terça-feira, 22 de maio de 2018

Quanto ($) para o Botafogo?




Notícia retirada do site FogãoNet:

"Agente confirma oferta de € 6 milhões por Rabello e diz que Botafogo se interessou".

A multa rescisória é de 40 milhões de reais.

A grande questão, nem é se ele sairá ou não, por 6, 10 ou 40 milhões de euros ou reais...

A pergunta é: De verdade, qual é a fatia que cabe ao Botafogo?

Uns dizem 100%, outros 60% e até 40%.  

Isso é muito importante antes de bater o martelo ou se encantar com o preço que estão supostamente oferecendo pelo Rabello por aí.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

18 comentários:

Anônimo disse...

RODRIGO,no Brasil atual,não perca tempo com esse assunto,pois os intere$$ados não dirão o que de fato será acertado entre as partes.
Só acreditarei,e assim mesmo com várias ressalvas,caso apareça um documento oficial com os valores e o depósito feito na conta do clube.E ainda assim,sujeito a chuvas e trovoadas.É duro falar isso,mas !!!!!
De qualquer forma,a meu ver não fará tanta falta e só espero,como disse ontem,que o dinheiro seja bem aplicado e em proveito somente do nosso BOTAFOGO.JOTA.

Anônimo disse...

Esse é o problema, parece que divulgaram no balanço 100%, mas as notícias começam a mostrar que o botafogo não tem a totalidade do passe.
O mesmo começa a acontecer com o Matheus Fernandes, outrora foi divulgado 100% mas já surgiram notícias falando em 70% para o botafogo e 30% para empresários.

Fico triste pois em 2017 apesar de terminar o ano de maneira melancólica, visivelmente o Botafogo avançou em vários quesitos, teve boa liquidez financeira, foi respeitado no futebol Sul Americano, começou a criar uma identidade que era difícil vencer o Botafogo pois era um time que lutava muito, aproximou a torcida do clube (aumento considerável dos sócios), promoveu alguns jovens jogadores para o mercado e etc... Só que com apenas 05 meses de 2018 parece que todos esses avanços do ano passado estão indo por água abaixo.

Resende

Rodrigo Federman disse...

Jota, esse dinheiro (independente do valor) der bem aplicado que me gera toda dúvida e desconfiança.

Pois é, Resende. Pelo visto, nada muda.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Ricardo
Quanto ao comentario do anonimóvel discordo.Vários clubes pequenos da América do Sul chegaram onde o Botafogo chegou.
Se estamos tanto tempo sem títulos importantes e por que não avançamos nada.
Apenas lutamos pra sair da lama

Marcio disse...

Há um fator que vai um pouco além do percentual que pertence ou não ao BOTAFOGO.
Não custa lembrar que atualmente é vedada a participação de terceiros nos direitos econômicos de jogadores, sejam empresários e/ou os próprios; o percentual só pod ser dividido entre clubes.
É preciso "esclarecer" ou pelo menos deveria, pois as "notícias" dão conta de que 40% pertencem a empresário/familiares do Rabello e no Portal de Transparência diz que 100% pertence ao CLUBE.
A questão é entender os desdobramentos desde a entrada em vigor da nova regulamentação; Como ficou a situação daqueles que detinham percentual de jogador e que hoje não podem mais ter direitos por serem considerados terceiros?
Como ficam os acordos feitos com esses terceiros datados anteriormente à entrada em vigor da nova norma?
Como reorganizar essa situação legalmente para que o CLUBE não esteja sujeito à (possíveis) sanções?

Vale lembrar que o Seraing, Clube belga, foi punido por descumprir essa regulamentação. Vejam:

"A comissão disciplinar da Fifa puniu os belgas, em setembro de 2015, com a proibição de contratar jogadores durante quatro janelas de transferência. O clube também foi multado em mais de € 135 mil (R$ 450 mil) por ter "quebrado as regras relativas à propriedade de direitos econômicos dos jogadores por terceiros (TPO) e pela influência de terceiros", em dois contratos realizados em janeiro e julho daquele ano.
O TAS validou o regulamento da Fifa "segundo o direito europeu (livre circulação, direito de concorrência e direitos humanos) e o direito suíço", mas reduziu a punição para três períodos de transferência, por considerar que a punição ao clube belga foi muito severa.."

https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/tas-confirma-a-proibicao-de-propriedade-de-terceiros-no-futebol.ghtml

O BOTAFOGO já tem muitos problemas e tudo o que não precisa é ter de desenrolar mais um.

Levando a situação para dentro das quatro linhas, tem o BOTAFOGO um substituto que esteja pronto para assumir a posição?
Considerando que entre os reservas o Marcelo é o mais utilizado, não deveriam tê-lo preparado desde 2017 para jogar do lado esquerdo da zaga, já que desde lá estão àvidos para executar a venda do Rabello?

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Faz sentido, Ricardo.

Marcio, o problema é que para/no futebol, tudo é permitido. Inclusive o que é "proibido". Sempre existe jeitinho e perdões.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Oba, vai sobrar um dinheirinho para a renovação do contrato do Renatinho...
Levi.

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Levi, para a contratação em definitivo dele. Rs
Abs e SA!!!

Bruno disse...

Difícil entender a cabeça do técnico. Contra times que vão brigar pelo título como Palmeiras e Grêmio, o Botafogo usa 2 volantes e quando encara alguns candidatos ao rebaixamento, joga com 3.

Rodrigo Federman disse...

Bruno, vai além disso. Vai da postura da equipe.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, concordo quando diz que no futebol muita coisa é permitida; só que se tratando de uma transferência internacional, caso os direitos estejam fatiados, não duvido que a fifa puna o BOTAFOGO para dar exemplo.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, sim, não dá para desconsiderar tal risco.
Abs e SA!!!

edison silva disse...

Para mim só venderia o m.fernandes é segurava o Rabello

Rodrigo Federman disse...

Edison, se houvesse opção de escolha, eu faria o contrário do que você prefere.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, o BOTAFOGO se preocupa com coisas do tipo porta dos fundos e não se posiciona em relação a uma notícia que desmente as informações disponiveis em um canal oficial.
Este é um assunto de relevância, já que o jogador é um recurso do CLUBE... Mas, infelizmente, os dirigentes não ligam para as preocupações dos Torcedores; acreditam que devemos apenas "aderir" ao sócio torcedor, adquirir produtos e ir aos jogos. Exigir alguma explicação? Jamais!
Para terminar, jamais responderam o e-mail que enviei sobre qual destino dariam ao terreno deixado ao BOTAFOGO por Dona Therezinha. Fazer o quê?
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, por essas e outras que infelizmente deixei meu ST há uns anos. Me desculpem, mas não aceito que apenas me tratem com respeito e atenção se eu pagar mensalidade. Enquanto não houver troca e transparência, me recuso a pagar para aqueles que lá estão e não tem qualquer responsabilidade com meu/nosso dinheiro.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Segundo as noticias, Valentim está em dúvida entre o Marcelo e o Yago, para substituir ao Carli. Conversando com um irmão de CAMISA, ele disse que prefere o Yago porque o Marcelo não tem estatura para ser zagueiro no futebol atual...
Eu lembrei a ele que Sérgio Ramos tem 1,84 m, Marquinhos tem 1,83 m, Thiago Silva tem 1,84m... Por que o Marcelo com 1,81 não pode jogar?
Ainda lembrei do Renan "Barba" Fonseca que tem 1,92 m e está muito longe de ser um zagueiro minimamente confiável.
Zagueiro não depende somente de tamanho, precisa de posicionamento e tempo preciso de bola..
Para terminar, um dos maiores Times que o futebol já produziu e ganhou tudo, aquele Barcelona treinado pelo Guardiola, não era uma equipe de estatura elevada.
A minha preocupação primeira é ver escalado quem sabe jogar futebol e traga resultados efetivos, se é alto, baixo, gordo, magro, não me interessa.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Marcio. Foi o assunto proposto no post desta quarta-feira.
Abs e SA!!!