quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Mudar peças também

















Notícia retirada do site Lancenet:

"Posse de bola? Barroca começa a testar novas facetas no Botafogo.

Marcado por ser uma equipe que não toca muito a bola e não cria chances, Alvinegro abriu mão deste estilo em vitória sobre Avaí e partida mostra que treinador busca alternativas".

Palavras do treinador botafoguense:

"- Acho que conseguimos essa vitória (Avaí) porque fizemos um gol cedo. Trazer vantagem para o intervalo é algo que venho brigando com o grupo. Todos os jogos que conseguimos isso sob meu comando, vencemos. Temos a característica de ser difícil de sermos batidos quando temos a vantagem. Estávamos em uma sequência difícil, adversário mais descansado por não ter jogado no meio de semana. Estávamos desgastados física e mentalmente. Fora a sequência ruim, que teve um peso".

Ok, testes e mudanças são sempre válidas e bem-vindas...
...mas que isso inclua jogadores do time titular também, já que a formação inicial nas partidas tem sempre sido a mesma.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

14 comentários:

Marcio disse...

Em muitas explicações possíveis, o Barroca acha que o BOTAFOGO venceu porque fez o gol cedo...
Se tivesse feito tarde, poderia dizer que o BOTAFOGO venceu porque o adversário não teve tempo de reagir.
E a briga para "trazer" a vantagem no intervalo é para poder tocar despretensiosamente a bola no segundo tempo, esperando a oportunidade de um contra-ataque. Será?
E quando tem a vantagem numérica dentro de campo, como contra o Santos, por que não incomodou o goleiro adversário?
Claro que jogando bem ou mal, vencer é sempre bom, mas uma equipe consistente, bem organizada, sempre estará mais próxima da vitória.
E preferências à parte por estilos de jogo, existem várias formas de jogar um bom futebol; que o Barroca encontre a melhor para o elenco que tem.
SA!!!

Anônimo disse...

Bom dia RODRIGO.
E o BARROCA BOL continua blá,blá,blá e historinhas do boi tatá.
Mudar peças que é bom,talvez só faça em casa,por ordem da mulher,rsrsrs.
Cansei desse TDM meu amigo,fui.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Marcio, ele também já mostrou ser um cara de discurso programado, nada natural.

Também acho, Jota.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, o cara fala como se o futebol fosse um jogo programado, mecânico, claro que tudo parte de uma premissa básica, mas todo o resto será desenvolvido conforme o desenrolar do próprio jogo, já que o adversário também apresentará variáveis ao seu jogo primário.
Poucas equipes conseguiram uma imposição constante do seu jogo contra qualquer tipo de adversário; a última foi o Barcelona do Guardiola.
E a afirmativa do Barroca para explicar a vitória é bem questionável; gol cedo e não ser derrotado quando sai em vantagem no primeiro tempo.
E o adversário? O Avaí não venceu um único jogo e marcou somente 5 gols e sofreu 18, ou seja, dentro de uma lógica, com gol no primeiro ou segundo tempo, dificilmente a equipe catarinense sairia vencedora.
Uma olhada nas vitórias do BOTAFOGO com o Barroca:
3 a 2 no Bahia- saiu vencendo o 1° tempo por 2 a 1 (virada);
1 a zero no Fortaleza- gol no 2° tempo;
1 a zero no Fluminense- gol no segundo tempo;
1 a zero no Sol de América- gol no 2° tempo;
4 a zero no Sol de America- 2 a zero no primeiro tempo;
1 a zero no Vasco- gol no 2° tempo;
2 a 1 no CSA- Gols no segundo tempo (virada);
2 a zero no Avaí- 1 a zero no primeiro tempo.
Ou seja, das 8 vitórias do Barroca com o BOTAFOGO, em 5 oportunidades (62,5%) não saiu em decorrência de vantagem no primeiro tempo.
Qual a razão de mais da metade das vitórias ocorrerem com gols no segundo tempo?
Preparo físico, alterações no esquema e/ou de jogadores?
Os indicadores, como gostam os professores, apontam que a cobrança dele por vantagem no intervalo não faz muito sentido, pois não é um fator preponderante no número total de vitórias; mais aponta para que não saindo em desvantagem a Equipe tem grandes chances de conseguir a vitória.
O que também não quer dizer nada, pois o jogo tem 90 minutos e gol da vitória no minuto 1 ou 90 vale os mesmos 3 pontos.
Mais uma tentativa de querer dar ênfase de estratégia onde não tem.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Exato, Marcio. Não a toa o time joga sem qualquer naturalidade.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Por isso a indagação do Garrincha ao Feola continua atual.

"Tá legal, seu Feola… mas o senhor já combinou tudo isso com os russos?”

Corretíssimo.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Isso mesmo, Marcio.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Fala Rodrigo e amigos! Enquanto isso nosso próximo adversário já faturou 33 milhões em premiações. Essa é uma diferença de como pensa e se porta cada time hoje em dia.

Fora diretoria! Que venham os caras com grana pra salvar o clube.

André

Rodrigo Federman disse...

Bota diferença nisso, André.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

O Garrincha era muito engraçado. Essa história do Feola aconteceu com o Saldanha tanmbém foi testemunhada por um ex colega meu, o Bira, que foi do infanto juvenil do Botafogo em 57, aliás campeão nesse ano. Ele me contou que havia integração entre as vári dessas antes do treino e o Saldanha começou a traçar planos, tipo: você cai pela esquerda você puxa o zagueiro e fulano entra pelo meio e por aí vai. A certa altura o Garricha pergunta sem ironia nenhuma, até ingenuamente: "seu João, o senhor já combinou com o time adversário". O Saldanha botou ele prá correr e nunca mais o deixou assistir as preleções, pois como dizia o Gérson: preleção era prá nós, o Garrincha era não precisava, era como se fosse outro time.
Sobre o post, muito papo e pouca efetividade. Imagina o Garrincha jogando hoje com esses professores? Era bem capaz de ser barrado porque falava demais. Abs e SB!

Anônimo disse...

Atletico pr vai vir com reserva so com jogadores novos jogo perigoso
fabim

Rodrigo Federman disse...

Muito papo do Barroca mesmo, Sérgio. E papo dos chatos.

Possa crer, Fabim.

Abs e SA!!!

Danilo disse...

Time B deles (reservas dos reservas) foi campeão estadual. Parece pouco levando em conta os adversários mas ainda sim é uma façanha.

Rodrigo Federman disse...

Danilo, mas por lá não existe adversário também. O Coxa está mal e o Paraná não assusta.
Abs e SA!!!