, escolher onde colocar a bola é absurda, sobra sempre para os centrais.um problema recorrente, já, de anos.
Uma preocupação menor é o Carlinhos, não tem mais estrutura física para a função, cada vez mais fica evidenciado isso. Muito bom jogador, sério e eficiente sempre foi, mas começa a dever.
E, Gatito,para de fazer cera, sua calma amplifica a situação .

Adelson disse...

Jogamos ontem contra um candidado ao rebaixamento. Vitória importantíssima. Faltam ainda 44 pontos.

Rodrigo Federman disse...

Reinaldo, não entendi. Você se referiu ao Carli?

Adelson, acho que o Bahia não passará por esse risco.

Abs e SA!!!

Reinaldo disse...

Sim. Carli. Não se trata de critica ao jogador. Uma constatação que vai ficando evidente, claro, para mim

Rodrigo Federman disse...

Reinaldo, a idade acaba pesando, mas ainda o vejo como absoluto e titularíssimo do time.
Abs e SA!!!

RICARDO SOUZA disse...

E o Rafael Moura, desejado por alguns botafoguenses, fechou com o Operário, recém promovido da série C para a B do Brasileirão..

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, isso mostra a ambição do atual Botafogo. hehehe
Abs e SA!!!

Assimos disse...

Salve salve, amigos do CB!

Só quero Marcinho, Gilson e RP bem longe. O primeiro e o segundo são campeões de "entregar a paçoca", já o último, virou fumaça.

Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Assimos, tem mais gente para essa barca também! rs
Abs e SA!!!

Assimos disse...

Rodrigo, para o jogo contra o Fortaleza, os três citados anteriormente não deveriam passar perto do campo.

• Bochecha fica no banco e entra AS.

• Recua DS e joga IC.

Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Assimos, principalmente o melhor aproveitamento do DS. Que seja mais recuado.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Espero estar enganado, mas se o BOTAFOGO mantiver a seu tradicional nível de preparação física, a tendência é o Diego Souza piorar o seu rendimento...
Se você joga com o Iniesta, pode se dar ao luxo de esperar a bola chegar; com esse meio de campo do BOTAFOGO, uma dedicação maior é necessária.
Guardadas as devidas proporções, mais ou menos o que fez o Romário na copa de 94, pois se fosse esperar ser municiado por Dunga, Mauro Silva, Mazinho e Zinho...

O Pimpão já fez 178 jogos com a camisa do BOTAFOGO.
O segundo clube pelo qual mais atuou foi o América (RN), onde fez 71 jogos em duas passagens; no Vasco fez 41 jogos.
Não posso dizer que não teve importância em um determinado momento, mas a sua longevidade no BOTAFOGO é meio exagerada.

SA!!!

Assimos disse...

Alô Barroca,

Todo mundo vê que DS isolado não está rendendo. Vai inovar enquanto há tempo e possibilidade ou cair na mesmice?

Abraços e SA!

Anônimo disse...

Precisamos respeitar a opinião dos colegas, mais o Gustavo Bochecha, será,porque santo de casa não faz milagre é o nosso melhor jogador do meio campo, não erra passes, joga fácil, parecendo que está treinando, parece uma garça de elegância,só quero que não entreguem por uma dúzia de mariolas.
Bochecha, hoje é nosso melhor ativo e já estou preocupado com as mariolas que pagaram por ele, porque foi bom o Jota se referir a ele; já que em São Paulo, tem técnicos gabaritados do futebol brasileiro que já começam a observar dando suas opiniões.
Segundo esses técnicos, Bochecha está dando o compasso e o ritmo no meio campo do botafogo, e vai subir mais ainda, porque joga muita mais.
Fugindo um pouco, a diretoria e o departamento de futebol tem nota zero, em não ter dispensado o Zé Ricardo, depois da vergonhosa campanha do campeonato carioca, perdendo quase 5 milhões de prêmios e nossa diretoria amadora, esperou o time sair da copa do Brasil para dispensa-lo.
Oitavo logar no carioca e ficando fora de todas as semifinais era para Zé Ricardo ter sido demitido, muito antes do jogo da copa do Brasil.
Barroca no comando, não tenho dúvida nenhuma, que as campanhas com Barroca,seria melhores.

Marcos

Rodrigo Federman disse...

Marcio, eu não tenho dúvida alguma disso. Todos que chegam de outros clubes, logo perdem preparo quando ficam um tempo no Botafogo. Impressionante isso.

Assimos, e o IC precisando de oportunidades, né? Passou da hora.

Marcos, justamente por atuar como se estivesse treinando que ele ainda não me passa toda confiança. Inegavelmente tem bom passe e técnica, mas falta vibração, raça e suor no futebol dele. Quando conseguir dosar, certamente será um grande jogador.

Abs e SA!!!

Assimos disse...

Exatamente, Rodrigo. Um time que dá 15472829 chances para Gilson, RP, Marcinho, LF e Kieza, tem que oferecer ao menos algumas para IC e Fernando.

Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Com toda certeza, Assimos.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O Jogo de ontem mostrou que o Botafogo ainda se recente da antiga falta de esquema, pois quando pressionado ainda não sabe o que fazer com a bola e faltam deslocamentos e erros primários de passe. O time começou muito mal, mas depois dos 20 minutos do 1º tempo melhorou bastante. No segundo tempo o time abdicou de jogar e aceitou a pressão do fraco time do Bahia, e prá variar veio o sofrimento. Outra coisa que chama a atenção é o péssimo preparo físico da equipe.
Gostei do Bochecha, tem bom passe e é inteligente, se imprimir um pouco mais de velocidade vai se tornar um bom meio campista, embora esteja num bom patamar.
Eu também recuaria o DS e colocava o IC no lugar do Pimpão e dava liberdade para o Erik flutuar no ataque. Além disso testaria o Fernando na LD, o Marcinho marca muito mal, não tem cacoete de lateral. É bem verdade que a posição de origem dele era de armador. Já vi lateral se tornar meio campo e fazer sucesso, mas o único caso de armador que virou lateral e foi o maior dos laterais foi o Mestre Nílton Santos, transformado em lateral pelo Carlito Rocha. Mas o Mestre jogaria bem em qualquer posição que o colocassem, era GÊNIO.

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, esse ponto é ainda mais importante: O Erik não pode ficar restrito a um lado do campo. Ele precisa ter liberdade total por todo ataque, justamente por ser rápido e driblador.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Longe de querer comparar o Bochecha com o Didi, mas o Didi jogava que parecia estar treinando, e o Pampolini reclamava que tinha que correr pelos dois. Diziam que o Gérson era lento, Ademir da Guia e por aí vai. O problema do Bochecha a meu ver é que ele não tem com quem dialogar e o pior, não tem ninguém no ataque que se apresente para receber a bola. Sobre o Didi, foi provavelmente o melhor armador do futebol brasileiro, ou pelo menos um dos 3 melhores. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, eu realmente nem posso opinar sobre o Didi, mas no caso do Bochecha, ainda acho que precisa ser mais enérgico, vibrante.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO,concordo com você e com o SÉRGIO.
Sobre o mestre,quando a idade chegou foi jogar de quarto zagueiro e foi dos melhores que vi na posição.Certa vez,já em fim da brilhante carreira,o BOTAFOGO enfrentou o SANTOS no Maraca.Em certo momento o PELÉ saiu driblando um monte de gente e quando chegou próximo a área deu de cara com o MESTRE.Ainda tentou,mas desistiu em respeito a quem estava em sua frente.Isso é fato,não é conversinha,pois eu estava com meu pai no estádio e o próprio PELÉ confessou quando lhe perguntaram por que não prosseguiu em direção ao gol e o NEGÃO respondeu:"em respeito ao excepcional jogador que muito me orientou em 58,quando eu era um garoto".
O RODRIGO sabe que o NS foi meu único ídolo,já contei N histórias.Os outros que honraram o nosso manto muito obrigado,cumpriram com suas obrigações profissionais.Aqueles que saíram pela porta dos fundos,o meu desprezo,por mais gols que tenham feito.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Isso aí, Jota!
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

SÉRGIO,o ex jogador que elogiou o GUSTAVO,falou mais ou menos por aí.
Ainda acrescentou o TOSTÃO,que parecia dormir em campo.Segundo ele,diferenciados como DIDI,GERSON,TOSTÃO,ADEMIR DA GUIA e outros menos famosos citados por ele,não precisam se matar em campo,pois a visão das jogadas desse tipo de jogador é diferente e um toque na bola resolve sem correira,a maioria das situações de gol.
Quem somos nós simples torcedores para discutirmos o que eles faziam em campo.Claro que não estamos comparando o GUSTAVO com eles,rsrsrsrs.JOTA.

Marcio disse...

Sérgio Di Sabbato, vale lembrar que o Cafu era atacante, inclusive arrebentou em uma final de campeonato paulista contra o Palmeiras; se não estiver enganado, o Cafu fez um gol e deu três passes para três gols, o São Paulo venceu por 4 a 2.
Mais à frente o Telê o transformou em lateral... Só que tanto o técnico quanto o jogador trabalharam muito para que o resultado esperado fosse alcançado; ficaram muitas vezes após os treinos trabalhando...
Particularmente eu sempre achei o Cafu um lateral mediano, correto, nada de craque, mas não posso desconsiderar a carreira que fez.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Jota, até porque seria uma heresia. Hehehe. Aliás, Gustavo não. Bochecha. Morte ao futebol moderno. Rs

Exatamente, Marcio.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rogerio Ceni:

"Eu chegava sempre antes dos demais e era o último a ir embora. Treinei muito. Eram de 2.500  a 3 mil faltas por mês. Antes de colocar em prática num jogo, treinei mais de 15 mil faltas nesses campos aqui"

http://globoesporte.globo.com/futebol/rogerio-ceni-100/noticia/2011/03/ceni-exclusivo-treinei-15-mil-faltas-antes-de-arriscar-primeira-num-jogo.html

Atualmente, com tanta ciência envolvida no esporte, não se houve falar que este ou aquele jogador tem treinado fundamentos; estão todos muito cansados, não chegam mais cedo ou saem depois.
Sem aperfeiçoamento, os erros serão maiores do que os acertos.
O resultado é esse futebol de baixo nivel técnico jogado pelo Brasil.
Não precisa fazer jogadas de Messi, mas cobrar corretamente um escanteio não é nada de outro mundo.
SA!!!
SA!!!


Rodrigo Federman disse...

Perfeito, Marcio.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Rodrigo a diretoria do botafogo é muito incoerente por muito menos erros emprestou o Arnaldo e continuam com Marcinho intocável me arrisco a dizer que Arnaldo é menos pior .
Jones

Marcio disse...

Correção:

Não se ouve falar...

SA!!!

Anônimo disse...

O Diego Souza, me parece meio fora de forma, aquele passe do João Paulo que ele nao dominou a bola parecia o Maxi Lopes, todo lento rsrs
Fábio
Fabim

PAULO FERNANDO disse...

Concordo com o Marcos e o futuro vai mostrar o excelente jogador que é o Bochecha. Joga fácil com visão e saída de bola. Recuaria o Diego Souza no lugar do Pimpão e fechava o ataque com o Erick e o Igor.

Sergio disse...

Márcio, o Cafu é uma exceção e as exceções confirmam a regra, e concordo que o Cafu foi um lateral mediano. Porém, concordo contigo no que diz respeito a treinar para uma determinada posição, mas isso poucos técnicos conseguem e sabemsabem . Talvez esse seja o caso do Marcinho: falta de orientação e treinamento como deve atuar um LD, principalmente no quesito marcação.
Você falou do RC sobre treinar faltas, o Gerson fazia a mesma coisa depois de terminado o treinamento. Ele conta inclusive que o pessoal reclamava que tinha que ficar até mais tarde e acender os refletores no estádio de GS. O Zico que foi outro eximio batedor de faltas também treinava a exaustão. Hoje em dia não se treina nem fundamentos básicos, e isso vem desde a base. ABS e SB!

Anônimo disse...

Barroca ficou no Botafogo até maio de 2018, quando saiu para treinar a base do Corinthians após receber proposta irrecusável. Ainda assim, saiu querendo ficar. Durante o tempo em que treinou o sub-20 alvinegro, disputou 13 campeonatos e levou o Botafogo a 7 (SETE!!!) finais. Venceu 4 títulos, incluindo a OPG em 2017. Após sua saída, infelizmente o sub-20 do Botafogo ainda não reencontrou o caminho das finais.
Após sair, Barroca reformulou a base do Corinthians e agora a própria torcida corintiana lamenta sua saída. Pela base do Corinthians, foram 50 partidas e apenas 5 derrotas, atingindo 32 vitórias. Saiu porque o contrato assim permitia caso recebesse proposta de dirigir um clube profissional.

Prisma

Anônimo disse...

Ao fim das duas rodadas, o Botafogo é o líder em posse de bola na competição, com média de 60% – de acordo com o Footstats. Outros números que chamam a atenção são o de Gabriel e Bochecha, que são os dois jogadores que mais acertam passes na competição, 161 e 136, respectivamente.

– Eu quero o meu time com coragem. Jogador que joga em clube grande precisa partir da premissa de jogar com coragem, ter enfrentamento com qualquer equipe. A posse de bola é uma ferramenta que eu consigo ter maior possibilidade de atacar e menor de ser atacado – falou Barroca, em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Prisma

Anônimo disse...

Eu compreendo o Rodrigo, ele gosta de jogadores tipo Jean, que mesmo com pouca qualidade técnica, chamado brucutu, mais a maioria dos torcedores gostam, eu prefiro qualidade de jogo.
A maioria hoje dos jogadores conquistam o torcedor, hoje, assim chuta a bola para fora e vibra como se fosse um gool e contagia os torcedores.
Eu prefiro o jogador inteligente de toques refinados, mesmo com pouca velocidade, saiba colocar uma bola como um bom jogador de snooker no buraco certo,cadencia o jogo na hora certa.
Preste atenção no Bochecha, ele as vezes é cercado por vários adversários e sai em uma elegância, que nem parece que esta jogando, faz uma passarela de fácil outros se enrola inclusive já aconteceu com o Jean em um jogo contra o Juventude no Rio.

Marcos

Lorismario disse...

Caro Rodrigo. Por pura falta de tempo só lí os comentários do Sergio Di Sabato. Atarde lerei os demais. Vi no GE que há ´duvidas nasd duas laterais. Entrariam o Fernando na direita e voltaria o Jonatan na esquerda estas são as ´duvidas. Por questão de justiça manteria o Gilson, que pra mim foi bem contra o Bahia. Tbém colocaria o Igor Cássio e tiraria o Pimpão recuando o D. Souza. Só que o Pimpão marca mais do que o D. Souza. Loris

Lorismario disse...

Rodrigo. Minha esposa me viu digitar sobre o Botafogo e disse-me novamente: "Não vamos sair pois você gosta mais do Botafogo do que de mim". Como a esposa do Jota disse para ele. Eu tenho 48 anos de casado. Disse pra ela que quando ela me conheceu e começamos a namorar - ela com 19 anos e eu com 22- ela já sabia disto. Jota não está sozinho. Gostaria de deixar claro que não mandaria o Marcinho embora. Eu o voltaria para o meio de campo, posição de origem dele. Pelo meio, como jogou o Bruno Silva - acho que é este o que foi para o Cruzeiro e agora está no Fluminense- e talvez ali no meio ele seja muito útil. Outro aspecto que me preocupa é o A.Santana no banco. Ele é melhor do que muitos que temos. Gosto muito da ação de chutar de fora da área que ele apresenta. Ao Eziel digo que o Bochecha foi dos melhores do Botafogo nos dois últimos jogos. Alguém disse para ele, ou ele tem treinado e diminuiu os passes laterais e enfiou três boas bolas no último jogo. Acho que o Barroca o está orientando pois gosta muito dele. Eu colocaria o Fernando Costanza, o A.Santana e o Igor Cássio. o Diego Souza vai pro banco pois se voltar ao meio de campo só joga 45 min., então é melhor jogar o 2° tempo caso haja necessidade. Rodrigo: estão "matando" o Erik ali encostado na lateral do lado direito. Observe o gol contra o Bahia e veja onde ele estava. Tem que flutuar como dito por você. Abraços a todos e agora minha esposa, que esperou com paciência terá minha companhia, óbvio, depois do Botafogo. Sem arrependimentos pois sou Botafoguense faz 65 anos e casado só 48. "Vida que segue" como dizia o nosso inesquecível João Saldanha. Loris. PS. Em breve envio uma foto minha e do Botafogo no meu local de trabalho para você e para o Rui Moura -mundo Botafogo-.

Rodrigo Federman disse...

Jones, aí eu já discordo do amigo. O Marcinho - em minha opinião - não é pior do que o Arnaldo!

Tranquilo, Marcio.

Está mesmo, Fabio. Pesadão.

Paulo, tomara. Torcemos muito por isso.

Sergio, eu tenho certeza de que falta essa instrução e treino específico de algum comandante junto com o Marcinho. E claro, essa autocrítica do próprio jogador também.

Valeu, Prisma.

Marcos, eu nunca disse que prefiro jogador brucutu ao técnico. Não recordo mesmo. Apenas disse que como primeiro volante, não abriria mão do Jean. O Bochecha, quem sabe, como segundo volante, justamente por ter qualidade no passe.

Loris, eu já acho que por questão de justiça, voltaria com o Jonathan, afinal, ele não estava mal e só saiu machucado. E o Gilson fez apenas uma partida razoável. Não vejo motivo algum para barrar o Jonathan. Na direita, de pleno acordo. Fernando ou teste com o Marcelo. Quanto às esposas...falei o mesmo para todas namoradas qua já tive: O Botafogo eu conheci antes de você(s)! heheheh

Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Rodrigo. Questão de justiça com o Gilson pode durar apenas 45 min contra o Fortaleza. Mesmo se o Botafogo ganhasse de 10 x 0 do Fortaleza o próximo jogo volta o Jonathan. est é a juatiça a que me refiro mesmo porque justiça a gente conquista não é mesmo? Loris

Rodrigo Federman disse...

Hahaha! Ah sim, Loris. Mas então pensemos na questão de justiça com a torcida. Ou seja, deixa o Gilson fora do time titular mesmo! rs
Abs e SA!!!

PAULO FERNANDO disse...

Não é admissįvel o Marcinho e Gilson titulares do time. Não pode um jogo esporádico determinar isso. O Marcinho vai mal na lateral há muitos meses e o Gilson ainda é horroroso. Pode não ter comprometido ou não ter sido eficientemente pressionado pelo Bahia, mas continua sendo horrível pelo que apresentou até agora. Não dá para ter espaço de dúvida que o Fernando merece oportunidade e o Jonathan pelo resumo da obra é o titular.

Rodrigo Federman disse...

Paulo, o pior é que isso pode acontecer amanhã.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Rodrigo. Eu sou torcida. Amanhã estarei com o Gilson. Talvez apenas 45 min. Mas amanhã sou Gilson. Loris

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Eu não, Loris.
Abs e SA!!!