sexta-feira, 4 de maio de 2018

Nova maneira de atuar




O atacante Brenner falou sobre atuar menos fixo dentro da área, após a chegada do Alberto Valentim:

"- O Valentim tem uma maneira de jogo que eu consigo me movimentar... A gente tem que sempre trabalhar para inovar nas possibilidades. Esse ano tenho feito muitos gols de cabeça, por exemplo".

Isso realmente é perceptível. No último jogo, inclusive, ele fez uma jogada atípica pela esquerda, conseguindo dar dois dribles em sequência...
...mas, depois, errando o passe final.

Enfim, enquanto o Aguirre não está liberado, entre Brenner ou Kieza, fico com o primeiro. E até reconheço que ele é voluntarioso, brigador e tem mesmo, tentado ajudar com mais movimentação atrás. Mas eu não gosto disso. Não por ser atacante, mas pelo Brenner não ter habilidade para tanto. E em alguns lances, o time até consegue fazer a bola chegar rápido nos flancos, mas quando levanta a bola na área, falta justamente o finalizador, afinal, precisa ter dez pulmões para aguentar o vai e volta sem parar.

Mas justiça seja feita: Saindo das suas características ou não, o Brenner continua com uma marca de quase um gol a cada três jogos. No atual futebol brasileiro, não dá para desprezar. 

Só que - e sendo o Brenner - ainda acho que poderia melhorar um pouco se ficasse mais atento lá na área adversária. 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

36 comentários:

Marcio disse...

Depois que o Guardiola jogou sem centroavante ou fez com que saíssem da área e com goleiro bom com os pés, todo mundo quer exigir as mesmas coisas dos seus comandados.
O moderno no futebol é extremamente relativo, já que não se pode exigir mais do que o jogador pode oferecer.
Assim, eu não vejo vantagem alguma em fazer o Brenner sair da área, pois o ganho técnico é mínimo e o desgaste maior e, no final, acaba sendo substituído pelo Kieza que faz o nível cair e nada resolve.
De minha parte, se o Brenner tocar na bola apenas uma vez e esta for para dentro do gol, a sua escalação já estará justificada.
Não chega a ser uma reclamação ao trabalho do Valentim, mas porque será que todo técnico quer moldar o jogador a sua preferência de jogo?
Estudam, estudam e estudam e na hora de arrumar um esquema em concordância com as características dos jogadores disponíveis, a dificuldade é colossal.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Penso igual a você, Marcio. Principalmente em se tratando de atacantes como Brenner e/ou Kieza.
Abs e SA!!!

Sergio disse...

Márcio, muito antes do Guardiola a seleção de 70 jogava sem centro avante. O ataque era formado ou por ponta de lança, denominação da época e meio campistas. O Jairzinho no juvenil era ponta, quando subiu acabou depois de um tempo sendo ponta de lança. E só para recordar, o time de 89 jogava sem centro avante. A seleção da Holanda de 74 não jogava com o centro avante. O importante é a movimentação das peças e a chegada dos homens do meii que é o que falta no atual time do Botafogo.
Sobre o Brenner acho que tem melhorado, é esforçado, tem feito gols importantes, mas falta um pouco de habilidade. Se melhorar nesse quesito seria um bom atacante.
É o Aguirre, quando estreia. ABS e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, na verdade, falta muita habilidade mesmo. Hehehe. Já o Aguirre, começo a achar que só depois da Copa...
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, o interessante é que os jogadores do passado, Rivelino, Gerson e outros, contam que quando um atacante recuavam muito para jogar, diziam que voltasse a sua posição, pois ali iriam mais atrapalhar do que ajudar.
E complementava, fica lá que a bola vai chegar. Inclusive o Gérsom diz com muita propriedade que se o atacante estivesse muito próximo ao meio campo, não teria como lançá-lo.
Claro que atualmente, na mediocridade reinante no futebol, uma equipe bem organizada pode fazer frente e mesmo uma de melhor qualidade, fracassará se não tiver uma mínima organização.
Só que independente de época, o Craque é quem faz a diferença, mesmo os "professores", depois de de uma grande jornada dos extraclasses, ficando naquela ladainha de "vitória do grupo", que "é o grupo", "todo mundo perde e todo mundo ganha"...
Como já escrevi aqui, gosto de acompanhar a NBA, principalmente quando chegam os "playoffs", por motivos óbvios; ontem, mais uma vez, o tal do LeBron arrebentou com o jogo...
E convenhamos que a temporada dos Cavs foi bem turbulenta e o técnico, segundo quem entende do assunto, não é lá muito bom.
Mas os caras tem o LeBron e com o Craque tudo pode acontecer, até carregar uma equipe para o título.
E mais uma vez lembro do Canhota, que diz que para o Garrincha não tinha tática, pois ele era quem fazia a própria tática.
Infelizmente em um pais que teve Craques a 3/4, tentam a todo o custo diminuir a importância que tiveram na construção da fama do futebol nacional (o de dentro de campo), tanto que é na base do fulano não jogaria hoje e também a exaltação exagerada no grupo, como escrevi acima.
SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Concordo que o Brenner não deve sair da área.Mas se depender dos meia atacantes ele vai receber uma bola por jogo.Estamos entre a cruz e a espada.

Rodrigo Federman disse...

É exatamente isso, Marcio. A não ser que o cara seja diferenciado (o que não é o caso do Brenner, obviamente), quando ele sai da sua função principal, mais atrapalha do que ajuda (na maioria das vezes).

Ricardo, mas ele saindo não adianta nada também.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Justamente, Sergio, tem muita coisa no dito futebol moderno atual que não tem nada de moderno.
Só que como o futebol está cheio de "professores" os caras vêm com essas conversas para enganar os incautos.
Na verdade, eu tenho muita bronca desse futebol moderno praticado por aqui.

Rodrigo, deixando claro que não estamos criticando o Brenner, apenas ponderando sobre a real necessidade de tanta movimentação.
SA!!!

VinnyMarques disse...

Realmente... Não existe ganho técnico com o Brenner saindo da área pra marcar ou armar jogadas. É finalizador, e só. Raramente terá êxito fazendo algo fora disso. Doido pra ver a estreia do Aguirre... Sem muitas expectativas, mas nnnda pode ser pior que Pimpão e falência...

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Longe de ser uma crítica ao Brenner.

Vinny, o pior é que a estreia do Aguirre, só em "agosto". Ou, "a gosto" de Deus. rs

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Não sei o porquê de estarem com pressa pela estreia do Aguirre... Vejam essa matéria:

"Botafogo não tem pressa com estreia de Aguirre

A palavra de ordem no Botafogo sobre a estreia de Rodrigo Aguirre é cautela. O atacante vem de cinco meses sem jogar, e tem feito no clube uma preparação especial para aguentar a sequência do futebol brasileiro. O preparador físico do clube, Felipe Capella, deixou claro que não há uma data certa para a estreia, apesar de no jogo contra o Cruzeiro, no domingo, o atleta poder ser relacionado.

— Precisar um jogo ainda não consigo, vai do dia a dia. É momento de ter um pouquinho de calma — disse, à Rádio Globo...."

https://extra.globo.com/esporte/botafogo/botafogo-nao-tem-pressa-com-estreia-de-aguirre-22644173.html

O jogador se contunde atuando por outra equipe e é obrigado a passar por cirurgia.; até aí tudo bem.
Só que o BOTAFOGO se interessa por contratá-lo, o que também não está errado, coloca uma boa quantia no negócio, acerta salários, efetiva a contratação e quando se imagina que vai jogar, pedem calma porque faz muito tempo que não atua e ainda está em processo de recuperação. E eles não tem pressa, mesmo sabendo que o contrato de empréstimo terminará na metade de 2019; estão pagando os seus salários e encargos e são claros em afirmar que não há dinheiro.
É sério isso? Há problema em achar esse tipo de situação um pouco estranha?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, é muito amadorismo. O cara vindo por uma grana e ao final do empréstimo, sairá com placa comemorativa por 10 jogos disputados com nossa camisa. Pressa? Pra quê, né?
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, uma vez tudo bem, duas começa a complicar, três já é sacanagem.
Todos os jogadores que contrataram como solução vieram cheios de problemas; Canales, Montillo e, agora, Aguirre.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, e para todos, fazem um planejamento que não é cumprido (só descobrem os "poréns" depois).
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Meus caros amigos botafoguenses. Não me importa aonde o Brenner vai se posicionar. Se ficar na nossa intermediária e fizer gols, tá ótimo. Marcio. quanto ao Gerson, ouvi uma entrevista dele na Radio Tupi RJ e o reporter perguntou a ele o por que de tantos bons lançamentos. Respondeu que era porque tinha para quem lançar. Na época tinha especialmente o Jairzinho e o Zequinha que eram velocistas. O Roberto Miranda não era velocista mas, trombava com todo mundo e era lançado tbém. O Brenner não é velocista, então não tem como ser lançado. Creio que o único veloz aí é o Ezequiel e o L. Carvalho que não é titular.

Rodrigo Federman disse...

Loris, mas ficando na área aumenta as chances de marcar gols. Essa é a questão. Rs
Abs e SA!!!

Celso Ricardo disse...

Loris, meu amigo, você citou em seu texto 4 jogadores diferenciados, titulares em qualquer equipe no Mundo, no futebol atual. Só isso explica tudo. Quem vai lançar hoje ? Pra quem...?

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Celso.
Abs e SA!!!

PAULO FERNANDO disse...

Acho que as possibilidades do Brenner são proporcionais a capacidade do Aguirre, do Luis Fernando e do Renatinho municiarem ele com boas jogadas. Aí ele terá que jogar mais fixo como você comentou Rodrigo. Com Pimpão e Léo Valencia a bola quando chega vem quadrada.

PAULO FERNANDO disse...

Loris, o Gerson foi na minha opinião o craque da Copa 70. Se analisar nossos jogos vai ver que ele colocava a bola no pé de todo mundo com passes absurdamente precisos. Isso vinha do Botafogo e foi só repetir na Copa.

Rodrigo Federman disse...

Paulo, acho que o Aguirre é mais técnico que o Brenner.
Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Concordo com o Paulo Fernando, o Gérson foi o craque da copa de 70 e para mim junto com o Furacão. Aliás, o Canhota sempre disse que uma das razões do seu sucesso foi jogar com o Ventura, o pai é claro. O Pelé só ganhou o premio de melhor jogador da copa por que não poderia passar 4 copas sem ser o melhor, coisas da política da dona fifa em conluio com a cbf.
Falar em Gérson, Jairzinho, Roberto Miranda, Rivelino, bateu uma saudade enorme do futebol brasileiro que dá até vontade de chorar. Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Boa, Sérgio.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

De todo o modo, sabendo que o Brenner não é um Jair ou Zequinha, como lembrou o Lorismario, que ele aplique a máxima do Dadá Maravilha, "Não existe gol feio, feio é não fazer gol", e aproveite as poucas chances que surgirem, o que de certo modo tem feito.
SA!!!

Anônimo disse...

Estou esperando um poster da entrevista do ex-presidente, que trouxe o Seedorf e fez o Botafogo ganhar o campeonato carioca de 2013 com um gool humilhante do ídolo Louco Abreu,colocou o clube na Libertadores, Mauricio Assunção contando o que ocorreu na sua administração.
Falou que fez grandes contratações de grande jogadores, porque a torcida pedia.
Será que ele tem chance de voltar um dia como presidente, com certeza com ele na direção teremos um grandes jogadores na constelação botafoguense.


Xepa

Rodrigo Federman disse...

Marcio, ou mesmo o Tulio.

Xepa, comentário só para causar... nem vou responder, cara. Alguém pedir o MA...não dá para levar a sério.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Passando pelo linha de passe, ESPN, os jornalistas falavam sobre as dividas dos clubes e da boa gestão do flamengo e, segundo eles, do abismo em relação aos rivais.
Disseram que com essa gestão o flamengo mira nacionalmente e que os seus rivais seriam Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras, Corinthians...
Pois bem, em momento algum consideraram que o Paulo Nobre colocou alguns milhões no clube e que o patrocinio também é proporcionado por um torcedor, até aí tudo bem, mas cansei de vê-los criticar o que a Unimed fazia no fluminense, dizendo não ser exemplo. Mudaram de opinião.
Quanto ao Cruzeiro, que de fato foi campeão da Copa do Brasil e indicam como rival do flamengo, palavra alguma foi emitida sobre o fato de terem sido acionados na fifa, por causa de dívidas de quase 50 milhões. Inclusive parcelaram o valor de "apenas" 1 milhão de reais junto ao BOTAFOGO em relação à contratação do Bruno Silva.
Montar times sem pagar pode?
Sobre o Corinthians, nada de falar sobre a justiça tê-lo mandado devolver 400 milhões de reais à CEF ( A Odebrecht é solidária na condenação)
E ainda falaram sobre as receitas, que os rivais cariocas estarão muito distantes do flamengo... Como arrecadar mais, mesmo com uma gestão responsável, se eles, jornalistas, passam horas e mais horas diárias falando de 2, 3 clubes?
E dizem que a imprensa de Barcelona/Madrid é provinciana.
Até que ponto estão preocupados com o produto futebol ou com as suas audiências?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, os queridinhos da imprensa sempre são os mesmos.
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Concordo

Fatos disse...

AB falou sobre a situação do Aguirre

http://m.radioglobo.globo.com/media/audio/180325/anderson-barros-principal-reforco-do-botafogo-e-co.htm

Uendel disse...

Vc é botafoguense? Gol do título do Loco foi em 2010

Marcio disse...

Pois é, Rodrigo.
Aí, meu caro, quando lá no Vasco o Eurico proibia a entrada de determinados jornalistas ou veículos de comunicação, eles diziam que a proibição prejudicava somente o Torcedor, pois este deixava de receber noticias do clube.
Obviamente não se trata de fazer uma defesa do Eurico ou coisa semelhante, mas a questão é tentar entender como a proibição impedia a divulgação de informações se eles só falam de um clube.
Infelizmente os outros clubes grandes que são prejudicados por essas práticas, não têm coragem de bater de frente, reclamam e não fazem nada.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Uendel, ele apenas quis causar, aposto.
Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Marcio.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Só para terminar esse assunto mala, Rodrigo, não podemos nos esquecer que a imprensa ainda quer que o BOTAFOGO aceite alugar o Estádio a preços módicos, alegando que precisamos de dinheiro.
Obviamente dinheiro é sempre bem vindo, mas não podemos nos esquecer que eles são concorrentes e se estão fugindo das altas taxas do new maracanã, não pode o BOTAFOGO, por exemplo, cobrar 1/4 do valor e deixar que, teoricamente, tenham mais dinheiro para contratações.
Existem muitas variáveis em um aluguel do Estádio, valores mensuráveis e não mensuráveis, principalmente quando se trata de negócio entre Organizações concorrentes.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Ainda tem isso, cara.
Abs e SA!!!