quinta-feira, 1 de junho de 2023

Força máxima disponível
















É difícil digerir uma eliminação nos pênaltis.

A noite foi longa...mas agora, bola para frente e focar no que ainda temos pela frente: Sul-Americana e Brasileirão.

E sábado entraremos em campo pelo campeonato nacional. Justamente contra o mesmo adversário que nos tirou da Copa do Brasil na noite de ontem.

Temos uma gordura, mas não podemos abrir mão da mesma. Logo, já que estaremos com um calendário um pouco menos apertado a partir de agora, não há nem o que pensar: É viajar para Curitiba com força máxima e vencer o Athletico. 

Não será um troco (até porque, no final, eles que sorriram), mas uma mostra de que a página virou e continuamos fortes.

Repito: Sem poupar ninguém.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

10 comentários:

Marcio disse...

Eles estão em 11º lugar com 12 pontos e vêm com 2 derrotas seguidas no brasileiro...
Ou seja, o Botafogo enquanto líder tem a possibilidade de especular com o jogo e possivelmente uma forma de jogar que lhe seja benéfica.
Não é ir para Curitiba e querer fazer jogo de luta, ataque e contra-ataque por 90 minutos. Precisamos "apenas" vencer.
Mais uma vez a inteligência e organização serão requisitos obrigatórios.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Isso mesmo, Marcio! E agora, com uma competição a menos, sem mais esse lenga-lenga de cansaço! É força máxima!
Abs e SA!!!

Ricardo disse...

Bom dia Rodrigo e amigos eu vou continuar batendo na mesma tecla o Botafogo tem um bom time mais não tem um bom elenco apesar do numero excessivo de jogadores , temos posiçoes em que não temos peças de reposição a altura como a lateral direita a esquerda e a zaga e falta um centroavante para revesar com o Tiquinho , se for para trazer um meia que seja um fora de série o que não da é para continuar com o amadorismo como o Rafael jogador torcedor que ganha 400.000 , Joel Carli 200.000 para ser animador de vestiário me fez lembrar do Dudu Cearense e por ai vai , se fizer uma limpa no elenco tem uns 10 ali que ganham muito e produzem muito pouco eu espero que isso seja corrigido e que cheguem uns 6 reforços para que na hora de substituir o desempenho em campo não se modifique.

Rodrigo Federman disse...

Sim, Ricardo. O elenco é incompleto.
Abs e SA!!!

Damião disse...

Como já foi dito, difícil pensar em títulos com um elenco tão limitado. O Atlético se classificou com 4 titulares ausentes, fez alguma diferença? No Botafogo, qualquer titular que sai do time, é uma grande dor de cabeça para substitui-lo. Espero que na próxima janela, o JT abra a mão (mais uma vez), e traga mais jogadores , não para comporem elenco, mas, para disputarem a titularidade, antes que o Niltão volte a esvaziar em jogos da Estrela Solitária. Tem um velho ditado que todos conhecem: "Quem pariu Mateus, que o balance".

Rodrigo Federman disse...

Damião, temos no máximo uns 3 ou 4 jogadores que entram e mantém o ritmo. Os demais, caem muito.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Ainda sobre elenco, entendo que quase clube algum possui reservas na mesma qualidade dos titulares...
Como bem explicou o Carlo Ancelotti,...

“O bom treinador é aquele que adapta o jogo às características dos jogadores. Se tenho Modrić ou Kroos não posso esperar pressionar muito. Vou dar um exemplo: se tenho o Cristiano Ronaldo na frente, estudo com afinco como levar a bola até ele”
“No Real tenho o Vinícius que tem um motorzinho debaixo dos pés. Eu seria um incapaz se não usasse o contra-ataque”

Deste modo, tenho dúvidas se alguns dos chamados reservas são de fato inferiores aos titulares ou se o sistema mantido a todo custo "impede" que ofereçam o melhor desempenho.
Mas em algumas posições faltam jogadores, até mesmo para que haja concorrência.

SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Marcio, entendo, mas em alguns casos no Botafogo, a discrepância é bem grande: dupla de zaga, lateral esquerda e centroavante. Principalmente essas.
Abs e SA!!!

Marcio disse...

Rodrigo, eu compreendo...
Todavia, como esperar que o Sampaio, um zagueiro reconhecidamente lento, vai jogar da mesma maneira do Adryelson?
Veja, não estou dizendo que o Sampaio é um zagueiro de alta qualidade, mas ele me parece ser um zagueiro apenas para jogar na sobra e rebatendo as bolas.
Resguardando as diferenças, lembro a história, já comentei por aqui, do Zidane que efetivou o Casemiro no meio de campo e adiantou os posicionamentos do Kroos e do Modric; Kroos jogava de volante, mas não tem a capacidade de marcação e cobertura do Casemiro. Se eu não estiver enganado, quem saiu do time foi o J. Rodriguez.
O Zagallo sempre gostou de ponta que ajudasse no meio de campo, como ele fez de forma magistral enquanto jogador...
Ele escolheu o Rivellino para fazer a função... E tinha o estupendo ponta Edu.
E o Rivellino, antes de saber como se daria as movimentações, disse que preferia brigar por vaga somente no meio de campo, justamente porque na ponta tinha o Edu e eventualmente o PC Caju.
Se o Zagallo fizesse o Edu ajudar o meio de campo, perderia o espetacular ponta e não ganharia nada no meio de campo.
Tem o Canhota, que o Flávio Costa o colocou para ajudar a marcar o Garrincha... O Canhota?
Ainda bem, pois o Garrincha acabou com o jogo e o Canhota veio jogar no nosso Botafogo e o resto é a nossa História.
Veja, se o Rivellino entendeu que não dava para ser ponta, o Canhota marcador e o Zidane teve de efetivar o Casemiro para aproveitar o melhor do Marcelo.
Imagina para o Sampaio.
SA!!!

Rodrigo Federman disse...

Sim, Marcio. Mas aí precisaríamos de um treinador que treina alternativas e outras maneiras. Isso não existe e não existirá com o LC. Por isso, a análise mais superficial e direta, considerando esquema único.
Abs e SA!!!