domingo, 25 de novembro de 2018

Obrigado, Jefferson!




Amanhã será um dia de despedida para os botafoguenses.

E o começo de uma nova etapa na vida de um dos nossos últimos grandes ídolos.

Valeu por tudo, negão!

VALEU DEMAIS POR TUDO!

Obrigado por ter respeitado essa Estrela e seus milhões de apaixonados durante tantos anos e partidas.

Seja feliz! Você é parte da nossa história!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

14 comentários:

Marcio disse...

Infelizmente a lesão que sofreu o impediu que tivesse um final de carreira dentro daquilo que apresentou de melhor.
Diferente de muitos, de longe, não acho que seja o lider que dizem ser...
Entretanto, os meus achismos não servem para muita coisa e não impede de dizer que o Jéfferson terminará a sua passagem pelo BOTAFOGO de forma amplamente positiva.
Não sou favorável a essa situação de ídolos, aquele que mais me cativa nesse sentido é o NILTON SANTOS, que jamais assisti uma única partida; entretanto, tenho muito respeito por muitos que vestiram a nossa CAMISA. Nesse grupo está incluido o Jefferson e isso está longe de ser um favor.
Veterano no futebol, jovem na vida; que seja feliz em sua nova fase.
E que outros construam a sua Historia no CLUBE.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Disse tudo, Marcio.
Abs e SA!!!

Sergio disse...

Márcio tive a sorte e o privilégio de ver a despedida do grande Nilton Santos: 1x0 contra o Flamengo gol de Roberto Miranda. Também tive o prazer de ouvir as histórias do mestre Nilton Santos, que pra mim é o maior idolo da historia do Botafogo, com menção honrosa para o Garrincha. Porém não posso deixar de agradecer ao Jeferson pelda dedicação e pelo grande goleiro que foi, dos 5 maiores que defenderam o gol do Fogão. Obrigado Jefferson.Abs e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, isso que eu chamo de privilégio.
Abs e SA!!!

Sergio disse...

O Botafogo cumpriu sua missão: ficou na primeira divisão e tirou o título do cheirinho fedorento. Não fosse aquela derrota pro Fogão e o mulambo fedorento estaria disputando o título. Valeu Fogão
Uma vez que não consegue fazer um time para disputar títulos, pelo menos estraga a vida do mais odiado. Esse ano tiramos dois títulos do coisa ruim. ABS e SB!

LEVI PEREIRA disse...

Uma justa homenagem a quem dela se faz merecedor. A parêmia de São Paulo apóstolo vem sempre à mente: "a quem honra, honra!"
Os que leem os meus raros comentários sabem das poucas restrições que faço ao Jefferson. Nenhuma delas invalida a verdade incontestável de que o cara teve e ainda tem um papel de destaque na história do Botafogo. Não sou lá muito fã dos torneios estaduais. No entanto, alguns desses títulos conquistados pelo Botafogo se revestem de capital importância para a própria sobrevivência do clube e o Jefferson esteve em pelo menos um deles, naquela final contra o desprezível número dois, quando pegou um pênalti cobrado pelo assim denominado "imperador" (aquele, que prefere a Vila Cruzeiro ao Lago Como, norte da Itália, fronteira com a Suíça...).
Vi o Jefferson em New Jersey, no banco de reservas do time de amarelo (pois é, paguei ingresso em dólar para ver os amarelos ganharem dos Estados Unidos por dois a zero), no primeiro jogo do time da CBF sob o comando do Mano Menezes, o primeiro a reconhecer o valor do excelente goleiro. Mas vi o Jefferson no Los Larios também! Já contei a história por aqui. Balé da vida, ver o mesmo goleiro num estádio de sete bilhões de dólares e...em Xerém...
Desejo toda a sorte do mundo ao Jeff fora dos campos, nos quais honrou a história do clube que ostenta rica história e a camisa mais bonita do mundo.
Viva Jefferson!

J PRATTI disse...

Lamento aquela entrada ou dividida com o Paqueta que arrebentou o Jeferson e o Botafogo eu duvido ou melhor tenho certeza que se no nosso time tivéssemos um reserva razoável no gol
Porque eu acho que temos dois abaixo da critica (Saulo e Diego) estariamos no G6 ou pelo menos não eliminados da sul americana .
Párabens Jeferson você é unanimidade na nossa torcida.
SDS.

Rodrigo Federman disse...

Sérgio, eu não consigo comemorar isso, juro. Preferia uma temporada digna e derrotas para eles.

Viva Jefferson, Levi!

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Muito legal, Sérgio.
O NILTON SANTOS é uma unanimidade; inclusive até torcedores de outros clubes já o vi elogiar.
Quanto ao Jéfferson, é por aí mesmo; as críticas eventuais que fiz, perdem força quando a sua passagem pelo BOTAFOGO é analisada friamente e com um mínimo de justiça.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, JPratti. Foi uma infelicidade mesmo.

Boa, Márcio.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Jefferson respeitou e honrou a camisa e o clube Botafogo de Futebol e Regatas. Foi profissional e justificou ao salário que recebeu do clube. O maior exemplo de respeito pelo Botafogo foi disputar a segunda divisão, sendo um goleiro nível de seleção. Muitas barangas metidas a craques teriam desertado em semelhante situação. Como grande profissional que é, sabe que sua hora de pendurar as chuteiras chegou. São de profissionais como ele que o clube precisa e não de improdutivos beijoqueiros de escudo.

Miguel - Belém/PA

Rodrigo Federman disse...

Foi mesmo, Miguel.
Abs e SA!!!

Lorismario disse...

Não gosto de despedidas e nem de velório. Respeito grande ao Jefferson pois é o terceiro maior usuário da nossa camisa, atrás apenas de Nilton Santos e Garrincha. Nos tempos atuais isto é uma honra para quem nem mesmo gosta de despedidas e de velório.Loris

Rodrigo Federman disse...

Isso aí, Loris. Ele merece todas as homenagens que serão feitas hoje.
Abs e SA!!!