sexta-feira, 31 de março de 2023

Promessa cumprida














Passamos praticamente três meses falando que o elenco é mal montado e que temos carências em várias posições para o time titular e reservas imediatos.

A diretoria do Botafogo passou o mesmo tempo falando e prometendo bons reforços, principalmente depois do fechamento da janela europeia, pois os atletas não negociados ficariam menos valorizados e abertos à conversas.

Chegando na reta final do período e sem nenhum reforço, os mesmos dirigentes passaram a justificar o marasmo por conta dos problemas financeiros e tal.

Eis que, como eu já imaginava, faltando poucos dias (e na base do desespero), aparece R$4 milhões para trazer de volta um medíocre como o Jr. Santos e, depois de falarem em um titular da seleção principal do Paraguai, surgem com o jogador. Porém, o titular da sub-20 do país.

Não faço a menor ideia de quem seja o Matías Segovia (assim como nunca tinha ouvido falar no Rojas), mas já li que será trabalhado com calma. Ou seja, não é um reforço para chegar e vestir a camisa de titular.

Bom, daqui a pouco aparecem o Textor e o Mazzuco afirmando que cumpriram a promessa de cinco a seis contratações no início do ano: Marlon Freitas, Carlos Alberto, Segovia (zagueiro), Di Plácido, Segovia (meio campista) e Jr. Santos.

É tratar o torcedor como completo idiota.

E o pior é que tem adepto que bate palmas e aceita ser tratado assim.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

21 comentários:

Marcio disse...

Infelizmente a transformação em SAF não modificou o modo de trabalhar e assim a chance do Botafogo continuar apenas um participante nos campeonatos é gigantesca.
Inflamaram a Torcida com grandes promessas e depois foram arrefecendo; deram amplitude as dificuldades e os resultados medianos obtidos são vendidos como grandes conquistas.
E não falo que o Botafogo já deveria bater campeão, pois bem sei que existem equipes bem estruturadas e obviamente mais preparadas para isso; entretanto, houve tempo suficiente para apresentar dentro de campo um futebol organizado, forte, competitivo...
Como nada é ao acaso, lembro que ao chegar o Textor afirmou que desejava comprar clubes menores e recebeu de terceiros a indicação do Botafogo...

"Quando vim para o Brasil, eu estava procurando clubes na Primeira Divisão com poucos torcedores, porque eu queria entrar e mudar toda a organização de negócios, a história de más práticas, comercializar de forma mais efetiva, construir novas fontes de receita. Quando eu estava olhando os clubes menores, dois jovens que trabalham comigo mencionaram o Botafogo..."

https://ge.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/textor-estabelece-meta-imediata-no-botafogo-ter-alcance-global-na-identificacao-de-talentos.ghtml

Receio que a indicação feita passou pelo conhecimento do logo histórico de falta de ambição, o conformismo com metas medíocres.
Sobre os jogadores e especificamente em relação ao jovem paraguaio (possivel) contratado, vai na direção de um jogador para ser vendido e transformado em receitas, ou seja, não vejo relação alguma com a tentativa de formar uma equipe principal vencedora. Tanto que foram contratados mais jogadores para os sub-alguma coisa do que para a equipe principal.
Não vou dizer que está errado, pois o investidor em qualquer parte do mundo deseja lucro, isso não é filantropia.
Mas que sejam claros e objetivos com o Torcedor, explicando o que de fato pensam para o Botafogo.

SA!!!

JorgeFs disse...

Se é para brincar de participar de campeonatos, brasileirão vem aí e vamos ver no que vai dar esse elenco meia boca que só engana os que gostam de ser enganados, é vida que segue

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Jamais teremos um elenco para brigar por títulos. Para mim está claro. O Botafogo nunca mais será campeão de porra nenhuma de relevância.

Jorge, mais uma temporada medíocre a caminho.

Abs e SA!!!

Eduardo Samico disse...

Infelizmente o que eu temia, nessa de SAF, parece que é o que vai acontecer.

O negócio não vai ser lucrativo por ter times fortes, disputando títulos importantes -taça Rio não vale- obtendo receitas das premiações dos certames e, é claro, da venda daqueles jogadores que é quase impossível segurar - nenhum clube no Brasil consegue mais.
Parece-me que o objeto da SAF Botafogo é o comércio de bens, leia-se de jogadores.
Jeffinho despontou? Nào disputou sequer um Brasileiro completo, já foi para o Lyon, em uma negociação nebulosa.
Alguém tem alguma dúvida de que no caso desse jovem paraguaio Segovia, que dizem ser promissor, for mesmo bom de bola ele termina o ano conosco?
Vai ser como nos tempos do dentista, com o Vitinho, ou dos amadores, com aquele lateral esquerdo, PV acho.
O Botafogo só teria uma chance de formar um bom elenco: pegar jogadores tipo Tiquinho, Marçal, Eduardo, que não têm mais mercado na Europa. Mas não parece ser este o objetivo do gringo fanfarrão.
Aliás não foi à toa que ele fez questão do LC. Ele não quer um técnico estrategista, bom formador de equipes vitoriosas com a mão de obra disponível. Ele buscou um com larga experiência em equipe B e formação de jovens atletas.
Estamos mesmo lascados!
Abs.

Rodrigo Federman disse...

Eduardo, é isso! E me arrisco a afirmar: O Botafogo nunca mais conquistará nada de relevante. Primeiro, porque nem é de nossa história isso. Ou seja, nunca fomos conquistadores de títulos. E agora, porque fim é unicamente comercial e nada técnico (campo e bola). Seremos uma espécie de Bragantino. Nunca mais cairemos e nem brigaremos por posições de destaque maior.
Abs e SA!!!

Klaus disse...

Rodrigo, só discordo de sua afirmação de que não mais correremos risco de rebaixamento. Você está sendo muito otimista.
Há quase uma unanimidade que o Botafogo corre sério risco em 2023. Quanto a títulos? Temos chances sim: Taça Rio, série B, torneios não oficiais etc.
O apequenamento do Botafogo segue seu curso iniciado na década de 70, pausado em curtos períodos, como em 2022. Mas voltou em ritmo acelerado em 2023.

Rodrigo Federman disse...

Klaus, eu realmente não acho que seremos mais rebaixados. Teremos elencos medíocres para meio/fim de tabela. Isso, é claro, com um treinador ok. Com o LC, sim, o risco de rebaixamento é existente. E seria mesmo se tivessemos um excelente elenco.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Um fora do Post que serve de exemplo ao Botafogo que se contenta com pouco.

O Bayern de Munique demitiu o Julian Nagelsmann com a temporada em andamento, com 100% de aproveitamento na UCL e já nas quartas e em 2º lugar na Bundesliga, podendo reassumir a liderança caso vença o B. Dortmund.
O CEO Oliver Kahn afirmou que a demissão ocorreu. pois embora os resultados fossem positivos, a "equipe estava sendo muito inconsistente e que a curva de rendimento não era suficientemente boa."

Disse o alemão:

“É nosso dever e nosso trabalho garantir o sucesso esportivo do clube. Não é uma reação de desespero. É uma decisão que não tem nada a ver com desespero.”
“Tudo começou um pouco na última temporada com desempenhos inconsistentes. A equipe sempre consegue estabelecer destaques, mas também mostra fragilidades inexplicáveis de vez em quando."
“Temos uma das melhores equipes da Europa. E, no entanto, o desempenho da equipe não melhorou muito. Não podemos estar satisfeitos com os resultados e com as exibições que mostramos na segunda metade da temporada. Os últimos dias têm sido difíceis para todos nós. Houve algumas noites em que não dormi bem"

https://somosfanaticos.fans/br/transferencias/Oliver-Kahn-CEO-do-Bayern-de-Munique-quebra-silencio-e-revela-o-real-motivo-da-demissao-de-Julian-Nagelsmann-20230325-0032.html

E o Botafogo?

Não faz muito tempo, Mazzuco falou sobre acreditar no trabalho, que acha haver no Brasil um movimento de continuidade...

https://ge.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2023/03/28/diretor-do-botafogo-confirma-interesse-em-matias-rojas-e-preve-de-um-a-dois-reforcos.ghtml

O Bayern de Munique, que tem 103 anos, começou essa trajetória de conquistas e de briga pela hegemonia nos anos 70, principalmente com os perebas Franz Beckenbauer, Sepp Mayer, Gerd Müller, Paul Breitner...
Poderia o CEO do Bayern, Oliver Kahn, convocar uma reunião, "aparar as arestas" e tudo o mais.
Como ele bem explicou, é um dever garantir o sucesso desportivo do clube.
Obviamente que o Botafogo e qualquer clube brasileiro está muito distante da força organizacional que possui o clube bávaro, mas a mentalidade de vencer está lá. Firme!
Mesmo sem mencionar quais conquistas deseja ou o quanto é chegar longe nas competições, mostrou entendimento do que ocorre, considerando o que o clube deseja.
Enquanto isso, os dirigentes do Botafogo despejam milhões de reais em contratações, provavelmente com a concordância do técnico, sem exigir minimamente um jogo organizado.
Fico imaginando o Mazzuco no Bayern e o Oliver Kahn no Botafogo.
O Mazzuco sairia afirmando que a equipe chegou longe na UCL e o Kahn estaria sendo apedrejado por querer mudar tudo rapidamente e vencer".

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, por essas e outras que afirmo que o Botafogo continua sendo gigante apenas em nosso momento passional. Para o futebol, adversários, imprensa, etc...já somos time médio para pequeno. E nunca mais conquistaremos nada.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Pois é, Rodrigo.
E agora a noticia de que o Botafogo pagará ao Fortaleza 1 milhão de reais pelo Jr. Santos e tem a possibilidade de pagar mais 500 mil por um tal bônus...
E não terminou, pois assumiu o restante do pagamento que o clube cearense faria ao clube japonês.
Qual o custo total da aquisição do Jr. Santos, Botafogo?
Muito mal explicado.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Hahaha. Marcio, e só soubemos disso por causa da nota...do Fortaleza. Quanta diferença de respeito ao seu torcedor e transparência.
Abs e SA!!!

José Pinto disse...

Apoio a contratação do J. Santos. Não por se tratar de um craque, longe disso, mas considerando que no final do Brasileiro 2022, era titular absoluto do fogão, colocando no banco o tal do Lucas Piazon e outros menos cotados, e considerando que todos os nossos laterais direitos deixam uma avenida para os adversários passearam à vontade, concluo que esse sujeito, vai nos ajudar muito neste ano. Se dependermos dos bostas que estão lá, como já ficou provado nos jogos contra os potentes Sergipe e Portuguesa, vamos lutar para não ficar na lanterna da Sul-americana, CP e C. Brasileiro /23. Disposição não faltará ao nosso "pugilista" Júnior Santos. Acho que nesse caso, a diretoria acertou. Vamos aguardar....
.





Patinhas disse...

.Rodrigo.

O Botafogo acabe de contratar para o sub-20 o filho do Caneludo Abreu.Não sei quem contratou, se o Textor ou o Mazuco, mas essa aquisição certamente irá aplacar a ira da torcida enfurecida.
O nosso futuro está garantido.

Patinhas disse...

Aliás, vi no face uma serie de comentário a respeito do jogo do Botafogo contra o time treinado pelo Caneludo.
Estão chegando ao cúmulo de dizer abertamente que torcerão pelo empate por causa do Loco.
É o fim do mundo torcer contra o clube pra agradar esse Caneludo Embusteiro.

Rodrigo Federman disse...

José, eu respeito, mas aí é aceitar o sarrafo muito baixo. Enquanto continuarmos assim, nunca vamos mudar de gaveta.

Patinhas, idolatro o Loco, mas espero que no jogo o time dele seja goleado. Hehehe

Abs e SA!!!

Marcio disse...

Respeito as opinião do José.
Entretanto, se for para o Jr. Santos ser um ponta direita recuado, auxiliar de lateral, que seja escalado de lateral e com orientações expressas de não se aventurar no campo de ataque.
E não custa lembrar que o Jr. Santos não foi contratado como ponta na 1ª passagem e isso se confirma pelas fala do L. Castro quando da dispensa do Erison.

"(...)É verdade que há um mês atrás dizia-se que precisávamos de um 9, que o Erison não estava produzindo, não tinha isso, aquilo… Essa era a análise. A verdade é que chegaram Tiquinho Soares e Júnior Santos, temos o Matheus Nascimento e o Erison. Havia que se tomar uma decisão. Quatro noves para uma equipe é demasiado, para qualquer equipe do mundo(...)"

https://www.lance.com.br/botafogo/luis-castro-comenta-saida-de-erison-do-botafogo-ha-um-mes-diziam-que-era-bom-contratar-um.html

Tudo bem que é obrigação do técnico encontrar o melhor posicionamento para os jogadores, mas Jr. Santos não era um novato à época.
Será que sabiam qual a posição do Jr. Santos?

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Tô contigo, Marcio.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

E entendo quem veja o Jr. Santos boa contratação quando faz a comparação com o Piazon, Sá e outros menos votados.
A questão, entretanto, está em quem serve de comparação...
Piazon, por exemplo, esteve quase sempre mal, o que faz o Jr. Santos parecer ter jogado bem, sem jamais ter jogado.
É muito pouco aceitar a contratação de um atacante por causa de uma suposta boa recomposição defensiva.
E se o atacante está com excessivas obrigações defensivas, o problema são os defensores ou o esquema escolhido.
Atacante tem de ser bom atacando e ajudar na defesa quando necessário, apenas isso.
Para terminar, o melhor momento do Botafogo na temporada anterior foi ocasionado pelo Jeffinho, que com a sua impetuosidade desmontava o sistema de defesa adversario.
Eu e muitos aqui emitimos criticas ao estatutário esquema.
E nada mudou em termos de jogo coletivo, apenas ficou nais nítido pela saída do Jeffinho.
Tomara eu estar errado, mas chegaremos ao final da temporada e veremos um número ridiculo de boas jogadas de ataque do Jr. Santos.
Confirmo o que escrevi anteriormente sobre não pensar em contratações antes da dispensa do L. Castro.
Com esse técnico e sem jogadores que tenham peito de desobedecer um mau esquema de jogo, até um time com o Canhota, Rivellino e Beckenbauer fracassaria.
Não vou aplaudir essa diretoria de futebol porque o Jr. Santos eventualmente possa ser menos pior do que o Piazon.
Os dois jogadores, mais o L. Castro e o Mazzuco; sao todos muito ruins e somente se sustentam em um ambiente tomado pela passividade e aceitação com resultados ruins.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Ficar satisfeito utilizando comparação com Piazon de parâmetro também é atestar mediocridade. Tô fora duas vezes.
Abs e SA!!!

José Pinto disse...

E para calar a boca dos pessimistas, o Botafoguense corre um sério risco de ser campeão da taça rio (minúsculo mesmo.)
Cadê os reforços que prometeram antes de fechar a janela? Agora me coloco entre os pessimistas, porque o alvinegro carioca, senão acertar o pé e cabeça , pode ter uma passagem vexatória pela Sul Americana...

Rodrigo Federman disse...

José, não é otimismo ou pessimismo. É ser realista.
Abs e SA!!!