sábado, 24 de novembro de 2018

Temporada para ser esquecida




Palavras do Rodrigo Lindoso, a respeito dos últimos resultados do Botafogo e as próximas duas rodadas do Brasileirão:

"- Mostrar para todo mundo que o momento de turbulência não era nossa realidade. Nesses dois jogos, fazendo uns quatro pontos terminaríamos o ano bem".

Curioso é que o momento de turbulência foi durante boa parte da temporada, né? E quer dizer que somar mais quatro pontos e terminar o campeonato ali pelo décimo lugar é avaliar como positivo? 

Amigos, se a mentalidade em General Severiano não mudar...


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

17 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Pior saber que esse medíocre vai ser o cara, o líder e titular absoluto da próxima temparada. E ainda deve ganhar aumento de salário. ....

LEVI PEREIRA disse...

Não queria ser repetitivo, mais uma vez!, mas esses caras me obrigam: coisa de ex-Botafogo! Mentalidade de Grêmio Barueri...

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, isso realmente desanima.

Exatamente, Levi.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Mais uma clara demonstração do pensamento reinante no BOTAFOGO... E pela enésima vez vou repetir que o nosso maior problema não é a falta de dinheiro.
Em 60 jogos na temporada, o BOTAFOGO venceu 23, empatou 17 e perdeu 20; em 60 pontos disputados, ganhou 86, ou seja, um aproveitamento de 47,7%.
Nos 60 jogos disputados, fez 66 gols e sofreu 73...

Números desmembrados:
Copa Sul-Americana- 6 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, 9 gols feitos e 7 sofridos;
Brasileirão- 36 jogos, 12 vitórias, 12 empates, 12 derrotas, 36 gols feitos e 44 sofridos;
Copa do Brasil- 1 jogo, 1 derrota, 1 gol feito e 2 sofridos;
Carioca- 17 jogos, 8 vitórias, 4 empates, 5 derrotas, 20 gols feitos e 20 sofridos.

Sempre são os mesmos jogadores com esse tipo de declaração; não tem o que falar, o silêncio é o melhor caminho.
Não houve turbulência, pois além da Equipe ser limitadíssima, em muitas partidas faltou disposição e vontade de arrancar a vitória à fórceps.
O primeiro caminho para progredir é fazer uma análise criteriosa de tudo o que ocorreu na temporada; obviamente, depois, fortalecer os pontos fortes e corrigir os fracos... Só que vamos passar pela mesma situação em 2019, provavelmente, já que um dos líderes do elenco acredita que tudo não passou de uma simples turbulência.

Só para ilustrar, o pequeno Eibar derrotou o Real Madrid por 3 a zero e poderia ter sido mais elástico se não fosse o Courtois... Em determinado momento o Paulo Calçade, ESPN, comentou que se fosse uma equipe brasileira, com a vantagem no placar, estaria dentro de seu próprio campo na defesa da sua vantagem e não marcando mais avançado, como o Eibar estava fazendo.
Concluiu que faltam ideias de como jogar no futebol brasileiro...
Concordo plenamente, pois independente da composição do elenco, todo e qualquer clube deve entrar preparado na partida e se um adversário teoricamente superior estiver em uma jornada ruim, aproveitar e vencer com autoridade. Foi o que fez o pequeno Eibar.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, pior, como já foi lembrado, é que Lindoso, por exemplo, continuará sendo um dos "líderes" da temporada que vem. Difícil esperar algo diferente assim.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, resta-nos esperar o fim da gestão Mufarrej, torcendo para que o próximo mandatário receba o clube em condições mínimas e implemente as medidas necessárias, uma Reengenharia.
Como não tenho problema algum em mudar de opinião, lembro que sempre escrevi que não sendo o CEP candidato à reeleição, o melhor seria o Mufarrej.
Não sei, sinceramente, se o outro candidato estaria fazendo melhor, mas, de longe, eu não acredito nem um pouco nessa gestão atual.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Márcio. E que também saiam esses líderes dentro de campo, tipo Lindoso. Hehehe
Abs e SA!!!

Abel Santos disse...

Vibrei muito com as 4 vitórias salvadoras e milagrosas. Nem o mais otimista torcedor esperava por elas. Eu esperava disputar a 16ª ou 15ª posição.
Mas, agora estou vendo que esta cambada de jogadores e dirigentes incompetentes estão posando de vitoriosos. É algo tenebroso. Estamos parecendo o Bahia, Sport, Ceará, Avaí, América etc. que só almejam permanecer na série A. Estamos decididamente nos apequenando.

Rodrigo Federman disse...

Abel, é isso que mais me preocupa. Esse sentimento dos caras de que tudo foi/está ótimo.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E já há "noticias" dando conta de que o Gilson, 32 anos, irá permanecer para a próxima temporada...
Além disso, Moisés será devolvido e vão buscar um outro lateral para brigar pela posição.
Como vão contratar um destaque da série z-999 de um lugar qualquer, significa dizer, por exemplo, que o lateral Yuri, 22 anos, que foi relativamente bem quando chamado a jogar, provavelmente não receberá oportunidades.
Depois, seguindo o roteiro, dirão que o Yuri será emprestado para poder adquirir experiência.
Pode até ser boato, especulação ou qualquer coisa semelhante, mas conhecendo a vocação do BOTAFOGO para fazer planejar errado, digo que não duvido que seja verdade


https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2018/11/24/trio-escapa-da-degola-nos-acrescimos-e-faz-parte-dos-planos-do-botafogo.htm

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Márcio. Isso significa que Gilson será, até segunda ordem, titular em 2019. Ou seja, Gilson, Lindoso...realmente não dá para acreditar em mudanças. Infelizmente.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, vale dizer que o Gilson tem contrato até dezembro de 2019; assim, precisaria ser negociada uma possível saída...
Entretanto, já que o Moisés será devolvido, deveriam dar chances ao Yuri, pois é mais barato e em caso de resposta favorável dentro de campo, o CLUBE estaria economizando o seu escasso dinheiro.
O Yuri não pode ser pior do que aquele que virá para brigar pela titularidade com o Gilson, já que sabemos muito bem o nível futebolístico deste último
Tá complicado, meu caro... E 2019 nem começou.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, eu vou além: Poderiam ao menos dar uma sequência para o Yuri direto na vaga do Gilson. É o fim do mundo saber que iniciaremos 2019 com Gilson, Lindoso, possivelmente Brenner, Kieza...
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E no final, sabemos, a culpa será da Torcida.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sempre, Marcio.
Abs e SA!!!

Alberto disse...

Perfeito, Márcio e Rodrigo. Ano após ano, as barangas de sempre, e a culpa continua sempre sendo da torcida. Tem uma hora que a paciência acaba. Na minha opinião já deveria ter acabado há muito tempo. Boicote total nesses putos em 2019. Infelizmente é o único caminho que resta. A internet e as redes sociais já elegeram um presidente. Basta o que sobrou de torcedores se organizar minimamente e cobrar desses imbecis alguma mudança. Nada de ficar passando a mão na cabeça de incompetentes e ficar comemorando o não rebaixamento. É por ai. Um abraço!

Rodrigo Federman disse...

Alberto, cansa a beleza mesmo. E fica difícil imaginar que o ano que vem será diferente.
Abs e SA!!!