terça-feira, 6 de agosto de 2019

Figurinhas repetidas (e que não valem o esforço)























Com um setor ofensivo que certamente é dos mais fracos do campeonato, o Botafogo segue - no desespero - buscando opções para o ataque.

O grande problema, é que tudo acaba sendo definido na base da correria e sem qualquer planejamento em General Severiano.

Por isso, surgem nomes como Victor Rangel, que mesmo com currículo inexpressivo, foi contratado como opção. E, pelo visto, tem mostrado que sequer deveria ter sido especulado, afinal de contas, mesmo com Luiz Fernando, Pimpão e Diego Souza pesado, não consegue ser titular do time.

Agora, o nome da vez é o Neilton. 

Figurinha repetida também é de praxe no Botafogo. Principalmente aquelas medíocres que tiveram um ou outro bom momento em Série B ou durante 5 ou 6 rodadas na primeira divisão. 

É o caso do Neilton, que após essa rápida fase com futebol apenas regular, se transferiu para o São Paulo e, em seguida, para o Internacional. Não se firmou em nenhum dos dois clubes, provando ser um atacante que ganhou reconhecimento apenas por ter surgido como uma espécie de "sósia" do Neymar. Apenas na questão física, fique bem registrado!

Amigos, se é para trazer Neilton (dizem, ganha algo em torno de R$300 mil), melhor segurar o restante de 2019 com o que temos em casa e aí sim, com um mínimo de planejamento e profissionalismo, pensarmos em um elenco homogêneo e capaz de dar tranquilidade ao torcedor botafoguense.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

40 comentários:

Assimos disse...

Salve Salve, amigos do CB!

Rodrigo, eu pensei exatamente a mesma coisa quando li a notícia.

Corja de amadores!


Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Assimos!
Abs e SA!!!

Marcelo Botafogo disse...

Esse pica pau de novo ngm merece...
A torcida clama a volta de Zé gatinha, esse sim, fazia gols!

Rodrigo Federman disse...

Marcelo, Zé Gatinha foi mito! hehehe
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Sempre as mesmas ladainhas.
"Justificam" a renovação do Pimpão porque teve um bom momento na distante Libertadores 2017, jogador útil (?); agora, já que precisam de reforços, pensam no Neilton, por certo, baseados em um bom momento no ainda mais distante 2016.
Também pensam, dizem, no atacante Willian Popp do Figueirense; 26 jogos e 5 gols na atual temporada, na carreira são 149 jogos e 29 gols.
Gostaria muito de entender quais as premissas são consideradas para que uma contratação seja pensada, e não falo se o jogador é conhecido ou não, apenas, repito, das premissas.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, o Botafogo se coloca como refém de todo e qualquer jogador, por pior que ele seja. Parece que esses caras fazem favores supremos pelo clube. É absurdo.
Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Desculpem de verdade mas só com palavrão mesmo: PQP! Um acinte ao povo pensar que uma AMEBA PROTOZOÁRIO UNICELULAR possa ganhar 300K/mês. 10K/dia. É a famosa rachadinha no futebol. Uma ameba que não decide jogo, que não capta investidores etc que vende camisa etc...
Esse valor significa o salário de uns 10 cientistas da FIOCRUZ por exemplo. Ridículo.
Jacob

Rodrigo Federman disse...

É, Pai. E pior é ainda cogitarem um cara que nunca foi nada além de medíocre. Surgiu no Santos e ficou como eterna promessa. No Cruzeiro, decepção. No Vitória, série B. No Botafogo, uma série B e uma série A apenas regular. No SP e Inter, decepção. E o Botafogo volta atenção de novo pra um cara desses.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, e o Neilton não é um jogador barato.
Se for verdade o que saiu nessa matéria...

"Dois meses de salário de Neilton pagariam um ano do feminino do Vitória

Segundo o Vitória, o investimento mensal que o clube faz para o futebol feminino é de R$ 50 mil. Por ano, cerca de R$ 600 mil saem dos cofres do clube para a modalidade existir no Barradão - algo equivalente a dois meses de salário de Neilton, jogador do futebol masculino que deixou o clube no começo desta temporada."

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dois-meses-de-salario-de-neilton-pagariam-um-ano-do-feminino-do-vitoria/

Ou seja, considerando a matéria, ele recebia 300 mil no Vitória...
Sou da opinião que cada um pede de salários o que bem desejar e aceita pagar quem acha que vale, o combinado não está caro, mas penso que não vale.
SA!!!

Fatos disse...

Os principais trechos da entrevista com Alexandre Rangel (Ernst & Young):

– O ESTUDO

“Houve interesse dos dois lados, potenciais investidores viram que faz sentido, conselho diretor viu como adequado ao que pensavam como futuro do clube. É um processo complexo, com muitos detalhes envolvidos, uma mudança de conceito, mas nada revolucionário, é muito comum na Europa. Aqui no Brasil em clubes de tradição e expressão maior é a primeira vez. Tem Cuiabá, Londrina, Bragantino, mas nos clubes tradicionais e históricos o Botafogo seria o primeiro.”

– FORMATO

“O Botafogo é um clube social, multiesportivo. No Grêmio e no Athletico Paranaense isso não já acontece mais. Existiu o interesse de manter a marca Botafogo como multiesportiva e com operação social. Cria necessidades de modelos diferentes. As dívidas são extremamente elevadas, talvez a maior do Brasil hoje, com grande agravante, é o que tem menor geração de caixa recorrente. Se pensar receitas de TV, bilheteria, sócio-torcedor e marketing, é o que menos gera receita. Há outros clubes com relações ruins de receita e dívida, mas o total da dívida é bem mais baixo. É muito difícil gerar o caixa do Botafogo a longo prazo, precisa de aporte de dinheiro muito grande.”

– SÓ PROFISSIONALIZAR NÃO RESOLVE MAIS

“Estudamos se era possível recuperar só com profissionalização, boa gestão, governança, bons processos, melhorias no marketing, alavancar sócio-torcedor, receitas e estádio, mas com esses números, que só se agravam, a conclusão clara para todos é que não é possível. Precisa de algo mais que gestão para salvar o Botafogo. É combinação dupla, como tratamento de câncer, ministrar vários drogas e radioterapia. Fazer choque de gestão com capitalização adicional, precisa injetar quantidade de dinheiro significativo de R$ 300 milhões a R$ 400 milhões, tem que calibrar ainda, ver o resultado do Botafogo em 2019 e saber o quanto a pagar a partir do ano que vem se o projeto evoluir.”

– CONTRAPARTIDAS E PRAZO

“Quais contrapartidas para investidores? Ter controle de gestão, usar no saneamento, práticas de boa governança. A forma de se fazer isso classicamente não é separar totalmente, é criar nova empresa, alugar o futebol por 30 anos. Não é uma transferência em definitivo. Os empresários vão ter essa contrapartida. Vão colocar 300 a 400 milhões de reais para pagar dívidas a curtíssimo prazo, até 5 anos, eliminar a maior parte de penhoras. Libera questão trabalhista, cível, dívida com jogadores, Profut. Resolve tudo em uma tacada. A partir do sexto ano vão sobrar dívidas de longo prazo, com CT, com botafoguenses que emprestaram, pessoas físicas e Profut que vai continuar. SPE vai pagar dívidas, investir no CT com equipamento e tecnologia e o acordo pode ser renovado ou encerrado em 30 anos. Desde que clube social, olímpicos e remo se mantenham regrados, se arrumarem e forem comedido, daqui a 30 anos vai ser clube saneado e sem dívidas. Aí podem se juntar ou permanecer separados. É um modelo que funciona para o Botafogo, talvez para outros clubes existam soluções melhores. O principal desse estudo é ver que não havia outro jeito. Não tem alternativa. O momento de fazer é agora, situação se agravando de tal forma que se for fazer em 2020 ou 21 não fizesse nem sentido econômico para investidores, mesmo os que têm apego ao clube. É uma janela de oportunidade se fecha muito rápido. Se não acontecer agora, o futuro é muito negro.

– EVITAR CAIR

“Não há condicionante por estar na Série A ou B, mas se cair a conta prevê R$ 70 milhões a menos de receita, tem que montar time para subir rapidamente. Essa capitalização vai aumentar para R$ 400, 450 milhões. Quanto mais dinheiro, mais difícil levantar o projeto. Essa é a importância de não cair e não se endividar mais esse ano.”

Fatos disse...

– CURTO PRAZO

“Precisa que sobre dinheiro da capitalização para que sobre para o futebol. Ter uma estrutura de formação muito forte, para daqui a cinco, seis anos, conseguir gerar grandes jogadores para o time e para vender. Uma lição que aprendemos foi que os primeiros anos são muito complicados. Não é só por gestores profissionais que têm mudanças imediatas. Com gente nova, se ambientando ao clube e processos de futebol, Palmeiras e Flamengo correram riscos sérios. Isso não pode acontecer ao Botafogo, muito mais fragilizado que esses clubes. Precisamos agilizar outros fundos para ter dinheiro para CT, jogadores, tecnologia no futebol, sistemas de monitoramento, scouting, sistemas médicos. Tudo isso vai dar resultado em 4 ou 5 anos. O Botafogo vai colher frutos reais e eficiência esportiva a partir do sexto ano, terá as dívidas principais pagas, dinheiro chegando líquido no futebol, folha crescer, efeitos do investimento na base e tecnologia. O ganho no curtíssimo prazo é tentar evitar que o clube caia. Esse ano é possível que escape, mas nos próximos anos seria muito difícil, com a piora financeira. É muito diferente o Avaí, Vitória ou Sport caírem, porque tem dívidas menores e costume de trabalhar com receitas menores. É um problema de R$ 40 milhões. Fluminense, Vasco, Cruzeiro ou Botafogo caírem é um problema de R$ 100 milhões ou mais.”

– FUTEBOL FEMININO

“Futebol feminino faz parte do projeto, assim como base e profissional. Não só por ser obrigação, mas por fazer parte do negócio e ter tendência de ser interessante a médio e longo prazo. E-sports ligados ao futebol também. A ideia é ir aumentando o investimento ao longo do tempo. Futebol masculino e base são carros-chefes, vão gerar mais receitas, financiar todo o processo.”


Fatos disse...

– APOIO DA TORCIDA

“Seria muito importante o Botafogo conseguir já em 2019 uma mobilização da torcida. A forma mais rápida e fácil é através do sócio-torcedor. Mobilizar todos por essa causa, porque o clube precisa de recursos para se manter na Primeira Divisão. Projeto só começa em 2020, se tudo der certo. Para resolver o problema de forma definitiva. Esse ano a torcida precisa ajudar o máximo possível. Normalmente a torcida condiciona a resultados, mas o Botafogo passa por um momento especial e merece atenção em prol dessa campanha. A torcida acaba se engajando ao sócio-torcedor ao longo do tempo, não é logo que uma gestão profissional assume. Vai existir um conjunto de novas adesões, de 10 a 15 mil, mas o crescimento maior será a longo prazo. Com rendimento melhor do time, ações no estádio, o sócio-torcedor ser mais relevante. Não é do dia para a noite. Assim como patrocínio, estádio e tudo mais. São processos que vão crescer ao longo do tempo. Por conta disso uma parte do dinheiro é separada nos primeiros anos para ajudar o time.”

– SALVAÇÃO DO BOTAFOGO

“O nosso pensamento é salvar o clube. Não cabe a mim passar detalhes financeiros. Além dos números públicos, vemos nas entranhas e projetamos a longo prazo. Olhando o Botafogo para 2020 e 2021, não vemos condição de solvência operacional. O Botafogo tem folha de cerca de R$ 3,5 milhões, uma dos menores do Brasil, e não é capaz de pagar. Poderia pagar quanto? R$ 1 milhão? Talvez nem isso. É folha de Série B. Como sobreviveria, já com cotas antecipadas e receitas penhoradas? Dificilmente montaria time. Poderiam aparecer grandes botafoguenses para ajudar, mas eles mesmo estão querendo uma solução definitiva. Se não tomar ação radical agora, com o objetivo de salvar o Botafogo, não adianta. Daqui a cinco ou seis anos, já com folha livre de penhoras e com mais revelação de jogadores, já pode estar na situação do Bahia ou do Athletico Paranaense, estabilizados, com possibilidade de beliscar em um mata-mata, ou como o Leicester, buscar um título nacional. Não é um PSG ou Chelsea, tem que ter os pés no chão. Não adianta a torcida desistir. Se vender ideia que vai ser campeão de tudo a curto prazo, isso não vai acontecer.”

IRMÃOS MOREIRA SALLES

“Não vão ser Abramovic (Roman, russo proprietário do Chelsea). Certamente eles têm interesse em investir, seriam bem-vindos e dariam credibilidade ao projeto. Mas está claro para todos que essa é uma iniciativa de muitos, não uma iniciativa de poucos.

Anônimo disse...

Rodrigo.

Neilton de novo......a 300,00 mil por mês ?

Parem o mundo que eu quero descer !!!!

Patinhas.

Assimos disse...

Se é para investir, então arregaça logo e contrata um jogador que já vai "chegar chegando". Entre gastar 300 mil reais num cara que certamente não vai resolver um problema crônico, eu prefiro economizar a grana e colocar o Barroca para "queimar a mufa" na solução deste problema.

Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Além de medíocre e não fazer diferença alguma na parte técnica, ainda é um jogador caro.

Valeu, Fatos.

Patinhas, é o que estão falando! Absurdo demais, né?

Abs e SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Isso que penso, Assimos. Para investir em mais medíocres, melhor ir com o que já temos em casa até dezembro e a partir do ano que vem, vida nova, de fato.
Abs e SA!!!

JorgeFS disse...

Ajudou a enterrar o Vitória, passou pelo Botafogo sem dizer a que veio!
Se chegar irá completar a obra, levar o glorioso a B
Zé Gatinha pelo menos é um desconhecido, mas isso aí????

Sergio disse...

O futebol brasileiro é uma benção mesmo. Jogadores medíocres ganhando fortunas, lógico que muita gente leva, mas cá prá nós, noventa e cinco por cento dessa turma do atual futebol ganhando uns 10 mil tava muitíssimo bem pago.
Sou de opinião que para contratar essas dragas que o clube contrata, esse VR por exemplo que a bola o odeia e vice versa, vale mais a pena insistir com a garotada, pelo menos não onera o clube;porém, não tem mamata nem raspadinha. ABS e SB!

Anônimo disse...

É isso mesmo? Procede? Esses caras estão pensando no Neílton?
Nem me lembrava desse inútil. Pensei até mesmo que tivesse abandonado o futebol e que estava tentando a carreira de, sei lá, jóquei...
Passo.
Levi

Rodrigo Federman disse...

Jorge, e tem gente satisfeita com a possibilidade.

Sergio, a vida desses caras é uma beleza. Executam péssimos serviços e ainda assim, sempre têm mercado e portas abertas. Inclusive nos clubes que já defenderam mais de uma vez.

Levi, parece que sim. Para nossa tristeza geral.

Abs e SA!!!

Anônimo disse...

Mais um jogador do Vitória coincidência pro senhor Ander$on Barros? Porque o Potker não? Bem estranho essas negociatas
Fabim

Rodrigo Federman disse...

Fabim, possa crer. Mas também não lamento um veto ao fraco Potker.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

O futebol é o único ramo de atividade onde os prestadores de serviços somente tem direitos.
Obviamente que o futebol não é matemática, mas não pode em uma temporada com quatro campeonatos a serem disputados, o BOTAFOGO ser eliminado em dois, 50%, para clubes que têm dificuldades infinitamente maiores; foi assim no carioca e na Copa do Brasil.
Creditar o 8° lugar no carioca, atrás de Bangu, Volta Redonda, Cabofriense e Boavista, ao momento financeiro é tentar ludibriar o Torcedor.
E a eliminação para o Juventude, o que dizer?
Aliás, se dependesse somente da classificação no Carioca, o BOTAFOGO nem disputaria a copa do Brasil 2020.
As contratações feitas, renovações e os valores empregados comprovam que não há o minimo critério nesse departamento de futebol.
SA!!!
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Verdade, Marcio. Os caras são sempre premiados por não fazerem nada. E ainda saem ganhando alguns milhões. É impressionante. Um outro mundo.
Abs e SA!!!

Unknown disse...

Rodrigo,
Acho que deveria ser proibida qualquer contratação enquanto não houver certeza da aprovação do projeto dos MS.Repassar para a futura administração mais custos de salários de jogadores de segunda ou terceira linha seria uma tremenda irresponsabilidade.
Arruma o time com o que tem e joga para não cair.Esse é o único objetivo sensato nesse momento.
Abs

Assimos disse...

Exato, Rodrigo. Não temos dinheiro para jogar no lixo.

Abraços e SA!

Rodrigo Federman disse...

Fecho contigo, Unknown. Também acho.

Perfeito, Assimos.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Só para servir de comparação, nada mais do que isso, o Fluminense trouxe o Yony González a custo zero do Junior de Barranquilla no inicio do ano.
Assisti alguns jogos dele pela Sul-Americana 2018 e sempre pareceu ter um jogo interessante, joga pelos lados, mais centralizado, em 2019 parece confirmar o bom momento, 36 jogos e 15 gols marcados.
Agora noticias dão conta de que clubes brasileiros têm interesse em sua contratação e que já pode assinar um pré-contrato se desejar; o que chama a atenção é que dizem que ele recebe 120 mil reais/mês.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, um Neilton custa dois Yonis . Heheheh
Abs e SA!!!

Jones disse...

Rodrigo, estava dando uma olhada o fluminense tem 4 camisas 10 na seleção brasileira que loucura rs na sub 15 16 17 e 18 e a maioria veio do interior do estado porque o botafogo não usa esses investimentos para a base? são muitos amadores vei fica querendo ex jogador do clube toda hora parece ate corno querendo a ex rsrs .

Jones disse...

Marci,o o botafogo cobra 120 reais, para os atletas da base fazerem testes, ja o fluminense tem 4 camisas 10 na seleção de base(maioria vem de cidades pequenas e os pais levam ate eles pois sabem que eles dão oportunidades) os amadores com orgulho, esquecem de olhar pra dentro do clube, e gastam milhoes com jogadores mediocres, um absurdo cobrar taxa pra fazer testes,sendo que deveriam fazer isso gratuitamente em todo interior do estado e Brasil.

Anônimo disse...

Conversando hoje com um torcedor do Internacional e o mesmo preocupado para o jogo de amanhã com a possível ausência do Rodrigo Lindoso e olha que o cara não tinha a minima simpatia do torcedor Botafoguense.
Ou o futebol tá acabando ou nós não sabemos realmente de nada, para Rodrigo Lindoso ser isso tudo.

Marcos

Tiago Almeida disse...

Não estavam interessados no Cueva?

Rodrigo Federman disse...

Jones, o Botafogo, mesmo com o Manoel Renha tentando salvar, ainda tem uma base fraquíssima em todos sentidos.

Marcos, não sinto a menor falta/saudade desse traste.

Tiago, acho que ainda continuam.

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Jones, fiquei surpreso com essa informação sobre o BOTAFOGO cobrar 120 reais de inscrição pelos testes...
Lembro que uma vez, na época era 80 reais, escrevi aqui no Blog que a cobrança era absurda; o Samico, se não me falha a memória, trouxe a informação de que mediante a comprovação de não condição de pagamento, a isenção era concedida.
O interessante é que na página oficial do BOTAFOGO há a informação de que a inscrição é grátis, inclusive tem o calendário para os meses de julho, agosto e setembro.
Agora, os testes são realizados apenas no Caio Martins e todos devem ir uniformizados (camisa branca, short preto e meião preto, branco ou cinza) ... Como um jovem pobre morador de Santa Cruz, Sepetiba e tantos outros lugares chegará ao Caio Martins?
E uniforme?
Não seria melhor apenas informar o que não pode? Se o garoto for bom de bola e tiver roupa azul, não poderá ficar? Não é melhor o garoto ser aprovado de azul e o BOTAFOGO fornecer o uniforme adequado?
Por que não fazer um convênio com o Exército e utilizar as dependências na Vila Militar, Santa Cruz, para fazer os testes?
E com a Marinha e seus quartéis na Av Brasil, tem um Batalhão de Fuzileiros Navais na mesma avenida, só que em Campo Grande... Pode?
O Bangu fez a sua pré-temporada na Comissão de Desportos da Aeronáutica em Sulacap, por exemplo.
Falta iniciativa... Um espaço, duas balizas e uma bola, nada mais´é preciso para um garoto mostrar o seu talento.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, é por essas e outras que revelamos um jovem a cada 10 anos.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, incrível como esses caras do BOTAFOGO não implementam ideias simples.
Só sabem culpar fatores externos e ficar de lamentação.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, amadores com muito orgulho!
Abs e SA!!!

Fatos disse...

Cueva e Blandi continuam no radar, apesar de achar improvável que venham

Rodrigo Federman disse...

Fatos, nem fico na ansiedade mais.
Abs e SA!!!