sexta-feira, 11 de junho de 2021

Tá no seu direito















Não fazendo parte dos planos do Marcelo Chamusca e treinando em separado desde o início do ano, o lateral Barrandeguy segue com uma vida de fazer inveja: Salário para encher a barriga, morando bem no Rio de Janeiro e sem nenhuma cobrança profissional.

Ontem saiu uma notícia informando que o Botafogo propôs uma rescisão contratual (vence em dezembro de 2021) com o uruguaio, mas que foi recusada pelo jogador.

Vários torcedores se manifestaram contra o Barrandeguy. 

Nessa eu discordo. Ele tem contrato vigente e nenhuma obrigação de aceitar ou negociar, Até dezembro, é direito receber seu salário e fazer o que o clube mandar. Como o Botafogo preferiu deixá-lo treinando em separado, que segure a bronca.

A cobrança e indignação deveriam ser voltadas contra outras pessoas. Em especial, os canalhas que contrataram o Barrandeguy. Em especial, aos mesmos sem vergonhas de sempre: CAM, RR, NM e asseclas...


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

14 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
É muito dinheiro jogado fora e todos impunes.
Haja ratoeiras para colocar no clube

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Ricardo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não há nada de errado na decisão do Barrandeguy.
Há um contrato válido e não é porque o Botafogo não deseja utiluzá-lo que deve aceitar a rescisão não integral.
Se o uruguaio estivesse jogando um futebol de philipp lahm e desejasse ser negociado, o Botafogo não estaria obrigado a aceitar valores abaixo da multa estipulada.
O que precisa ser debatido é o fato do Botafogo estar negociando ao longo do tempo várias rescisões, o que mostra o baixo nivel do departamento de futebol.
E considerando as contratações da atual temporada, não descarto a possibilidade do término desse tipo de negociação.
Durcésio contará os responsáveis?

PAULO FERNANDO disse...

Rodrigo, existe um instituto no direito chamado VICIO REDIBITÓRIO. Os advogados do grupo podem confirmar isso. Significa um vício oculto em algo que adquirimos que impede o uso da coisa na forma como era vendida. Isso vale para aquisições de bens e coisas. Mas como direito é dinâmico e sempre inovador, sugiro que os advogados do Botafogo usem isso como INOVAÇÃO JURÍDICA e tentem a criação do vício redibitório para contratos com jogadores, retirando o foro da alçada trabalhista para a cível.

Se isso "colar" certamente os dirigentes e empresários desonestos que adquiriram esse jogador sabendo se tratar de um "engodo", um golpe, tenham responsabilidade até criminal. Afinal o Barrandeguy claramente não é jogador de futebol profissional. Pode até ser de várzea, mas profissional não é! Ele tem culpa? Não sei. Pode até ter sido arranjado com a conivência dele, mas difícil provar seu dolo. É muito cômodo para ele, mas se fosse atual dirigente tentaria essa formato jurídico. Se colar, tenho certeza que vira jurisprudência e nunca mais esse tipo de venda de "gato" por lebre vai ocorrer.

Vale lembrar os inúmeros casos de "fake" no futebol brasileiro, como por exemplo o Carlos Kaiser que jogou no Botafogo, Flamengo, Bangu, Fluminense, Vasco da Gama, América) e do exterior (Puebla do México, El Paso Patriots dos EUA, Louletano de Portugal e Gazélec Ajaccio da França). Seria cômico se não fosse trágico, afinal esses clubes foram ludibriados e isso é crime. Fica engraçado tal como o "jeitinho brasileiro" muito comum na cultura popular, mas é tão crime quanto o estelionato.

Se o futebol em geral - e no nosso caso o Botafogo - declaram buscar a profissionalização, esse tipo de coisa tem que acabar! É só ir atrás do empresário desse jogador e investigar a fundo para ver que ele deve ter outros casos desse tipo. As vezes é até uma quadrilha especializada nisso que compra diretor de clube para fazer dinheiro fácil. O buraco fica mais embaixo quando sabemos de técnicos da base de clubes que cobram mesada dos pais para que seus filhos joguem, sabendo não serem potenciais profissionais no futuro. E esses casos se repetem pelo Brasil afora.

Mas como não existe interesse em investigar nada disso, já que todos tem RABO PRESO, dirigente, empresários, comissões técnicas. Enfim, fica assim...o clube paga a conta. Pior ainda é saber que todo se dizem Botafoguenses de coração, mas TODOS ganham uma bolada e deixam o prejuízo para o clube.

Rodrigo Federman disse...

Perfeito, Marcio.

Paulo, o problema é justamente o rabo preso. Todos envolvidos ganharam nessa negociata. O ideal mesmo seria cadeia para todos eles. Rs

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

RODRIGO, concordo com o amigo em grau, gênero e número.
O jogador, por mais pereba que seja, é o menos culpado.
A culpa é da corja imunda que dirige (????) e tenta exterminar o ex glorioso há vários anos.
Um bom FDS.JOTA.

Eduardo Samico disse...

Mais uma da inacreditável série de contratações feitas no ano de 2020. Ô, ano ruim da muléstia !
É isso, não há razões para ficar contra o possante uruguaio. Ele estava lá no país dele, desempregado após ter sido dispensado pelo seu ex-clube, acho que era Montevideo alguma coisa. O Botafogo fez a estúpida contratação, agora pague. Ainda pior foi o tal Cascardo, indicação do Autuori.
Que esses pulhas acima citados, Rodrigo, nunca mais voltem ao clube. Nefastos ! Desgraçados !
Abs.

Rodrigo Federman disse...

Exatamente, Jota! Na verdade, o Barrandeguy não tem culpa alguma. Nem de ser péssimo jogador e ter sido contratado.

É isso mesmo, Eduardo. Não voltarem ao clube terá sido uma pena muito branda para esses canalhas, amigo. Infelizmente!

Abs e SA!!!

Sergio disse...

Ontem foi votado e aceito pelo senado a lei do clube empresa, vamos ver se o Botafogo vai conseguir virar S.A e finalmente virar um clube profissional, coisa rara no país diga-se de passagem.
Falando especificamente sobre o Barrandeguy, quem contratou é que deveria pagar os salários dele, pois isso é um absurdo. Vou repetir: o dia que os dirigentes responderem pelos prejuízos que causam aos clubes e tiverem que arcar com as consequências tirando do próprio bolso aí a coisa muda. Idem para os dirigentes dos 3 poderes e FA.
Nessa questão não podemos culpar a gestão atual, isso fica na conta do "comitê devastador" com os "notáveis" de sempre. Se esses são "notáveis", imagina os que não são. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Concordo, esse salário deveria ser pago pelo(s) crápula(s) que o contratou/contrataram.
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Aceitar rescisão?!
Só se ele for louco!!! Onde mais conseguirá uma mamata dessa??
Me arrisco a dizer que nem pra compor elenco num time de série B (que é diferente de um time na série B) ele conseguiria assinar um contrato profissional.

Rodrigo Federman disse...

Fatos, e os canalhas gastaram dinheiro com ele. E nada aconteceu com esses canalhas.
Abs e SA!!!

Ricardo disse...

Essa foi a contratação mais suspeita de todas. Até a imprensa uruguaia ficou sem entender. Alguém do clube precisa responder como foi feita essa contratação. Esse atleta foi um dos piores jogadores que já vi com a gloriosa, sem a mínima condição.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, eu já acho que houve várias outras no mesmo nível de suspeitas.
Abs e SA!!!