terça-feira, 16 de julho de 2019

Muda logo

















Ainda sobre o jogo do domingo passado, o técnico Eduardo Barroca falou sobre a estreia do atacante Victor Rangel:

"- Antes da entrada do Victor Rangel, já vinha usando o Diego como meia, e o Erik como um atacante para atacar as costas da zaga do Cruzeiro. Entendo que Victor entrou muito bem, segurando as bolas e ganhando as bolas pelo alto. Isso deu mais alternativas para o Diego, que estava jogando de meia, poder jogar para frente".

"- Entendo que essa mexida fez a gente crescer e ganhar mais profundidade. Tanto que na parte final tivemos três chances que poderíamos ter feito o gol".

Pô, se o cara entrou bem, o time melhorou e saímos um pouco do marasmo dos toques laterais e burocráticos, que já faça as devidas mudanças para o final de semana que vem. 

Além disso, quanto menos desgastar desnecessariamente o Erik, melhor para o time. Além, é claro, do Diego Souza ser muito mais útil como homem de armação e chegada do que preso e parado na frente, mal recebendo as bolas.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

35 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo
Para os que ainda defendem o "novo" esquema do Barroca :
>> Em meio à seca financeira que precipitou uma greve de silêncio no Botafogo, a equipe também vem convivendo com um outro artigo escasso durante o Campeonato Brasileiro: os gols.

Com apenas oito marcados na competição nacional, os cariocas estão ao lado do Corinthians neste quesito e superam apenas CSA e Avaí. De acordo com números do “Footstats”, o Alvinegro, com 83 finalizações, é o time que menos arremata no torneio.

Além do poder de fogo baixo, a artilharia está descalibrada, já que apenas 33 destas bolas foram no alvo adversário. A última vez que os alvinegros fizeram a festa com a torcida foi no dia 9 de junho, quando o time bateu os alagoanos por 2 a 1. Depois dali, derrota por 1 a 0 para o Grêmio, pausa para a Copa América e empate sem gols contra o Cruzeiro.

Anônimo disse...

Ricardo
Alguém pode explicar isso :
- Por fim, o Botafogo espera voltar a receber pagamentos referentes aos direitos de transmissão de pay-per-view a partir de agosto. Por conra de adiantamentos, o clube acabou renunciando ao pagamento mínimo da cota e perdeu uma receita mensal de cerca de R$ 3,3 milhões desde janeiro.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, é aquela questão: Sem gols, não tem vitórias!
Abs e SA!!!

Sergio disse...

Puxa, nunca pensei que o "detalhe" faria tanta falta para um time vencer. Que coisa! Viva o futebol de posse de bola sem o "detalhe". ABS e SB!

Rodrigo Federman disse...

Sergio, cada vez mais um detalhe! hehehe
Abs e SA!!!

Jones disse...

Rodrigo eu penso até que se colocar o zagueiro Marcelo, e tirar o João Paulo o time ficará mais ofensivo pois o Erick não precisaria se matar na defesa e o Alex Santana de 2 volante ia render muito mais também, eu prefiro um defensor que saiba oque faz do que um meia sem profundidade e um atacante ruim de bola igual o pimpão.

Jones disse...

Rodrigo penso que até se o zagueiro Marcelo entrar no time titular no lugar do João Paulo, faria com que o time ficasse mais ofensivo com alas soltos como Marcinho e Gilson, porém o barroca não muda muito o esquema para da padrao de jogo,mas, já ficou provado que João Paulo esta jogando menos que o Lindoso em termos de burocracia com a bola, e o Erick está sendo sacrificado no esquema Diego Souza não finalizando etc gostaria de uma mudança de esquema nem que ser um teste contra uma equipe mais forte .

PAULO FERNANDO disse...

Os outros "detalhes" merecem atenção: 2 meses de salários atrasados, diretoria omissa e incompetente, guerra política no clube, penúria financeira, elenco limitado. 5 vitórias, 1 empate e 4 derrotas. Acho que essa solução de recuar o Diego é colocar o Victor com o Erick na frente pode melhorar bastante a ofensividade do time, mas ajustes não resolvem outras questões tão sérias como as que mencionei acima. Outras equipes do Botafogo mesmo com elenco melhor já tinham entregado os jogos como a do Sheik, Julio Cesar e cia fizeram na maldita campanha do rebaixamento. Nosso time hoje merece mais apoio do que qualquer outra coisa. O resto são ajustes e detalhes até as definições políticas que já se apresentam (a coluna do Lauro Jardim já anunciou a entrada dos Moreira Salles).

Rodrigo Federman disse...

Jones, a questão principal nem é quem entra, mas não fazer do Erik, um marcador de laterais adversários. O cara não está mais aguentando correr de maneira maluca e tão desnecessária. Chega na hora de atacar, não há mais fôlego.

Paulo, agora cabe ao EB. Já que ele viu que houve uma melhora no rendimento, não tem porque manter o jeito arame liso que o time tem jogado.

Abs e SA!!!

RICARDO SOUZA disse...

O Botafogo vem dando demonstrações de sua grandeza ao longo da temporada.
Dois meses de atrasos salariais, sem perspectivas de receita, o Botafogo está na zona de classificação para a Copa Libertadores.
Resiste a uma gestão caótica de Nelson Mufarrej e seus aspones. Resiste a um vice-presidente de futebol nada atuante. Resiste a disputas políticas que servem apenas para afastar investidores.
Grandeza essa que supera até mesmo aqueles que tentam reduzir a dois ou três o número de grandes clubes no país.

Imagina esse clube com administração profissional e investimentos?!

Anônimo disse...

Desculpe-me fugir do assunto.

Um outro detalhezinho de somenos com que acabei de me deparar no meu intervalo de almoço.
Uma instituição financeira qualquer (acho que é Itau) divulgou o resultado de um estudo acerca da condição financeira dos clubes que disputam a série A.
Claro, fiquei somente no Botafogo. Os outros, problema deles.
O que foi divulgado traduz o somente a ementa do texto que se relaciona aos clubes analisados.

Eis a do Botafogo, ipsis literis:
"Botafogo: O passado condena
Os números nos permitem analisar casos de forma fria. O Botafogo caminha para uma situação de completa insolvência, mesmo com uma gestão que trabalha na direção correta, controlando custos e investimentos."

Que o clube caminha para uma situação de insolvência, não me causa a mais mínima surpresa.
O que de fato me espanta é que os autores do estudo lançam no ambiente a afirmação de que existe uma gestão que trabalha na direção correta.

Se esse caras realmente quisessem caminhar na direção correta, segundo o estudo, esse direção seria a porta da saída, passando o bastão para quem entende de verdade de gestão.

Mas isso tudo é um mero detalhe.

O Botafogo entrou na barca de Caronte...

Levi

Fatos disse...

Entrar com um atacante e recuar o Diego Souza é o óbvio. Só o Barroca não enxergava.

Mas tem um porém, que ele ainda não viu.

Esse atacante (Victor Rangel?) deveria entrar no lugar de um dos volantes e não no lugar de outro atacante como foi no último domingo.
Uma vergonha sermos o único time grande do país a jogar com 3 volantes. Fla no domingo passado jogou com apenas 1, e foi o Arão, teoricamente um volante "leve".

Não a toa somos a equipe que menos finaliza no Brasileiro, atrás de Avaí, CSA, etc.

Esse futebol de posse de bola é o caminho, infinitamente melhor que jogar com chutões como na época de Zé Ricardo e outros. Mas ter a bola e não saber o que fazer com ela não adianta. Precisamos ter nos 11 iniciais jogadores que saibam o que fazer com essa posse de bola, caso contrário ela volta pros zagueiros e por lá fica..

Anônimo disse...

RODRIGO,eu não tenho birra com o DS,o problema é que ele não é o que pensa ser e alguns torcedores acham que é,simples assim.
O LINDOSO,que Vc adorava e eu achava mais ou menos,foi defendido por mim aqui,quando jogava bem algumas partidas e criticado quando ia mal.
Repito que se o DS,jogando mais recuado for útil,não terei problema em reconhecer.Até agora,tem sido inútil na quase totalidade das partidas,pois não se interessa pelo que acontece em campo.Fazer o que se tem torcedor que o acha utilíssimo e parte da mídia ame$trada o enaltece ?
Muitos malham o elenco todo,mas penso que em face da mediocridade atual do nosso futebol,não corremos riscos.
Sei que BEOCUTAS,mas o BARROCA só é técnico do clube por aceitar imposições para escalar alguns jogadores,impostos por empresários mancomunados com essa diretoria nefasta.É só prestar atenção na escalação padrão,substituições de sempre,renovações de contrato por valores absurdos e o jogador escalado e blá,blá blá.
Só muita paixão para torcer por um time que atualmente é mero participante,sem disputar qualquer título.Fazer o que se tem gente que se acostumou,elogia a situação e gosta somente pelo fato de não cair para a B?
Repito para não polemizar que BEOCUTAS,respeito as contrárias.JOTA.

Rodrigo Federman disse...

Ricardo, quem dera. Ainda bem que sonhar não custa nada.

Levi, infelizmente já estamos em um caminho sem volta.

Fatos, ainda prefiro a posse de bola do que chutões às cegas, mas gostaria de uma posse de bola objetiva e não burocrática.

Jota, mas nenhum torcedor acha que o DS é gênio. Isso, todos temos plena consciência. Falamos apenas em uma comparação técnica dele com os demais jogadores do Botafogo. Aí sim, por menor que seja, existe a diferença. O problema dele é físico e até mesmo apatia. Mas, repito: Nesse elenco botafoguense, técnica por técnica, o DS escolhe camisa.

Abs e SA!!!

Sergio Di Sabbato disse...

Eu vejo muitos comentários interessantes e coincidentes, tais como: entrada do Marcelo na LD e deixar o Erik livre para atacar, pois eu tenho pena do Erik que com o Barroca sumiu. Recuar o Diego Souza, também me parece bem mais correto. Porém, a maioria dos técnicos brasileiros monta um esquema de acordo com o que tem na cabeça e não com o material humano que tem.
Recordando: no lixo da gávea queriam que o Gérson Canhota fosse ponta esquerda, ou na seleção de 58 o Garrincha não seria nem convocado se o Julinho Botelho (grande ponta direita diga-se de passagem) não recusasse a convocação, e o Joel era o titular porque ajudava na marcação. Ainda acham que o Feola sabia de futebol. Se o Garrincha fosse sueco a suécia seria a campeã. Acho que tem torcedores aqui no Cantinho que sacam mais de futebol que muitos e muitos técnicos, que não mudam a cabeça ou porque a escalação lhes é imposta ou porque são teimosos demais. Teimosia em excesso é burrice.
Sobre o DS, acho que é um bom jogador, talvez já não renda o que rendeu, mas é bom jogador. Não é craque, mas vi atuações dele muito boas, e mesmo no Botafogo não devemos nos esquecer de algumas jogadas dele que resultaram em gol, detalhe escasso nesse time. Abs e SB!

Marcio disse...

Penso que esse Time tem capacidade ociosa, mesmo que pequena.
E para se aproximar da melhor produção, considero a utilização do Marcelo na lateral. Já jogou na função, tem muita força física, velocidade... Isso permitiria ao Carli um trabalho "mais tranquilo" e a liberdade ao velocista Erik.
Especificamente sobre o tema proposto, já que contrataram, que p Victor Rangel receba as oportunidades necessárias e não 10, 15 minutos por jogo.
Sobre o D. Souza, tenho sérias dúvidas sobre o seu rendimento, inclusive no meio campo, o problema é quem pode fazer essa função no meio campo. Do Erik, como escrevi acima, torço para ser liberado para ser atacante.
Outro que faz por merecer um banco é o J. Paulo.
Quanto as discussões gerais sobre a forma de jogar, cada um tem uma visão e não significa que um está certo e o outro não.
Dois dos melhores técnicos do mundo, Klopp e Guardiola, jogam de formas completamente diferentes. As equipes do alemão são absurdamente verticais, as do espanhol são mais envolventes.
Para terminar, quase diretoria alguma trabalhou favoravelmente fora de campo para facilitar o Time dentro de campo; e quando o Time da sinais que pode trazer resultados, logo os dirigentes tratam de desmontar.
SA!!!






Rodrigo Federman disse...

Exatamente, Sergio. O problema é que a maioria deles é engessada. Só conseguem trabalhar de uma maneira, sem analisar a característica de todo o elenco disponível.

Boa, Marcio. Concordo contigo. Inclusive quanto à dúvida sobre o DS, apesar de reconhecer nele, um diferencial que os outros não tem. Para tanto, precisa ter vontade, é claro.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

O João Paulo não esta acrescentando em nada no time atual.
Fabim

Rodrigo Federman disse...

Fabim,a pergunta é: Tirando a dupla de zaga, quem está?
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Biro Biro sofreu parada cardíaca em treino do Botafogo; atleta teve arritmia na China

Biro Biro foi um personagem central do treinamento do Botafogo nesta terça-feira. Durante a atividade no campo anexo do Estádio Nilton Santos, o atacante passou mal e desmaiou sendo levado a um hospital do Rio de Janeiro minutos depois. O atacante sofreu uma parada cardíaca e foi reanimado ainda no vestiário, antes de entrar na ambulância...

https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/lancepress/2019/07/16/biro-biro-sofreu-parada-cardiaca-em-treino-do-botafogo-atleta-teve-arritmia-na-china.htm

Será que o BOTAFOGO sabia desse ocorrido com o Biro-Biro lá na China?
Que estudem bem essa situação para que não arrebente na mão do CLUBE alguma situação mais grave.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, melhoras ao jogador e a dúvida se, de fato, o DM avaliou todo o histórico recente dele antes de dar o ok para essa contratação estranha.
Abs e SA!!!

Daniel disse...

Botafogo entrou (de propósito?) de bucha na história, comprou gato por lebre, chamemos como quiser, o fato é que o Botafogo se fudeu na mão desses amadores nada amadores na hora de lesar o clube.

Anônimo disse...

Desejo o melhor ao Biro Biro.
E acho mais do que normal a omissão de quem deveria ter tomado providências mínimas antes de contratar o jogador.
Levi

Marcio disse...

Sobre o que o Levi trouxe sobre o BOTAFOGO, um estudo de uma instituição, trago o que disse o Paulo Nobre sobre o assunto:

"...Mas as coisas são muito voláteis no futebol. Fico chateado quando vejo alguns institutos do mercado financeiro, que não entendem uma vírgula de futebol, dando palpite em qual time é melhor se investir ou não. Por mais volátil que seja o mercado das empresas, essa volatilidade é irrelevante perto da volatilidade do futebol. O Palmeiras perdeu a semifinal do Paulista para o Ituano, começou o Campeonato Brasileiro mal e quase caiu para a segunda divisão. Simultaneamente, um time que deve R$ 160 milhões consegue vender um garoto da base por 40 milhões de euros. Pronto, recuperou tudo. Como avaliar essa volatilidade? Pode surgir um rapaz de custo zero e você vendê-lo por R$ 160, R$ 170, R$ 200 milhões. Acontece no meio do futebol. Isso é o imponderável."

https://www.terra.com.br/economia/fizemos-a-licao-de-casa-que-falta-ao-governo-diz-presidente-do-palmeiras,b274a33e226e13690e6866fc0b6022dddcve23in.html

Palavras de quem entende de investimentos, é um "trader", e ajudou muito na recuperação do Palmeiras.
Especificamente no caso do BOTAFOGO, notícias dão conta de que os Moreira Salles "pensam" em um aporte entre 200 e 300 milhões de reais, considerando o que disse o P. Nobre, se hoje o BOTAFOGO negociasse um jogador por mais ou menos 45 milhões de euros, estaria mais próximo do valor "pensado" pelos irmãos e começaria a respirar melhor.
Imediatamente a análise seria diferente, claro que de nada adianta dinheiro sem uma gestão de qualidade.
Concordo com o Nobre.

SA!!!

Celso Ricardo disse...

Mais uma contratação envolvendo interesses que não são do Botafogo. Canalhas!

Rodrigo Federman disse...

É isso, Daniel.

Infelizmente, a verdade, Levi.

Eu também, Marcio.

Pois é, Celso.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Para constar:

1- O BOTAFOGO pagará integralmente os salários do Linfenberg durante o empréstimo ao Santa Cruz.

2- A arbitragem será brasileira no confronto contra o A. Mineiro pela Sul-Americana.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Valeu, Marcio.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Estamos acordes, Márcio.
Dadas as conclusões a que podemos chegar de modo empírico, tendo em conta os vários precedentes, eu jamais colocaria um único cêntimo nas mãos dessa gente que tem (des)governado o Botafogo.
No lugar dos MS, eu contrataria gestores os mais capazes. Nas mãos de Andersons, Nelsons, Maurícios e quejandos, nem uma única pataca.
Abraço.
Levi

Rodrigo Federman disse...

De pleno acordo também, Levi.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo e Levi, mais uma prova de que uma boa injeção de dinheiro pode alterar um caminho é a parceria Bragantino/Red Bull.
A empresa austríaca injetou 45 milhões de reais e hoje já lidera a série B, que é o caminho para atingir seu primeiro objetivo que é chegar a série A.
E ainda estão em um período de transição e ajuste até terem o controle geral do clube paulista.
Enquanto isso, Figueirense é o 7º colocado, Coritiba é o 9º e Vitória é o 20º, todos com mais "tradição" de Série A...
Qual será o limite do Bragantino? Se considerarmos o que tem feito o Red Bull leipzig na Alemanha...
Em um outro cotexto, tem o Manchester City que amargou a 3ª divisão nos anos 90 e hoje é uma grande força. O que os economistas britânicos diziam sobre o City naqueles anos?
SA!!!
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Pois é, Marcio. São os novos tempos.
Abs e SA!!!

PAULO FERNANDO disse...

Que o ser humano Biro Biro tenha plena recuperação e uma vida saudável e longa.
Que ele nunca mais coloque a camisa do Botafogo no corpo ou pise em Gen. Severiano.
Que tenha a ombridade de pedir a rescisão do seu contrato.
Que se assim não fizer, que o clube rescinda o contrato alegando "vício redibitório" (oculto).
Que o conselho de administração tenha a vergonha na cara de mandar embora imediatamente quem o contratou (do Presidente ao gerente).
São os meus desejos em relação à essa pouca vergonha que foi esse fato lamentável.

Marcio disse...

E aqueles que criticaram os empréstimos do Paulo Nobre ao Palmeiras lá em 2014, dizendo não ser bom do ponto de vista econômico e administrativo...

https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2014/02/12/nobre-empresta-dinheiro-ao-palmeiras-economistas-veem-caos-administrativo.htm

O que pensam agora em 2019?

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Paulo, aí vai muita gente merecer a demissão. Hehehe

Marcio, basta ser profissional.

Abs e SA!!!